Nome da Atividade
COMPARTILHANDO SABERES SOBRE AS PLANTAS MEDICINAIS
CÓDIGO
18880019
Carga Horária
30 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
CRÉDITOS
2
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

A disciplina se propõe a ampliar a visão dos acadêmicos e pós-graduandos da percepção do processo saúde e doença, incluindo no cuidado à saúde às plantas medicinais a partir de discussões fundamentadas na política nacional, resgate do saber popular, experiências de estados e municípios brasileiros, e embasamento em pesquisas científicas acerca dos efeitos das plantas medicinais no cuidado à saúde.

Objetivos

Objetivo Geral:

Ampliar a visão dos acadêmicos e pós-graduandos da percepção do processo saúde e doença, incluindo no cuidado à saúde às plantas medicinais a partir de discussões fundamentadas na política nacional.

Conteúdo Programático

Os discentes desenvolverão as atividades em sala de aula, com discussão das leituras prévias, além de assistirem aulas expositivas-dialogadas, ministradas pelas professoras da disciplina e convidadas(os). Ademais farão oficinas no laboratório 201 da Faculdade de Enfermagem e no Espaço de PICs da UBS Areal Leste-UFPel, sobre diferentes formas de preparo de fitoterápicos caseiros de plantas medicinais. Também serão disponibilizadas informações complementares, como os materiais/vídeos produzidos e publicados nas redes sociais do Projeto de Extensão Práticas Integrativas e Complementares na Rede de Atenção em Saúde (nº446). O e-aula será utilizado como ambiente de suporte e orientação as atividades desenvolvidas no decorrer do semestre.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS - PNPIC-SUS. Brasília: Ministério da Saúde, 2006. 92p.
  • BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica. Política e Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. Brasília: Ministério da Saúde, 2016.
  • WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Traditional medicine strategy: 2014-2023. Geneva: WHO, 2013.

Bibliografia Complementar:

  • Vídeos de apoio, disponíveis no canal do YouTube – Projeto de Extensão - Práticas Integrativas e Complementares na Rede de Atenção em Saúde (PIC-RAS). Disponível m: https://www.youtube.com/@projetopicrasufpel/playlists
  • AGÊNCIA NACIONAL DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Resolução da Diretoria Colegiada nº 10 de 09 de março de 2010 - Dispõe sobre a notificação de drogas vegetais junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e dá outras providências. Brasília: ANVISA, 2010.
  • AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA (ANVISA) (BR). Memento Fitoterápico da Farmacopeia Brasileira. 1. ed. Brasília: ANVISA, 2016.
  • AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA (ANVISA) (BR). Resolução da Diretoria Colegiada – Resolução RDC nº 48, de 16 de março de 2004 - Dispõe sobre o registro de medicamentos fitoterápicos. Brasília: ANVISA, 2004.
  • BADKE, M.R.; WICKERT, D.C.; OLIVEIRA, G.; SILVA, J.L.; LIMA, H.F.; SCHIMITH, M.D. et al. Construção e implementação de um horto medicinal: um projeto de extensão universitária. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, v. 32, 2019. Disponível em: https://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/9384
  • BORGES, A.M. ; CEOLIN, T. ; Barbieri, RL. ; Heck, R.M. . La inserción de las plantas medicinales en la práctica de enfermería: un creciente desafío. Enfermería Global, p. 1-8, 2010.
  • BRASIL. Ministério da Saúde. RENISUS – Relação Nacional de Plantas Medicinais de Interesse ao SUS. Brasília: Ministério da Saúde, 2009.
  • BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Práticas integrativas e complementares: plantas medicinais e fitoterapia na Atenção Básica. Brasília: Ministério da Saúde, 2012.
  • BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Assistência Farmacêutica. Política e Programa Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. Brasília: Ministério da Saúde, 2016.
  • CEOLIN, S. ; CEOLIN, Teila ; CASARIN, S. T. ; SEVERO, V. ; RIBEIRO, M. V. ; LOPES, A. C. P. . Plantas medicinais e sua aplicabilidade na Atenção Primária à Saúde. REVISTA DE APS (ONLINE), v. 20, p. 81-88, 2017.
  • CEOLIN, T.; CEOLIN, S. ; HECK, R. M. ; NOGUEZ, P. T. ; SOUZA, A. D. Z. . Relato de experiência do curso de plantas medicinais para profissionais de saúde. Revista Baiana de Saúde Publica, v. 37, p. 501-511, 2013.
  • CEOLIN, T.; SOUZA, A. D. Z. ; MENDIETA, M. C. ; HOHENBERGER, G. F. ; SILVA, M. M. ; HECK, R. M. . Menstrual cramps: A new therapeutic alternative care through medicinal plants. Health (Irvine), v. 05, p. 1106-1109, 2013
  • CEOLIN, Teila; CEOLIN, S. ; BONOW, C. T. ; VARGAS, N. S. C. ; LOPES, C. V. ; MINUTO, J. C. . Contribuições do curso de plantas medicinais realizado por uma instituição de ensino do Sul do Brasil. REVISTA CIÊNCIA EM EXTENSÃO, v. 13, p. 77-90, 2017.
  • HAEFFNER, R. ; HECK, R. M. ; CEOLIN, T. ; JARDIM, V. M. R. ; BARBIERI, R. L. . Plantas medicinais utilizadas para o alívio da dor pelos agricultores ecológicos do Sul do Brasil. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 14, p. 596-602, 2012.
  • HECK, Rita Maria; RIBEIRO, Márcia Vaz; BARBIERI, Rosa Lía (editoras). Plantas medicinais do Bioma Pampa no cuidado em saúde. Brasília, DF: Embrapa, 2017. 156p. Disponível em: http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/180023/1/Plantas-medicinais-nativas-do-Bioma-Pampa.pdf
  • LOPES, C. V. ; HECK, R. M. ; CEOLIN, T. ; BARBIERI, R. L. ; BORGES, A. M. ; QUADROS, L. C. M. ; VARGAS, N. R. C. . Plantas medicinais utilizadas na saúde da mulher no sul do Rio Grande do Sul no Brasil. Horizonte de Enfermería, v. 22, p. 23-33, 2011.
  • PIRIZ, MANUELLE ARIAS ; MESQUITA, MARCOS KLERING ; CAVADA, CLÁUDIO TOSI ; PALMA, JOSIANE SANTOS ; CEOLIN, Teila ; HECK, RITA MARIA . Uso de plantas medicinais: impactos e perspectivas no cuidado de enfermagem em uma comunidade rural. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 15, p. 1000-1006, 2013.
  • SOUZA, A. D. Z. ; CEOLIN, T. ; VARGAS, N. R. C. ; HECK, R. M. ; LOPES, C. V. ; BORGES, A. M. ; MENDIETA, M. C. . Plantas medicinales utilizadas en la salud infantil. Enfermería Global, v. 10, p. 46-52, 2011
  • SOUZA, A. D. Z. ; HECK, R. M. ; CEOLIN, T. ; BORGES, A. M. ; CEOLIN, S. ; LOPES, A. C. P. . O cuidado com as plantas medicinais relacionadas às infecções do trato urinário ? um desafio à enfermagem. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental (Online), v. 4, p. 2367-2376, 2012.
  • SOUZA, A. D. Z. ; MENDIETA, M. C. ; CEOLIN, T. ; HECK, R. M. . As plantas medicinais como possibilidade de cuidado para distúrbios urinários. Revista de Enfermagem da UFSM, v. 4, p. 342-349, 2014
  • TEIXEIRA, R.D.B.L. Plantas medicinais na atenção primária à saúde: nossos profissionais estão preparados? Rev. APS. 2014 abr/jun; 17(2): 133.
  • Yaedu SY. Curso de Atualização em Lian Gong. Porto Alegre: Faculdade Colégio Brasileiro de Estudos Sistêmicos (CBES), 2007.
  • PUBLICAÇÕES DO MINISTÉRIO DA SAÚDE SOBRE PLANTAS MEDICINAIS. Disponível em: https://www.saude.gov.br/acoes-e-programas/programa-nacional-de-plantas-medicinais-e-fitoterapicos-ppnpmf/publicacoes

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2024 / 1 20 20 Enfermagem (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
SEX08:00 - 08:50
08:50 - 09:40
RITA MARIA HECK
Professor Regente

TEILA CEOLIN
Professor responsável pela turma

Página gerada em 20/05/2024 07:13:31 (consulta levou 0.064569s)