Nome da Atividade
GEOMATEMÁTICA II
CÓDIGO
0800039
Carga Horária
68 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Variabilidade dos corpos geológicos. Métodos de interpolação de dados: principais tipos e aplicações. Conceitos e parâmetros estatísticos. Geoestatística. Conceitos de estacionaridade da média e da variância, de erro, variância do erro, erro de amostragem. Amostragem para geoestatística. Variograma: conceito, construção, parâmetros variográficos. Construção de variogramas. Análise variográfica. Krigagem: conceito, tipos e aplicações. Outras técnicas de interpolação e determinação de superfícies e volumes com base na análise variográfica.

Objetivos

Objetivo Geral:

Conhecer e utilizar adequadamente os métodos de interpolação e regionalização de variáveis, com aplicações em prospecção mineral e cubagem de depósitos minerais.

 

Objetivos Específicos:

O aluno deverá ser capaz de projetar e executar ensaios e análises de regionalização de variáveis, principalmente por meio de métodos geo-estatísticos, aplicados sobre dados geológicos (físicos e/ou químicos), geotécnicos, topográficos e geodésicos.

Conteúdo Programático

Unidade 1 – Variabilidade dos corpos geológicos: variabilidade de estrutura e variabilidade de parâmetros físicos e/ou químicos.
Unidade 2 – Métodos de interpolação de dados: principais tipos e aplicações.
Unidade 3 – Geo-estatística: conceitos e parâmetros estatísticos; conceitos de estacionaridade da média e da variância, de erro, variância do erro, erro de amostragem.
Unidade 4 – Amostragem para geo-estatística.
Unidade 5 – Variograma: conceito, construção, parâmetros variográficos. Construção de variogramas. Análise variográfica.
Unidade 6 – Krigagem: conceito, tipos e aplicações.
Unidade 7 – Outras técnicas de interpolação e determinação de superfícies e volumes com base na análise variográfica

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • • CHILÈS, J. P. 1999. Geostatistics: modeling spatial uncertainty. Wiley-Interscience, New York (USA), 695 p.
  • • DEUTSCH, C. V. 2002. Geostatistical reservoir modeling Oxford University Press, V (USA), 376 p.
  • • GOOVAERTS, P. 1997. Geostatistics for natural resources evaluation. Oxford University Press, New York (USA), 483 p.
  • • HOULDING, S. W. 2000. Practical geostatistics: modeling and spatial analysis. Springer V. Ed., Berlin (Alemanha), 159 p. + cd-rom

Bibliografia Complementar:

  • • CHRISTAKOS, G. 2000. Modern spatiotemporal geostatistics. Oxford University Press, New York (USA), 288 p.
  • • HOHN, M. E. 1999. Geostatistics and petroleum geology. 2nd ed. Kluwer Academic Press, Dordrecht (Alemanha) 235 p.
  • • JOURNEL, A. G. & KYRIAKIDIS, P. C. 2004. Evaluation of mineral reserves: a simulation approach Oxford University Press, New York (USA), 216 p.
  • • OTT, W. R. 1995. Environmental statistics and data analysis. Lewis Edition, Boca Raton, 313 p.
  • • KITANIDIS, P. K. 1997. Introduction to geostatistics: applications to hydrogeology. Cambridge University Press, Cambridge (UK), 249 p.
  • • WEBSTER, R. 2001. Geostatistics for environmental scientists. John Wiley & Sons, Chichester (UK), 271 p.

Página gerada em 22/05/2022 12:14:17 (consulta levou 0.106774s)