Nome da Disciplina
ANTROPOLOGIA ECOLÓGICA I
CÓDIGO
0060207
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Modalidade
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Identifica e interpreta as relações entre dinâmica populacional, organização social e cultura das populações humanas e o ambiente no qual elas vivem, refletindo sobre a importância das mesmas para a compreensão dos processos civilizatórios no ensino de Geografia no Ensino Fundamental e Médio.

Objetivos

Objetivo Geral:

 Estudar a interação entre as comunidades rurais e urbanas e os seus respectivos meio ambientes.
 Entender os diversos meios de produção nos diferentes processos civilizatórios, no tempo e no espaço.
 Conhecer os temas demográficos: crescimento populacional, distribuição das populações e argumentações malthusianas.
 Compreender o pensamento antropogeográfico.

 

Objetivos Específicos:

 Interpretar a importância da sociodiversidade para a manutenção da biodiversidade.
 Desenhar as ramificações dos diferentes processos civilizatórios.
 Produzir mapas temáticos que expressem as relações das sociedades e seus respectivos espaços, em diferentes períodos históricos.
 Elaborar e remodelar modelos sustentáveis urbanos.

Conteúdo Programático

I.ANTROPOLOGIA ECOLÓGICA
1.1 – Conceitos
1.2 – Teorias
1.3 – Métodos
II. ECOSSISTEMAS
2.1 – Conceitos
2.2 – Fluxos de energias e materiais através de ecossistemas
2.3 – Agroecossistemas
2.4 – Ecossistemas urbanos
III.POPULAÇÃO
3.1 – Conceitos
3.2 – Dinâmica das populações
3.3 – A natureza como fator limitante
3.4 – Adaptabilidade
IV. COSMOGRAFIA
4.1 – As concepções de mundo
4.2 – Unidade, totalidade e complexidade
4.3 – Holismo e reducionismo

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • GUGLIELMO, A . A pré-história – uma abordagem ecológica. São Paulo: Brasiliense, 1999.
  • KLOETZEL, K. O que é meio ambiente. São Paulo: Brasiliense, 1988.
  • LAPLANTINE, F. Aprender antropologia. São Paulo: Brasiliense, 1995.
  • NEVES, W. Antropologia ecológica. São Paulo: Cortez, 1996.
  • REIGOTA, M. Meio ambiente e representação social. São Paulo: Cortez, 1995.
  • RIBEIRO, D. O povo brasileiro. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.
  • VIVAN, J. Agricultura e florestas – princípios de uma interação vital. Guaíba: Agropecuária, 1998.
  • TOYNBEE, A . Um estudo da história. Brasília: Ed. Da UNB, 1986.
  • MORIN, E. Saberes globais e saberes locais. Rio de Janeiro: Garamond, 2000.
  • CARVALHO, M. de. O que é natureza. São Paulo: Brasiliense, 1999.
  • CHIAVENATO, J. J. O massacre da natureza. São Paulo: Moderna, 1999.
  • MORAN. E. F. Adaptabilidade humana. São Paulo: EDUSP, 1982.
  • ACOT, P. História ecológica. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 1990.
  • LAGO, A . e PÁDUA, J. A . O Que Ecologia. Brasília: Ed. Brasiliense, 1992.
  • MARTINE, G. População, Meio Ambiente e Desenvolvimento. Campinas – SP: Ed. UNICAMP, 1993.
  • GADAMER, H.G. e VOGLER, P. Nova Antropologia. São Paulo: EDUSP, 1977.
  • GLIESSMAN, S. R. Agroecologia. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2000.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T2 2018 / 1 51 33 Geografia (Licenciatura - Noturno)
QUA (20:30-21:20) QUA (21:20-22:10) SEX (18:50-19:40) SEX (19:40-20:30)
NOITE
HORASEGTERQUAQUISEXSAB
18:50X
19:40X
20:30X
21:20X
22:10
T1 2018 / 1 50 37 Geografia (Licenciatura - Noturno)
TER (20:30-21:20) TER (21:20-22:10) SEX (20:30-21:20) SEX (21:20-22:10)
NOITE
HORASEGTERQUAQUISEXSAB
18:50
19:40
20:30XX
21:20XX
22:10

Página dinâmica gerada em 0.102366s.