Nome da Atividade
FITONEMATÓIDES
CÓDIGO
0208104
Carga Horária
68 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
4
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

A disciplina possibilitar o entendimento da importância dos fitonematoides para as plantas, estudando: os principais gêneros de nematoides fitoparasitas; os processos envolvidos nas relações de parasitismo entre fitonematoides e plantas; os métodos de amostragem e as técnicas laboratoriais utilizadas na diagnose de fitonematoides; as principais estratégias de controle de fitonematoides em culturas de expressão econômica; e, a legislação relacionada aos fitonematoides de importância quarentenária para o Brasil.

Objetivos

Objetivo Geral:

Reconhecer histórico e Importância da fitonematologia no Brasil e no mundo;

Reconhecer os principais grupos de fitonematoides (Importância econômica);

Prover conhecimento acerca das principais ferramentas de manejo de fitonematoses (controle quimico, biológico, cultural e genético).

Conteúdo Programático

Unidade I: Introdução a Nematologia Vegetal

Apresentação da disciplina; histórico; centros de estudos; literatura; sites de interesse na nematologia;

Coleta de Amostras (solo e raízes) para análises nematológicas (culturas anuais, perenes e viveiros);

Unidade II: Características Gerais dos Fitonematoides

Posição sistemática
Características morfológicas dos nematoides: Formas e tamanho do corpo; Composição do corpo (cutícula, hipoderme e músculos); sistema vitais (digestivo, excretor, reprodutivo, nervoso e muscular);

Observações de lâminas.

Unidade III: Relações Ecológicas e Parasitismo

Distribuição de fitonematoides no solo;
Ciclo das Relações Parasito-hospedeiro;
Modalidades de parasitismo;
Fatores que afetam as atividades dos fitonematoides;
Danos causados pelos fitonematoides na agricultura.

Unidade IV: Relações Fitopatogênicas:
Sintomatologia de fitonematoses;
Histopatologia de tecidos parasitado;
Aspectos bioquímicos de doenças causadas por fitonematoides;
Patogenicidade e doenças causadas por fitonematoides.
Técnicas de Preparações Laboratoriais (extração de nematoides do solo e de raízes; coloração de nematoides em raízes; morte e fixação dos espécimes; preparação de lâminas).

Unidade V: Classificação dos Fitonematoides I

Classificação geral dos fitonematoides;
Família Meloidoginidae: gênero Meloidogyne (the root-knot nematodes)
Principais culturas atacadas; observações de lâminas; Gênero Meloidogyne: diagnose (Hospedeiros diferenciadores; Configurações perineais; Eletroforese de Isoenzimas; Biologia molecular); coloração de massas de ovos; métodos de extração ovos de raízes.

Unidade VI: Classificação dos Fitonematoides II:

Família Pratylenchidae: gêneros Pratylenchus (the root lesion nematodes), Hirschmanniella, Radopholus e Nacobbus;
Familia Hoplolaimidae: Helicotylenchus, Rotylenchus, Scutellonema, Hoplolaimus, Aorolaimus, Rotylenchulus, Heterodera e Globodera;
Principais culturas atacadas;
Observações de lâminas.

Unidade VII: Classificação dos Fitonematoides III:


Família Tylenchulidae: gênero Tylenchulus; principais culturas atacadas; observações de lâminas.

Família Criconematidae: gêneros Criconema, Mesocriconema, Discocriconemella, Ogma

Família Hemicycliophoridae: gênero Hemicycliophora;

Famílias Anguinidae: gênero Ditylenchus;

Família Aphelenchoididae: Aphelenchoides e Bursaphelenchus; principais culturas atacadas; observações de lâminas.


Unidade VIII: Classificação dos Fitonematoides IV:

Família Longidoridae: gêneros Longidorus, Xiphidorus e Xiphinema;

Família Trichodoridae: gêneros Trichodorus e Paratrichodorus;



Unidade IX: Métodos de Controle de Fitonematoides

Controle químico, controle biológico; controle genético e práticas Culturais;

Manejo integrado de nematoides

Unidade X: Fitonematoides de Importância Quarentenária para o Brasil;
Apresentação de Seminários sobre temas não abordados na disciplina

Provas teóricas (2)

Parte II – Prática
Coleta, preparo de lâminas e identificação de nematoides (coleção)
Revisão de literatura sobre tema específico
Apresentação de seminários

Avaliação: tipo (peso)

Prova Teórica (6) + Coleção de Nematoides (2) + Revisão de literatura (2)

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • Agrios, G.N. (2005). Plant Pathology. 5.ed. San Diego: Elsevier Academic Press. 635p.
  • Castillo, P., Vovlas, N. (2007). Pratylenchus (Nematoda: Pratylenchidae): Diagnosis, Biology, Pathogenicity and Management. 6.ed. Leiden-Boston: Brill, 550p.
  • Decraemer, W., Hunt, D.J. (2006). Structure and Classification. In: Plant Nematology. Perry, R.N., Moens, M., (Eds) CABI, p. 3 - 32.
  • Ferraz, L.C.C., Brown, D.J.F. (2016). Nematologia de Plantas: Fundamentos & Importância. Manaus: Norma Editora, 251p.
  • Siddiqi, M.R. (2000). Tylenchida: parasites of plants and insects. (2 ed). CAB International, 833p.

Bibliografia Complementar:

  • Adans, B.J. (2001). The Species Delimitation Uncertainty Principle. Journal of Nematology, 33(4):153–160.
  • Ferraz, L.C.C. (2018). Nematoides. In: Manual de Fitopatologia: Princípios & Conceitos. Amorim, L., Bergamin Filho, A., Rezende, J.A. (5 ed). Agronômica Ceres, v.01, p.195 - 2014.
  • Muhammad, A.A., et al. (2017). Smart Parasitic Nematodes use multifaceted stratagies to parasitize plants. Frontiers in Plant Science, 8 (1699).
  • Subbotin, S.A., Moens, M. (2006). Molecular Taxonomy and Phylogeny. In: Plant Nematology. Perry, R.N., Moens, M., (Eds) CABI, p. 33 - 58.
  • Weischer, B., Brown, D.J.F. (2001). Conhecendo os nematoides: Nematologia Geral. Pensoft: Sofia – Moscou, 209p.
  • Tytgat, T., De Meutter, J., Gheysen, G., Coomans, A. (2000). Sedentary endoparasitic nematodes as a model for other plant parasitic nematodes. Nematology, 2(1):113-121.

Página gerada em 01/12/2022 07:45:36 (consulta levou 0.141134s)