Nome do Projeto
ATIVIDADES PRÁTICAS DE DENDROLOGIA COMO COMPLEMENTO AO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM EM CIÊNCIAS FLORESTAIS NA FACULDADE DE AGRONOMIA ELISEU-MACIEL (FAEM)
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
01/06/2017 - 31/12/2017
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal
Resumo
Na região Sul do Brasil, especialmente na região Sul do Rio Grande do Sul, região de abrangência da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, a qual reflete uma zona de ecótono entre os biomas Mata Atlântica e o Pampa, existem fragmentos florestais pequenos e pouco conectados, de áreas originalmente cobertas por florestas, com espécies arbóreas restritas a capões de mata e matas ciliares. A flora arbórea nestes locais tem um grande número de representantes da família Myrtaceae, os quais têm potencial de utilização como frutífera, ornamental, apícola e na recuperação de áreas degradadas (VENZKE, 2012), mas que carecem de esforços no sentido de conhecê-las, preservá-las e garantir sua perpetuação, havendo a necessidade de ações que capacitem estudantes e técnicos ligados ao setor florestal quanto à sua identificação e valoração. Portanto, é realmente importante que os alunos do curso de Agronomia, obtenham um conhecimento sólido no que diz respeito ao setor florestal e, para isso, atividades complementares às disciplinas ofertadas no núcleo de disciplinas obrigatórias do curso seriam interessantes, uma vez que a atuação nesta área também é competência dos futuros engenheiros agrônomos. Entretanto, frente ao amplo elenco de disciplinas ofertadas no curso de graduação em Agronomia, as relacionadas às Ciências Florestais têm carga horária insuficiente para contemplar todos os aspectos relevantes para a formação dos futuros profissionais nesse sentido.

Objetivo Geral

O presente projeto tem como objetivo geral a formação de recursos humanos por meio da complementação da formação de alunos do curso de graduação em Agronomia, da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel (FAEM) relacionada às Ciências Florestais, com ênfase em dendrologia.

Justificativa

A área de Ciências Florestais muitas vezes desperta pouco interesse nos alunos do curso de Agronomia, principalmente pelo desconhecimento e pela carência de atividades que os aproximem do setor florestal. Para minimizar os efeitos desse cenário, que pode interferir no real aprendizado dos alunos, uma alternativa seria que os alunos que já tivessem cursado disciplinas relacionadas ao assunto e tivessem se identificado com as mesmas, incentivassem e atuassem como incentivadores dos alunos que estivessem tendo seu primeiro contato com as Ciências Florestais.
A partir do momento em que os alunos obtiverem os conhecimentos mínimos necessários para seguir trabalhando nesta área, poderão disseminá-los às suas famílias, comunidade e região, fazendo com que todos sejam privilegiados, uma vez que, havendo conhecimento das espécies, existem maiores chances de sua valorização e aproveitamento.
Além disso, atividades acadêmicas extra-classe, a exemplo de grupos de estudo, são de grande valia no processo de ensino-aprendizagem dos recursos humanos, pois possibilitam iniciar o aluno na docência de nível superior e contribuir com a melhoria do ensino de graduação, permitindo incrementar a qualidade da formação profissional dos alunos envolvidos (SANTOS e LINS, 2007).

Metodologia

Oficinas de dendrologia

Serão ofertadas aos discentes do curso de Graduação em Agronomia da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel e demais interessados no tema, oficinas de dendrologia visando capacitá-los na identificação de plantas lenhosas especialmente as nativas do Brasil. Para tanto, serão organizados grupos de, no máximo 25 alunos por oficina, os quais, acompanhados de um aluno colaborador que já tenha cursado a disciplina de Sistemas de Produção Florestal, um aluno de pós-graduação com experiência na identificação de espécies e com a professora responsável pelo Laboratório de Ciências Florestais realizarão atividades práticas no Campus Capão do Leão, em datas e horários definidos conforme a disponibilidade do grupo envolvido nas oficinas, totalizando 20h, distribuídas em quatro horas semanais.
Estas atividades consistirão de caminhamentos pelas diversas áreas do Campus onde elementos arbóreos estão presentes e áreas adjacentes. Durante estes caminhamentos serão observados e analisados os elementos arbóreos quanto à sua morfologia geral, incluindo aspectos do formato da copa, disposição dos ramos, do tronco, morfologia das folhas, presença de flores e frutos, exsudações, odores, entre outros. Todas as características observadas serão fotografadas e registradas em planilha contendo a localização do indivíduo e o detalhamento de tais características. Quando possível realizar a identificação da espécie já a campo, será registrado o seu nome comum e/ou científico. Serão coletados ainda, materiais vegetativos e reprodutivos dos indivíduos observados para construção de um Herbário no Laboratório de Ciências Florestais. De posse destes materiais, a identificação da espécie será confirmada por meio de consulta a literatura especializada e herbários de referência de outras instituições de ensino e pesquisa.


Resultados Esperados

Todas as atividades previstas no presente projeto permitirão a formação de recursos humanos na área de Ciências Florestais, pois envolverão assuntos tratados na disciplina de Sistemas de Produção Florestal, do elenco de disciplinas obrigatórias do curso de graduação em Agronomia, da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, por meio da inserção de alunos que já cursaram a disciplina atuando como monitores e tendo sua iniciação à docência, os quais servirão de incentivadores para os demais alunos que participarão das oficinas.
Considerando a relevância do setor florestal para o desenvolvimento da região e, considerando que a carga horária da disciplina que trata da temática é baixa, não permitindo explorar de maneira mais intensa a área de dendrologia, espera-se obter impactos positivos na formação dos alunos do curso de Agronomia que, ao ingressarem na vida profissional poderão atuar com mais segurança e competência em atividades ligadas ao setor.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE RITTER CURTI201/06/201731/12/2017
AMANDA FIGUEIREDO GUEDES426/06/201726/06/2017
BENITO BERGMANN ELIAS410/07/201710/07/2017
BRUNO FREITAS FARIAS426/06/201726/06/2017
ELKA CAROLINA OJEDA426/06/201724/07/2017
JULIANA WEGNER401/06/201731/12/2017
LUCAS GRIEP1201/06/201731/08/2017
MARCOS JARDEL MATIAS SOARES401/06/201731/12/2017
TAMIRES DA SILVA MARTINS1201/09/201731/12/2017
TIAGO SCHUCH LEMOS VENZKE401/06/201731/12/2017

Página gerada em 28/11/2020 23:55:23 (consulta levou 0.044452s)