Nome da Disciplina
HISTÓRIA DA ANIMAÇÃO
CÓDIGO
0590186
Carga Horária
34 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
2
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
2
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Estudo com caráter de repertório, contemplando a evolução histórica, técnica e estética da animação.

Objetivos

Objetivo Geral:

Compreender o cinema de animação a partir do seu panorama histórico- cronológico, temático e geográfico (regiões nacional e continentais).

 

Objetivos Específicos:

Participar dos debates em sala de aula mediante conteúdos expositivos originados de filmes documentais, pesquisas e seminários, no intuito de dominar conhecimentos gerais relacionados ao desenvolvimento da animação nacional e mundial.

Conteúdo Programático

Unidade 1: Primórdios:
. Animação e cinema: relações entre o pré e o pós-cinema.
. Marcos históricos e inaugurais da animação mundial e nacional

Unidade 2: Mapeamentos (filmes, aulas expositivas, seminários e debates):
. Panorama temático – SEMINÁRIOS:
. (1) Animação brasileira
. (2) Animação e documentário
. (3) Animação autoral (viés da expressão artística)
. (4) Animação e o drama (questões existenciais)
. (5) Animação e o absurdo (surreal, escatológico)
. (6) Animação e comédia
. (7) Animação “adulta”
. (8) Animação e terror

. Panorama mundial – (filmes, aulas expositivas e debates):
. A animação na América do Norte (Estados Unidos e Canadá)
. A animação na América Latina
(Brasil, Argentina, Cuba, México, Colômbia, Uruguai e Chile)
. A animação no oeste europeu (Inglaterra, França, Alemanha, Suíça e Itália)
. A animação na Rússia e leste europeu (Polônia, Croácia, Rep. Tcheca e Estônia)
. A animação no Ásia (Japão, Índia, China, Coreia do Sul, Vietnã, Tailândia)
. A animação na África (Egito, Argélia, Nigéria, Gana, Mali, África do Sul, Burkina Faso, Congo, Camarões, Zimbabuê, Etiópia)
. A animação na Oceania (Nova Zelândia e Austrália)
. A animação Nórdica (Dinamarca, Finlândia, Noruega, Suécia, Islândia)

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • AUMONT, Jacques; MARIE, Michel. Dicionário Teórico e Critico do Cinema. Lisboa: Texto e Grafia, 2009. [R 791.4303 A925d 5.ed. (BCS)] BERNARDET, Jean-Claude. O que é cinema. 8.ed. São Paulo: Brasiliense, 1986. [001.08 P953 0009 8.ed. (BCS)] HILTY, Greg ; PARDO, Alona (Editor). Movie-se: no tempo da animação. Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil, 2013. [791.433 M935 (BCS)]

Bibliografia Complementar:

  • BORDWELL, David; THOMPSON, Kristin. A arte do cinema: uma introdução. Campinas: Unicamp, 2013. CHONG, Andrew. Animação Digital. Porto Alegre: Bookman, 2011. FOSSATTI, Carolina Lanner. Cinema de animação: um diálogo ético no mundo encantado das histórias infantis. Porto Alegre: Sulina, 2011. GRAÇA, Marina Estela. Entre o olhar e o gesto: elementos para uma poética da imagem animada. São Paulo: SENAC São Paulo, 2006. [741.58 G729e (BCS)] MACHADO, Arlindo. Pré-cinemas & pós-cinemas. Campinas: Papirus, 1997. [791.4309 M149p 6.ed. (BCS)]

Página gerada em 14/11/2019 12:14:55 (consulta levou 0.077722s)