Nome do Projeto
O Programa Gerativista de Investigação
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
01/09/2016 - 25/03/2017
Unidade de Origem
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Linguística
Resumo
O projeto intitulado "O Programa Gerativista de Investigação" visa a promover um estudo aprofundado da teoria gerativista, analisando os princípios e parâmetros que determinam o funcionamento de cada uma das subteorias integrantes da Faculdade da Linguagem, que são Teoria X barra, Teoria Temática, Teoria do Caso e Teoria da Ligação. Cabe destacar que os princípios são leis gerais a que todas as línguas estão submetidas e que os parâmetros são propriedades que variam de uma língua para outra. O projeto pretende também propiciar o estudo de artigos que descrevam e expliquem fenômenos sintáticos do português brasileiro à luz da teoria gerativista.

Objetivo Geral

Proporcionar aos alunos dos cursos de licenciatura em Letras a oportunidade de estudar, de maneira mais aprofundada, a teoria gerativista, com o intuito de procurar compreender o funcionamento da Faculdade da Linguagem.

Justificativa

A teoria gerativista caracterizou-se, ao longo de seu desenvolvimento, por apresentar uma base sintática, que é compreendida como o componente comum a todas as línguas naturais. O estudo desse componente tem permitido a investigação de problemas clássicos da linguagem do tipo (a)O que constitui o conhecimento de linguagem do falante/ouvinte? (b)Como esse conhecimento é adquirido? (c)Como ele é utilizado? Os problemas clássicos de linguagem transformaram-se em um programa de investigação, e a busca por respostas adequadas para aquelas questões motivou a elaboração de uma sequência de modelos de gramática, que teve início com a Teoria Clássica, em 1950, e que se estendeu até o Programa Minimalista, em 1990. O estudo aprofundado dessa teoria é fundamental para os alunos dos cursos de licenciatura em Letras, visto que poderá levá-los a compreender o tratamenteo atribuído, por uma teoria formal, às nossas intuições de falantes nativos de português.

Metodologia

O projeto consistirá em aulas ministradas aos alunos dos cursos de licenciatura em Letras sobre a teoria gerativista. Nessas aulas, serão discutidos inicialmente o conceito de gramática defendido pelos gerativistas, bem como suas propostas para a aquisição da linguagem e para a mudança linguística. Em seguida, acontecerá o estudo da Teoria X barra, em que serão tratados os seguintes aspectos: noção de constituinte sintático, projeção dos núcleos lexicais e funcionais nos diagramas arbóreos, distinção entre especificadores (argumentos externos), complementos (argumentos internos) e adjuntos. A Teoria Temática será o próximo aspecto abordado no curso. Nesse momento, falar-se-á sobre a atribuição de papel temático e sobre os verbos inacusaticos. Posteriormente, será abordada a Teoria do Caso, a marcação excepcional de Caso e a noção de regência. A Teoria da Ligação será o ponto seguinte do programa. Nessa oportunidade, será discutida a distribuição das anáforas, pronomes e expressões referenciais, bem como a tipologia das categorias vazias presentes nas línguas naturais. Por fim, tratar-se-á dos movimentos argumentais e não argumentais de constituintes.

Resultados Esperados

Considerando a metodologia empregada, os alunos deverão, ao final do curso, conhecer o tratamento atribuído por uma teoria formal aos fenômenos sintáticos da língua portuguesa. Além disso, eles deverão ser capazes de estabelecer relações entre o conhecimento prévio sobre a estrutura sintática da língua portuguesa e aquele construído no curso, reconhecendo importantes avanços da teoria gerativista em relação à teoria tradicional prescritivista. Os alunos deverão ainda ser capazes de compreender a descrição e a explicação de fenômenos sintáticos da língua portuguesa à luz da teoria gerativista.

Indicadores, Metas e Resultados

O projeto procurará envolver os alunos das licenciaturas em Letras em atividades de ensino que lhes permitam compreender a teoria gerativista de maneira mais aprofundada, observando as questões linguísticas que acabaram por motivar a proposição de diferentes modelos de gramática. Além disso, o projeto pretende estimular os alunos a verificar a capacidade descritiva e explanatória dessa importante corrente linguística.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AIDANA SCARPARO VALENTE301/09/201625/03/2017
BIANCA BECKER PERTUZATTI301/09/201625/03/2017
CAMILA ALEJANDRA LOAYZA VILLENA301/09/201625/03/2017
CESAR TRINDADE DE OLIVEIRA101/09/201616/12/2016
CLEICE DALLA NORA301/09/201625/03/2017
GABRIELA JORGE CAVA201/09/201625/03/2017
ISABELLA ORLANDINI SARACCHINI301/09/201625/03/2017
JARDEL BUCK201/09/201625/03/2017
JORGE JASON DE LA CRUZ RINCON301/09/201625/03/2017
JÉSSICA PORCIUNCULA IUNG DA SILVA301/09/201625/03/2017
LUCIANO BURCHARDT201/09/201625/03/2017
LUIZA DA SILVA SOUZA201/09/201625/03/2017
MARIA DO CARMO MENDES DA SILVA201/09/201625/03/2017
MARIANE BITENCOURT DA SILVA301/09/201625/03/2017
MARILIZA DOS SANTOS GOMES301/09/201625/03/2017
MAURICIO GIORDANO RIBEIRO301/09/201625/03/2017
Marcos Vieira dos Santos201/09/201625/03/2017
OLMA REGINA RODRIGUES GONÇALVES301/09/201625/03/2017
PAULA FERNANDA EICK CARDOSO601/09/201616/12/2016
ROSINETE VOSS DE MEDEIROS MARQUES201/09/201625/03/2017
SAMIR ROSA DOS SANTOS201/09/201625/03/2017

Página gerada em 07/12/2019 07:47:26 (consulta levou 0.056006s)