Nome da Disciplina
BIOTERISMO E EXPERIMENTAÇÃO ANIMAL
CÓDIGO
0770004
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Dar ao estudante de graduação em biotecnologia subsídio necessário para compreensão e formação do conhecimento que abrange: - Princípios éticos para o uso de animais em pesquisa; - Modelos biológicos convencionais e não convencionais; - Biotérios: estrutura, biossegurança e controle de qualidade em biotérios; - Cuidados de manutenção e manuseio de animais no laboratório; - Analgesia e Eutanásia em animais de experimentação; - Bem-estar animal.

Objetivos

Objetivo Geral:

Proporcionar conhecimentos teóricos e práticos sobre animais de laboratório e as suas aplicações na biototecnologia; sendo estes, modelos biológicos experimentais, convencionais e não convencionais para a pesquisa.

 

Objetivos Específicos:

A disciplina abordará: a biologia de animais de laboratório; o manejo sanitário e reprodutivo; a coleta de material biológico para o uso em diferentes ensaios laboratoriais; os principais requisitos de equipamentos e instalações, higiene, desinfecção e esterilização dentro de um biotério. A disciplina enfocará ainda, a questão da ética, do bem-estar animal, legislação e biossegurança na experimentação animal.

Conteúdo Programático

1. Introdução ao bioterismo e experimentação animal: aspectos históricos e atualidades
2. Legislação e ética na experimentação animal
3. Tipos de biotério: estrutura, instalações e equipamentos
4. Biossegurança em biotérios
5. Modelos animais convencionais
6. Modelos não-convencionais
7. Procedimentos e técnicas experimentais aplicados à biotecnologia
8. Controle de qualidade em biotérios e bem-estar animal
9. Analgesia, Eutanásia e Necropsia
10. Alternativas ao uso de animais
11. Visita a biotérios: UFPel e outras universidades

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • ANDRADE, A et al. Animais de Laboratório: Criação e Experimentação. 20ª ed. Manguinhos-RJ, Editora Fiocruz, 2002.
  • LAPCHIK, VBV et al. Cuidados e manejo de animais de laboratório. 1ª ed. Atheneu, 2009. MACHADO, M. R. G. M.;RODRIGUES,R. D. Experimentação com animais de laboratório: manual básico. Pelotas: Ed. da UFPel, 2009. 466p. ISBN 9788571925090.
  • ANDERSEN, M.L; et al. Princípios Éticos e Práticos do uso de animais de experimentação. São Paulo: UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo. 2004.

Bibliografia Complementar:

  • MAJEROWICZ, Joel.Boas Práticas em Biotérios e Biossegurança.1ª ed.Interciência, 2008. SIROIS, M. Medicina de animais de laboratório. 1ª ed. Roca, 2008.
  • MEZADRI, TJ et al. Animais de laboratório, cuidados na iniciação experimental. 15ª ed. Editora UFSC, 2004.
  • HARKNESS, JE et al. Biologia e Clinica de coelhos e roedores. 3ª ed. Roca,1993. Animales de laboratorio: Guia para instalaciones y cuidado de animales de laboratorio. Washington (USA), 1968.
  • SNELL, George D. Biology of the laboratoty mouse. New York: Dover, 1941, 497 p.
  • Guide for care and Use of Laboratory Animal (http:// www.nap.edu/html/labrats/)
  • Colégio Brasileiro de Experimentação Animal (http://www.cobea.org.br)
  • Comissão Técnica Nacional de Biossegurança, CTNBio (http://www.mct.gov.br/cntbio)
  • http://www.ncbi.nlm.nih.gov/
  • http://www.periodicos.capes.gov.br/
  • Artigos selecionados das seguintes revistas cientificas: Laboratory Animals; Proceedings of the National Academy of Sciences; Journalof Animal Science; Animal Reproduction Science; Animal Biotechnology; Experimental Animals; Journal of Experimental Animal Science; Vaccine;Science; Nature

Página gerada em 09/12/2018 19:59:51 (consulta levou 0.067654s)