Nome da Disciplina
PAINÉIS DE MADEIRA RECONSTITUÍDA
CÓDIGO
0570107
Carga Horária
102 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
6
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
3
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
3
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
6
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Ementa: Laminação: Introdução; Armazenamento de toras; Descascamento, conversão e aquecimento das toras; Processos de obtenção de lâminas; Equipamentos para laminação; Transporte de lâminas e uso de guilhotinas; Secagem de lâminas; Classificação; Compensados: Introdução; Junção de lâminas; Preparação e aplicação de adesivo; Montagem dos compensados; Acabamento dos painéis; Painéis de Madeira Aglomerada: Introdução; Processo de produção de painéis de madeira aglomerada: matéria-prima; geração de partículas de madeira; Secagem e classificação; Aplicação de adesivo e aditivos químicos; Formação do colchão; Prensagem e acabamento dos Painéis; Classificação; Normas e controle de qualidade; Aspectos econômicos das indústrias de painéis aglomerados. Painéis de Fibras de Madeira: Introdução; Processo de produção de painéis de fibras: matéria-prima; Métodos de desfibramento da madeira; Processos de formação dos painéis isolantes, duras e MDF; Classificação; Propriedades dos painéis isolantes, duras e MDF; Painéis Minerais: Introdução; Processo de produção de painéis minerais: matéria-prima; Geração de partículas de madeira; Mistura dos componentes dos painéis; Formação do colchão; Prensagem e acabamento dos painéis; Classificação; Normas e controle de qualidade; Novos materiais: compósitos polímero-madeira ou materiais lignocelulósicos; Introdução; Matéria-prima; Geração de Partículas; Secagem e classificação; Combinação do polímero, matérias lignocelulósicos e demais aditivos químicos; Métodos de Prensagem e acabamento dos compósitos; Classificação; Normas e controle de qualidade. Aspectos econômicos das indústrias de painéis de madeira reconstituída.

Objetivos

Objetivo Geral:

Capacitar o discente sobre o conhecimento de métodos e técnicas aplicadas às indústrias para produção de painéis de madeira reconstituída em termos de aproveitamento integral da matéria-prima e uso racional da floresta, além de elevar o valor agregado do produto final.

 

Objetivos Específicos:

- Introduzir tecnologias para produção de painéis de madeira compensada, aglomerada, painéis de fibras, minerais e compósitos;
- Determinar as influências de fatores inerentes às matérias-primas e variáveis de processo sobre as propriedades dos painéis e as diversas formas de aplicações do produto;
- Avaliar a qualidade dos painéis de madeira reconstituída por meio de normas e controle de qualidade;
- Avaliar os aspectos econômicos das indústrias de painéis de madeira reconstituída.

Conteúdo Programático

1.15. Programa:
1. Laminação: Introdução;
1.1. Armazenamento de toras;
1.2. Descascamento, conversão e aquecimento das toras;
1.3. Processos de obtenção de lâminas;
1.4. Equipamentos para laminação;
1.5. Transporte de lâminas e uso de guilhotinas;
1.6. Secagem de lâminas;
1.7. Classificação;

2. Compensados: Introdução;
2.1. Junção de lâminas;
2.2. Preparação e aplicação de adesivo;
2.3. Montagem dos compensados;
2.4. Prensagem e acabamento dos painéis;
2.5. Classificação;
2.6. Normas e controle de qualidade;

3. Painéis de Madeira Aglomerada: Introdução;
3.1 Processo de produção de painéis de madeira aglomerada: matéria-prima;
3.2 geração de partículas de madeira;
3.3 Secagem e classificação;
3.4 Aplicação de adesivo e aditivos químicos;
3.5 Formação do colchão;
3.6 Prensagem e acabamento dos Painéis;
3.7 Classificação;
3.8 Normas e controle de qualidade;



Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • IWAKIRI, S. 2005. Painéis de madeira reconstituída. Curitiba. FUPEF. 254p

Bibliografia Complementar:

  • 1. ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Painéis de madeira compensada: determinação do condicionamento de corpos-de-prova para ensaios. Rio de Janeiro, 1986. (Norma Brasileira NBR-9489)
  • 2. ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Painéis de madeira compensada: determinação da massa específica. Rio de Janeiro, 1986. (Norma Brasileira NBR-9485).
  • 3. ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Painéis de madeira compensada: determinação da recuperação em espessura e inchamento mais recuperação em espessura. Rio de Janeiro, 1986. (Norma Brasileira NBR-9535)
  • 4. ABNT – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Painéis de madeira compensada: determinação da absorção de água. Rio de Janeiro, 1986. (Norma Brasileira NBR-9486)
  • 5. AMERICAN NATIONAL STANDARDS INSTITUTE. ANSI A208.2: Medium density fiberboard (MDF) for interior application. Composite Panel Association. Gaithersburg, USA, 2002.

Página gerada em 09/12/2019 22:17:29 (consulta levou 0.080279s)