Nome da Disciplina
ANÁLISE MICOLÓGICA
CÓDIGO
0160071
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

Técnicas de identificação das micoses humanas superficiais, profundas e sistêmicas. Candidoses. Agente etiológico, fisiopatogenia, patologia, técnicas de diagnóstico laboratorial das micoses humanas.

Objetivos

Objetivo Geral:

Apresentar ao aluno as principais micoses do homem. Introduzir conhecimento teórico e prático na área das análises micológicas.

 

Objetivos Específicos:

Estudar àsrelações parasita-hospedeiro. Integrar os conhecimentos com a fisiopatologia das principais patologias fúngicas. Desenvolver raciocínio lógico e crítico das diversas técnicas micológicas. Estudar os métodos diretos, indiretos de diagnóstico em análises clínicas. Reconhecimento dos fungos em vida parasitária e saprobiótica. Isolamento dos fungos a partir de diferentes espécimes clínicos. Identificação dos fungos isolados empregando métodos baseados em achados morfológicos, bioquímicos e imunológicos. Relacionar os principais fungos com os órgãos ou sistemas afetados. Métodos de avaliação da sensibilidade fúngica aos fármacos antifúngicos, visando a adequação e eficiência da farmacoterapia.

Conteúdo Programático

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • SIDRIM, J.J.C.; ROCHA, M.F.G.. Micologia médica à luz de autores contemporâneos. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004, 2012.
  • TRABULSI, L.R.; ALTERTHUM, F. Microbiologia. 5 ed. São Paulo: Atheneu, 2008.
  • MURRAY, P.R.; ROSENTHAL, K.S.; PFALLER, M.A. Microbiologia médica. 6 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010

Bibliografia Complementar:

  • ZAITZ, C. Atlas de micologia médica: diagnóstico laboratorial. 2 ed. Rio de Janeiro: MEDSI, 2004.
  • MEZZARI, A. Micologia no laboratorio. Porto Alegre: Sagra : D. C. Luzzatto, 1996.
  • FERREIRA, A.W.. Diagnóstico laboratorial: avaliação de métodos de diagnóstico das principais doenças infecciosas e parasitárias e auto-imunes: correlação clínico-laboratorial. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996.
  • ESTEVES, J. A. Micologia médica. 2 ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1990.
  • LEVINSON, W. Microbiologia médica e imunologia. 10 ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

Página gerada em 18/12/2018 21:36:53 (consulta levou 0.076065s)