Nome do Projeto
Monitoria de Sedimentologia e Petrologia Sedimentar
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
02/05/2016 - 31/12/2017
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Petrologia
Resumo
O fortalecimento da educação superior deve ser prioritário em qualquer país no intuito de formar cidadãos autônomos e profissionais qualificados. Especial atenção deve ser considerada para a melhoria da qualidade do processo ensino-aprendizagem para combater a reprovação, retenção e evasão nos cursos de graduação, além do desenvolvimento de abordagens didático-pedagógicas que permitam melhorar ou aprimorar o desempenho acadêmico dos discentes e a sua formação acadêmico-profissional. O curso de Engenharia do Petróleo da UFPEL difere de outros cursos de Engenharia do Petróleo de outras Instituições Educacionais do país, porque contempla disciplinas em sua matriz curricular que dão ao egresso atribuição profissional para atuação profissional tanto na área da exploração como na área da produção de petróleo (E&P). Nesse contexto, estão inseridas as disciplinas semestrais e profissionalizantes “Sedimentologia” e “Petrologia Sedimentar”, respectivamente, nos 3° e 4º semestres e carga horária de 34h/a e 68h/a. Ambas preveem atividades teóricas e práticas. O escopo da Sedimentologia é fundamentalmente o estudo dos materiais (sedimentos) inconsolidados formadores de rochas sedimentares, e a Petrologia Sedimentar enfoca os sedimentos após sua litificação. As rochas sedimentares fazem parte dos elementos essenciais do Sistema Petrolífero, e podem ser geradoras, selantes e reservatórios de petróleo. O entendimento da formação desses elementos essenciais é abordado nas disciplinas Sedimentologia e Petrologia Sedimentar e, portanto, fundamentais na formação do Engenheiro de Petróleo. Assim, a presente proposta, pretende mostrar a importância dessa disciplina aos estudantes do Curso e despertar o interesse dos estudantes sobre a importância desses assuntos para sua uma formação acadêmica e profissional. Pretende ainda evitar a retenção e a evasão nas disciplinas em foco.

Objetivo Geral

I - Avaliar os índices de retenção e evasão das disciplinas Sedimentologia e Petrologia Sedimentar;
II - Propiciar a integração dos conteúdos lecionados nas referidas disciplinas, visando à otimização do conteúdo lecionado;
III - Contribuir para a melhoria da qualidade do ensino de graduação;
IV - Incentivar práticas pedagógicas e metodológicas inovadoras;
V - Contribuir na formação para a docência de alunos de graduação por meio de atividades pedagógicas na graduação.

Justificativa

O que motiva a apresentação da presente proposta é dar continuidade ao trabalho iniciado em 2014 e continuado em 2015, para o aprimoramento dos processos de ensino e aprendizagem, além de melhor atender e acompanhar os alunos nas atividades teóricas e práticas das disciplinas Sedimentologia e Petrologia Sedimentar. Este trabalho tem demonstrado que alunos motivados tem mais chances de aprovação, o que pode ser avaliado pelos índices de retenção e evasão. Convém salientar que, um acompanhamento deficitário ou insuficiente do aluno, pode comprometer sua formação e ainda acabar desestimulando sua permanência em sala de aula, resultando no abandono ou reprovação. Além disso, a previsão de participação de discentes monitores nas atividades teórico-práticas das disciplinas Sedimentologia e Petrologia Sedimentar é fundamental na elaboração de materiais didático- pedagógicos e seleção de outras ferramentas de apoio, o que também contribui para a formação acadêmico-profissional dos mesmos, por meio de experiências orientadas e relacionadas à atividade docente. Acredita-se ainda que o esclarecimento a respeito da importância dos conhecimentos de Sedimentologia e Petrologia Sedimentar na formação do Engenheiro de Petróleo possa contribuir para despertar, nos alunos do curso, a curiosidade e o reconhecimento da relevância desses assuntos para a formação do egresso. O aprendizado científico, então, seria uma ferramenta para a inserção do indivíduo no contexto de uma formação profissional constente e qualificada.

Metodologia

O projeto contará com a participação de monitores para as atividades de ensino das disciplinas Sedimentologia e Petrologia Sedimentar.
A metodologia proposta para evitar a evasão e a reprovação nessas disciplinas pretenderá que o aluno desenvolva habilidades de forma cooperativa, autônoma e crítica. Assim, o ambiente de ensino aprendizagem incluirá diferentes contextos de aprendizagem: leituras, exercícios, práticas em laboratório, testes formais e informais.
O projeto será dividido em duas etapas, tendo em vista o inicio das atividades em maio/2015. A Primeira Etapa iniciará com a orientação dos monitores para elaboração das atividades que serão aplicadas aos estudantes subsequentemente, incluindo pesquisas bibliográficas, elaboração de exercícios baseados em artigos científicos e capítulos de livros, atendimento dos alunos em sala e extra classe; elaboração e aplicação de exercícios teóricos e práticos e exercícios do tipo quiz. Leitura e interpretação de artigos científicos e discussão em sala, após resolução do exercício. Realização de práticas laboratoriais,contemplando a descrição de sedimentos e caracterização dos diferentes tipos de rochas sedimentares com enfoque nas geradoras, reservatórios e selantes. Ao final, da primeira etapa, as atividades empregadas serão avaliadas. Os métodos julgados eficientes na primeira etapa serão repetidos, substituídas ou aprimorados para a segunda etapa. Os índices de retenção e evasão serão avaliados ao final primeiro semestre de 2016. A Segunda etapa terá início juntamente com o semestre 2016.2. As atividades aprovadas na primeira etapa serão continuadas. O planejamento das atividades do segundo semestre será feito com os monitores envolvidos; atendimento; avaliação da metodologia empregada; participação dos monitores no CEG; formação de um banco de dados com os materiais empregados; avaliação dos índices de retenção e evasão do 2º semestre; Elaboração do Relatório Final.




Resultados Esperados

Resultados Esperados: melhorar a forma de ensinar e aprender o conteúdo programático das disciplinas de Sedimentologia e Petrologia Sedimentar; atender de forma mais eficiente às necessidades dos alunos; auxiliar o aluno na realização de atividades teóricas e práticas; tornar mais eficiente as atividades de identificação e caracterização de sedimentos e rochas sedimentares; despertar a importância da Sedimentologia e Petrologia Sedimentar nas atividades de Engenharia de Petróleo; incentivar os alunos para as atividades docentes e/ou pesquisa; motivar os alunos para as atividades da disciplina; despertar o interesse por assuntos e acontecimentos de natureza geológica com enfoque na formação do Engenheiro de Petróleo.

Impactos esperados: procurar manter os índices praticamente nulos de retenção, frequência e evasão nas disciplinas Sedimentologia e Petrologia Sedimentar do curso de Engenharia de Petróleo ao final do ano de 2016, seguindo os resultados alcançados por projeto similar aplicado pelo mesmo coordenador no ano de 2015, por meio de mecanismos didático-pedagógicos que promovam melhorias significativas do processo ensino-aprendizagem e o bom desempenho dos alunos do curso de Engenhariade Petróleo nas avaliações de curso do MEC.



Indicadores, Metas e Resultados

Em 2014/1 a disciplina Petrologia Sedimentar mostrou taxa de evasão de 4,5%. Em 2014/2, fomos contemplados com o auxílio de uma bolsa-monitoria e conseguimos inciar proposta similar, atingindo uma taxa de aprovação de 100% e apenas uma desistência, conforme dados disponibilizados no Sistema de Informações Acadêmicas. Da mesma forma, a Sedimentologia contou com o auxílio de monitoria voluntária e alcançou 100% de aprovação e nenhuma desistência. Em 2015, alcançamos 100% de aprovação nas duas disciplinas e apenas uma reprovação, por infrequência, em Sedimentologia. Em 2016, pretendemos dar continuidade ao processo de aplicação de práticas didatico-pedagógicas, incluindo o incentivo e a demonstração da importância dessas disciplinas na formação profissional dos discentes do curso e continuarmos analisando os resultados dessa proposta, além da avaliação continuada da metodologia adotada. Pretendemos ainda continuar na avaliação dos índices de retenção e evasão para avaliação do projeto e sua contribuição ao Curso e IES.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DANDARA SARTORI2002/05/201616/12/2016
GELTOM LUÍS VIEIRA JÚNIOR2002/05/201616/12/2016
MARISTELA BAGATIN SILVA1002/05/201631/12/2017
MAUREN ESPINOSA GASPAR802/05/201616/12/2016
RODRIGO ANTONIO DE FREITAS RODRIGUES2002/05/201616/12/2016

Página gerada em 22/11/2019 16:04:46 (consulta levou 0.051592s)