Nome da Disciplina
ESTATÍSTICA EXPERIMENTAL I
CÓDIGO
0100236
Carga Horária
68 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
4
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Base conceitual e metodológica da pesquisa experimental; planejamento de experimentos; análise
estatística de experimentos: análise da variação; procedimentos para discriminação da variação
atribuível a fatores de condição; análise de regressão polinomial; análise de covariação; análise de
experimentos de ampla abrangência.

Objetivos

Objetivo Geral:

A disciplina de estatística experimental tem por principal objetivo dar condições ao aluno para planejar, analisar os resultados, interpretar e tirar conclusões para experimentos estatísticos.

 

Objetivos Específicos:

Capacitar futuros profissionais ao diálogo com os estatísticos - condição básica para formação de
equipes interdisciplinares capazes de projetar, realizar e analisar pesquisas de campo que envolva
técnicas estatísticas.

Conteúdo Programático

1. Introdução: Ciência, Método Científico e Estatística.
1.1. Caracterização da ciência e do método científico; estratégia e tática científica; objetivos e
alcance da ciência; bases da ciência.
1.2. Pesquisa científica: conceitos importantes; conceitos básicos; observação e raciocínio;
estágios de uma pesquisa; objetivos da pesquisa; estatística na pesquisa científica.
1.3. Métodos de pesquisa científica: métodos de pesquisa exploratória e pesquisa descritiva;
relações de características; controle da amostra; métodos de pesquisa explicativa.
2. Planejamento de Experimentos.
2.1. Pesquisa experimental: revisão histórica; processo do experimento; protocolo de
experimento; organização e orientação do trabalho experimental; a Estatística na pesquisa
experimental.
2.2. Conceitos importantes: escalas de medida; processo de mensuração; precisão e exatidão
de um processo de mensuração; fator experimental, fator de condição e condição experimental;
material experimental; unidade experimental; controle experimental; fator de unidade; erro
experimental.
2.3. Planejamento do experimento e delineamento experimental; requisitos do plano do
experimento; princípios básicos do delineamento do experimento.
2.4. Planejamento da resposta: escolha das características respostas; estrutura da variável
resposta.
2.5. Conjuntos parcialmente ordenados. Diagrama de Hasse. Representação gráfica de uma
estrutura experimental.
2.6. Planejamento das características estranhas e do controle experimental: controle de
técnicas experimentais; controle local; controle estatístico; casualização; estruturas das unidades;
experimentos de abrangência restrita: estruturas de observações simples, múltiplas e repetidas;
experimentos de abrangência ampla. Fatores especiais U e M.
2.7. Estruturas experimentais usuais: casualização irrestrita, casualização por blocos;
quadrado latino; parcelas divididas: características; usos; casualização; vantagens e
desvantagens. Confundimento, ortogonalidade e balanceamento.
3. Análise Estatística de Experimentos.
3.1. Testes de hipóteses. Testes F e t.
3.2. Contrastes.
3.3. Princípios básicos da experimentação.
3.4. Procedimentos para comparações múltiplas: testes de Tukey, Duncan e Scheffé e t.
3.5. Delineamentos experimentais.
3.6. Experimentos fatoriais e em parcelas subdivididas.
3.7. Regressão linear. Correlação.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • BANZATTO, D.A. and KRONKA, S. N. Experimentação agrícola. Jaboticabal: FUNESP, 1989.
  • GOMES, F. P. Curso de estatística experimental. 12.ed. São Paulo: Nobel, 2015.
  • VIEIRA, S.; HOFFMANN, R. Estatística Experimental. São Paulo: Atlas. 1989. 179 p.

Bibliografia Complementar:

  • BUSSAB, W. O.; MORETIN, P. A. Estatística básica. 3.ed. São Paulo: Atual, 1981.
  • GOMES, Frederico P.; GARCIA, Carlos Henrique. Estatística aplicada a experimentos agronômicos e florestais: exposição com exemplos e orientações para uso de aplicativos . São Paulo: FEALQ, 2002. 309 p.
  • MEAD, R.; Curnow, R. N.; Hasted, A. M. Statistical methods in agriculture and experimental biology. 2. ed. London: Chapman & Hall, 1996. 415 p.
  • NETER, J.; WASSERMAN, W.; KUTNER, M. H. Applied linear statistical models. 2.ed. Homewood: Richard D. Irwin, 1985.
  • NETER, J.; WASSERMAN, W.; KUTNER, M. H. Applied linear statistical models. 2.ed. Homewood: Richard D. Irwin, 1985.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
T1 2018 / 2 45 36 Agronomia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
SEG18:50 - 19:40
19:40 - 20:30
20:30 - 21:20
21:20 - 22:10
GUSTAVO SESSA FIALHO
Professor responsável pela turma

T2 2018 / 2 45 29 Agronomia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
TER16:00 - 16:50
16:50 - 17:40
QUI14:00 - 14:50
14:50 - 15:40
GUSTAVO SESSA FIALHO
Professor responsável pela turma

Página gerada em 16/12/2018 23:16:59 (consulta levou 0.135908s)