Nome do Projeto
Projeto de criação da Polivet Jr.
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
11/04/2017 - 11/04/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Resumo
Empresa Júnior (EJ)- é a união de alunos matriculados em cursos de graduação em instituições de ensino superior, organizados em uma associação civil sem fins lucrativos. Seu intuito é de realizar projetos e serviços que contribuam para o desenvolvimento do país e de formar profissionais capacitados e comprometidos com esse objetivo. O objetivo primeiro das EJ é desenvolver profissionalmente as pessoas que compõem o seu quadro por meio da vivência empresarial, realizando projetos e serviços na área de atuação do(s) curso(s) de graduação ao(s) qual(is) a EJ for vinculada, sendo estes projetos e serviços de alta qualidade de baixo custo ao mercado. Dessa forma, além de atingir seu próprio objetivo, as EJs contribuem para o desenvolvimento do empreendedorismo em sua região. E em alta escala, o Movimento das Empresas Juniores (MEJ) contribui com uma importante parcela no desenvolvimento empresarial e econômico do país. O conceito de EJ, surgiu na ESSEC (L'Ecole Supérieure des Sciences Economiques et Commerciales de Paris), na França, em 1967, com a criação da primeira EJ: a “Junior-Entreprise”. Essa empresa surgiu a partir da necessidade identificada por alunos de complementarem os seus conhecimentos, através da aplicação prática da teoria, sendo que, o objetivo mais circunscrito era realizar estudos de mercado ou enquetes comerciais nas empresas. O conceito de EJ difundiu-se pela França e em 1967, com mais de 20 empresas fundadas foi criada a Confederação Francesa de EJs. Em 1986, após consolidação do modelo francês, o conceito começou a difundir-se pelo restante da Europa, onde encontrou novos formatos e ocasionou, em 1990, a criação da Confederação Européia de Empresas Juniores, a JADE (Junior Association for Development in Europe). No Brasil, o conceito de EJ chegou em 1987, e em 1989 foi criada a Júnior GV, na Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas, sendo a primeira EJ brasileira. Em 1990, existiam sete EJ, que se uniram para fundar a FEJESP

Objetivo Geral

O presente projeto propõe a criação de uma empresa Júnior Multidisciplinar, denominada “PoliVet Jr”

Justificativa

No atual mercado de trabalho, encontramos um cenário de alta competitividade entre profissionais das mais diversas áreas de atuação, exigindo dessa forma, uma maior capacitação e em muitos dos casos maior experiência prática. Esta última comumente é fator limitante para os egressos, o que faz com que profissionais recém-formados tenham um campo de atuação restrito e uma difícil inserção no mercado de trabalho. Dessa forma a EJ surge como alternativa viável de proporcionar ao estudante experiência profissional prática mesmo antes de concluir sua formação.
Além da experiência, uma EJ contribui na formação pessoal e profissional do aluno por meio de: valorização do curso; treinamento em ambiente empresarial, simulando situações inerentes a uma empresa em atuação no mercado; trabalho em grupo, práticas oratórias; geração de reconhecimento no mercado de trabalho, dentre outras vantagens.
A Universidade Federal de Pelotas (UFPel) tem como um de seus objetivos, desenvolver o potencial social e econômico da região na qual se insere. A microrregião de Pelotas, tem 16% do rebanho bovino de corte e detém a maior bacia leiteira do sul do Rio Grande do Sul, com a produção de 30 milhões de litro/ano, além de possuir expressiva criação de cavalos e ovelhas (28% do rebanho e equinos e 30% da produção de lãs). Dessa forma, existe um grande campo para consultoria agropecuária, pois os órgãos públicos e as poucas empresas privadas que atuam nesse setor tem dificuldade em suprir a demanda.
Além dos motivos supracitados, ainda não existe na UFPel uma EJ voltada à demanda de alunos do curso de Medicina Veterinária, que atualmente sofrem com a baixa oferta de atividades práticas. Esta condição é responsável pela redução no interesse acadêmico e compromete a segurança dos recém graduados no momento de ingresso no mercado de trabalho.. A proposta da PoliVet Jr é criar um atrativo adicional para o aluno da UFPel, oferecendo alternativas de aplicação prática dos conhecimentos adquiridos em

Metodologia

4.1. Razão Social:
Empresa Júnior PoliVet Jr Assessoria Veterinária UFPel

4.2. Nome Fantasia
PoliVet Jr

4.3. Logotipo proposto:



4.4. Missão

“Aprimorar a formação acadêmica, cultural e social dos alunos da Faculdade de Medicina Veterinária da UFPel mediante a prestação de serviços no ramo de assessoria veterinária, com alto profissionalismo e qualidade e antecipar a realidade empresarial aos juniores.”



4.5. Visão

“Tornar-se regionalmente reconhecida como uma empresa júnior em assessoria veterinária devido aos serviços prestados, além de ser referência no preparo de profissionais ao mercado de trabalho.”

4.6. Valores
• Comprometimento;
• Ética;
• Empreendedorismo;
• Profissionalismo;
• Responsabilidade Social;
• Trabalho em Equipe;
• Integridade;
• Movidos pelo aprendizado;
• Paixão;

4.7. Área de atuação:
Realizar estudos e elaborar diagnósticos, relatórios e projetos para consequente implementação prática acerca de assuntos específicos inerentes as diferentes áreas da Medicina Veterinária, bem como realizar eventos técnico-científicos, buscando atender à demanda da UFPel e da sociedade em geral.

Resultados Esperados

4.8.1. Organizar palestras, dias de campo, seminários, cursos de capacitação profissional, dentre outros eventos na área de atuação da empresa.

4.8.2. Realizar estudos e elaborar diagnósticos, relatórios e projetos para consequente implementação prática nas diferentes áreas de atuação da medicina veterinária

4.8.3.Assessorar médicos veterinários, produtores rurais e proprietários de animais na obtenção da obtenção da maior rentabilidade dentro dos padrões de bem estar animal;

Indicadores, Metas e Resultados

4.10. Organização e estruturação hierárquica da PoliVet Jr
4.10.1 Assembleia Geral: é órgão de deliberação soberano e que exerce poderes decisórios sobre todos os negócios relativos à organização e tomada de decisões convenientes à defesa e desenvolvimento da PoliVet Jr, podendo ser Ordinária ou Extraordinária. Para que todas as decisões sejam legitimadas e validadas, é necessário que a assembleia atinja um quórum mínimo de participação de 2/3 dos membros efetivos, que deve ser previamente acordado e comunicado a todos por meio de convocação, conforme mecanismo previsto no Estatuto (Anexo I). Serão nulas as decisões da Assembleia Geral sobre assuntos não incluídos na ordem do dia, a não ser que na Assembleia se encontrem presentes todos os membros efetivos e não haja oposição de qualquer um deles.
Sendo a Assembleia Geral Ordinária:
Reunir-se-á duas vezes ao ano, sendo uma no mínimo trinta dias antes do fim do exercício da Diretoria Executiva em atividade, para, além das demais matérias constantes da pauta, realizar a eleição da nova Diretoria Executiva. Uma assembleia no máximo noventa dias antes do término do ano fiscal, para, que além dos demais assuntos cabíveis, haja aprovação das contas do exercício anterior e a última até noventa dias após o início do ano civil para posse da nova diretoria executiva, definição dos membros integrantes do Conselho de Administração e início das atividades.

Sendo a Assembleia Geral Extraordinária:
É realizada sem periodicidade pré-determinada. Nela, todo e qualquer assunto poderá ser tratado, desde que incluídos na ordem do dia. Serão convocadas pelo Diretor-Presidente, pela Diretoria Executiva, pelo Conselho de Administração, ou a requerimento de, no mínimo, dois terços (2/3) dos membros efetivos da PoliVet Jr, com sete (07) dias de antecedência à sua realização, mediante divulgação, por meio de edital dirigido a todos os membros efetivos.

4.10.2 Conselho: O Conselho é o órgão de Orientação, Assessoria e fiscalização da Dire

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRE BORGES SOUZA211/04/201711/04/2018
ARNALDO DINIZ VIEIRA211/04/201711/04/2018
EIDER BORGES SOUZA211/04/201711/04/2018
GABRIEL LONGO RODRIGUES211/04/201711/04/2018
INDIARA NUNES211/04/201711/04/2018
JARBAS DIAS XAVIER211/04/201711/04/2018
KLAUS LEIRIA VINAS211/04/201711/04/2018
MIGUEL RODRIGUES DE SOUZA211/04/201711/04/2018
MURILO MORAES FERREIRA211/04/201711/04/2018
OTÁVIO SARAIVA PIRES211/04/201711/04/2018
RAFAEL GIANELLA MONDADORI211/04/201711/04/2018
RÔMULO TELES FRANÇA211/04/201711/04/2018

Página gerada em 17/10/2019 12:36:26 (consulta levou 0.057639s)