Nome do Projeto
Ensinar e aprender no atelier de gravura da UFPel
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
11/04/2016 - 01/03/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Artes - Gravura
Resumo
O ensino da gravura demanda uma compreensão bastante específica deste campo das artes visuais. É uma área que requer técnicas, instrumentos e materiais particulares, além de um profundo entendimento acerca de seus aspectos conceituais (por ex. as noções de matriz, impressão, gravação, reprodução, circulação, etc.). Desse modo, ateliês de gravura tornam-se laboratórios bastante interessantes para uma relação dialógica entre pesquisa, ensino e aprendizagem. Assim sendo, o envolvimento de discentes em projetos de iniciação à docência (monitoria e outros) relacionados a esses espaços torna-se bastante profícua. Além disso, devido às especificidades que a prática da gravura solicita em termos de espaço de trabalho, equipamentos, ferramental e insumos, o apoio de estudantes torna-se fundamental para o adequado funcionamento dos ateliês.

Objetivo Geral

Propor um espaço de ensino, aprendizado e investigação, que envolva processos técnicos e conceitos relacionados ao universo gráfico, assim como um espaço de diálogo e troca, que possibilite articulações colaborativas entre discentes, docentes e outros colaboradores dos ateliês de gravura da UFPel.

Justificativa

O Centro de Artes da UFPel conta com três ateliês de gravura, que abrangem as práticas da xilogravura, da gravura em metal, da litografia, da serigrafia e de outras técnicas de impressão. A amplitude dos processos gráficos transmitidos aos alunos demanda um atendimento individual, sendo necessário o auxílio de alunos monitores tanto nas aulas de ateliê quanto em horários extraclasse, para a realização de trabalhos mais complexos, orientações e grupos de estudos.
A prática da gravura demanda também tempos mais estendidos de pesquisa e elaboração formal, o que requer dos alunos períodos de dedicação em ateliê, em horários extraclasse atendidos pelos monitores.
Por outro lado, os processos gráficos demandam a utilização de ferramentas diversas, de materiais como tintas, ácidos, químicos e solventes, bem como de equipamentos (tanques, prensas, mesas de impressão, mesa de luz, guilhotinas, secadoras, lavadoras de alta pressão, etc.), o que confirma a necessidade de atendimento individual em sala de aula. A presença de alunos monitores, desse modo, torna-se indispensável para o adequado manuseio de tais materiais, para a manutenção dos equipamentos e das ferramentas, assim como para a segurança dos demais alunos.

Metodologia

Pretende-se com esse projeto realizar ações metodológicas que reúnam práticas de ensino, aprendizagem e pesquisa, tais como:
. Propor aos alunos monitores o acompanhamento aproximado das atividades curriculares e extracurriculares em desenvolvimento nos ateliês de gravura, como experiência de ensino-aprendizagem.
. Coordenar atividades extracurriculares em que os alunos possam exercitar experiências de ensino em colaboração com colegas estudantes.
. Orientar os alunos na utilização dos espaços de trabalho, equipamentos, ferramentas e materiais de consumo, enfatizando a condição de colaboração e respeito concernente a esses espaços públicos e coletivos.
. Orientar os projetos investigativos dos alunos monitores, incentivando a autonomia e a concretização de trabalhos poéticos individuais e colaborativos.

Resultados Esperados

Espera-se que os discentes colaboradores nesse projeto desenvolvam autonomia na realização de ações educativas relacionadas ao campo da gravura, por meio do aperfeiçoamento dos protocolos técnicos, sedimentação conceitual e ampliação do repertório teórico e artístico.
Espera-se ainda que os alunos em trânsito pelos ateliês de gravura da UFPel no período previsto para a realização desse projeto obtenham um acompanhamento mais consistente em seu processo de aprendizagem, diante do apoio oferecido por professores e outros alunos a seus trabalhos e projetos. Outro resultado a ser obtido certamente será a melhor organização e manutenção dos espaços coletivos de trabalho.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALICE PORTO DOS SANTOS4
ANDRESSA PEIL PLAMER406/03/201717/03/2017
ANGELA RAFFIN POHLMANN211/04/201622/12/2017
BRUNA LOPES SILVA2002/05/201624/03/2017
CAROLINA CORREA ROCHEFORT211/04/201622/12/2017
ELOIZA SILVA DA SILVA217/05/201718/08/2017
EVERTON DA SILVEIRA MENDONÇA231/05/201718/08/2017
GIOVANNI FONSECA BOSICA211/04/201618/08/2017
GUILHERME SUSIN SIRTOLI217/05/201718/08/2017
HELENA ARAUJO RODRIGUES KANAAN12
HENRIQUE TORRES DE SOUZA201/07/201630/09/2016
KARINA GALLO2005/06/201731/07/2017
KELLY WENDT211/04/201622/12/2017
LUANA DOS SANTOS BOEIRA406/03/201717/03/2017
LUANA REIS SILVINO231/05/201718/08/2017
MARCIA REGINA PEREIRA DE SOUSA411/04/201622/12/2017
MARIANA FARIA DE MEDEIROS LEMOS231/05/201718/08/2017
MILENA LIMA SIRE217/05/201718/08/2017
NARA AMELIA MELO DA SILVA231/05/201622/12/2017
PEDRO DE FARIAS SILVA LORENZETTI211/04/201616/12/2016
PEDRO DE FREITAS PEREIRA PAIVA2002/05/201624/03/2017
RENAN OLIVEIRA DA SILVEIRA2010/08/201722/12/2017
RENATA CORRÊA JOB220/06/201718/08/2017
VIVIANE ADRIANA SABALLA204/07/201718/08/2017

Página gerada em 14/11/2019 12:13:26 (consulta levou 0.056573s)