Nome do Projeto
Estratégias de Ensino e Aprendizagem na Química do Cotidiano - QuiCo
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
16/04/2018 - 21/12/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Química
Resumo
O presente projeto de ensino “Estratégias de ensino e de aprendizagem na Química do Cotidiano - QuiCo”, em parceria já consolidada com o Colégio Estadual Dom João Braga, visa o uso de estratégias que busquem um ensino e uma aprendizagem de química relacionada diretamente ao cotidiano dos alunos de graduação, pós-graduação, de ensino médio e de ensino fundamental. O projeto QuiCo objetiva a aplicabilidade interdisciplinar de conhecimentos através da confecção de material didático teórico e prático e da divulgação de metodologias que possam beneficiar o processo de ensino e aprendizagem nos ramos escolares e acadêmicos citados anteriormente. As ações previstas serão realizadas em conjunto entre os membros colaboradores, seja no ambiente acadêmico ou no ambiente escolar. A partir do fortalecimento do eixo ensino e aprendizagem, fazendo uso de metodologias adequadas, os colaboradores deste projeto objetivam a geração de materiais didáticos (teóricos e práticos) para uso, principalmente, no ambiente escolar, publicações em anais de eventos e em periódicos na área, produção de materiais para o desenvolvimento de trabalhos finais de curso, apresentação de trabalhos em eventos e divulgação de todos os resultados em mídia eletrônica, principalmente no site do Projeto Transfere (http://projetotransfere.wixsite.com/projetotransfere). Todas as atividades do Projeto QuiCo, bem como os produtos gerados enriquecem em experiência e aprendizado todos os participantes, uma vez que temáticas da química serão estudadas e relacionadas ao cotidiano com o intuito de aprimorar o aprendizado e incentivar o estudo da química, bem como o gosto por ela, seja na Universidade ou na Escola. Este projeto ainda pode possibilitar a abertura de novas linhas de ensino e, ainda, incentivar que alunos do ensino médio venham a estudar química na Universidade, a partir da descoberta e desenvolvimento de habilidades na química a partir de sua aproximação através do estudo de teoria e prática.

Objetivo Geral

Desenvolver e apoiar estratégias voltadas ao aprimoramento de metodologias de ensino que busquem o ensino e a aprendizagem de conteúdos de química relacionados diretamente ao cotidiano dos graduandos e alunos de ensino médio e de ensino fundamental. Estas estratégias estão baseadas no estudo teórico do tema selecionado e preparo de experimentos de química como forma de aplicação e fixação do conteúdo estudado.

Justificativa

A universidade pública tem um compromisso com os interesses coletivos. Quando se fala em construção do conhecimento, reforça-se a ideia da indissociabilidade entre aprendizagem, pesquisa e extensão. O processo de ensino e de aprendizagem como multidirecional e interativo, vem sendo evidenciado pelos processos de modernização da educação através do desenvolvimento das atividades de uma forma multidirecional e da aceitação da interatividade plena entre os corpos docente e discente, como aspectos indispensáveis à construção desse novo paradigma educacional. (PPI, UFPel)
O discente precisa desenvolver suas competências em três aspectos: ser (atitudes e valores), saber (conhecimento) e fazer (habilidades). Para isso, é necessário que, tanto na formação básica como na complementar, ocorra a integração do conhecimento e o desenvolvimento de propostas multi e interdisciplinares, dando um significado aos conhecimentos adquiridos. (PROJ PEDAG, Cursos de Química, UFPel)
Atualmente vê-se um desinteresse de graduandos e alunos das escolas no estudo de temas de química, sendo que isso pode ser devido à abstração com que alguns temas de química são tratados.
Assim, numa tentativa de aproximar a química do cotidiano, surge este projeto de ensino - QuiCo, que visa o uso de experimentação prática para auxiliar no estudo de conteúdos teóricos, com a confecção e divulgação de materiais didáticos que venham a auxiliar neste processo.
Uma parceria já foi consolidada com o Colégio Estadual Dom João Braga, assim, inicialmente as ações serão realizadas somente neste âmbito, no entanto, com o aprimoramento do projeto prevê-se a inclusão de outras escolas.
O desenvolvimento do gosto pela química é algo que deve surgir a partir das ações propostas neste projeto, tanto na escola prevendo trazer para a universidade mais graduandos em química, quando na universidade prevendo um estímulo extra ao estudo de temas de química, tentando diminuir a evasão e reprovação nas disciplinas de química.

Metodologia

O Projeto QuiCo objetiva o estudo e desenvolvimento de temas de química do cotidiano, associando teoria e experimentação. O alvo são graduandos e pós-graduandos em Química e alunos de ensino médio e fundamental, sendo que as ações prevêem o acompanhamento direto de professores de Universidade e da Escola. As atividades experimentais podem “despertar o interesse e a motivação pela análise crítica dos resultados, compensando dificuldades frequentemente citadas pelos alunos em relação ao aprendizado de química e reforçando conceitos importantes” (Paloschi; Zeni; Rivero, 1998, p. 36). A experimentação pode facilitar o aprendizado, aproxima o aluno do conteúdo, e ainda o motiva a ter curiosidades, saberes novos, o estimula a pensar, dialogar e se socializar com os demais, argumentar e questionar os resultados. Uma forma de definir a estratégia de ensino e de aprendizagem proposta é fazer uso da palavra oficina. De acordo com Paviani e Fontana (2009) “oficina é uma forma de construir conhecimento, com ênfase na ação, sem perder de vista, porém, a base teórica”. As ações deste projeto podem beneficiar todos os envolvidos pois ao ensinar se aprende, e esse aprendizado pode ser válido, positivo e de grande importância na formação dos indivíduos.
A realização dos experimentos práticos pode levar em consideração o aporte teórico e metodológico dos três momentos pedagógicos: (i) Problematização inicial; (ii) organização do conhecimento; e (iii) aplicação do conhecimento (Delizoicov, 1982; Delizoicov, Angotti e Pernambuco, 2009; Francisco, Ferreira e Hartwig, 2008) na tentativa de fortalecer o eixo ensino e aprendizagem. Assim, o presente projeto enfatiza a importância de considerar, nas práticas desenvolvidas, os aspectos apresentados por Gonçalves e Marques (2006): 'a relação entre atividade experimental e motivação; as condições materiais para o desenvolvimento de atividades experimentais e as características dos conteúdos ensinados por meio dos experimentos.'

Resultados Esperados

Neste projeto diferentes metodologias de ensino podem ser empregadas, entre elas as práticas experimentais. As atividades experimentais podem “despertar o interesse e a motivação pela análise crítica dos resultados, compensando dificuldades frequentemente citadas pelos alunos em relação ao aprendizado de química e reforçando conceitos importantes” (Paloschi; Zeni; Rivero, 1998, p. 36). Assim, com o planejamento de atividades de ensino que busquem facilitar o aprendizado de conteúdos teóricos, através de experimentos práticos pela aproximação dos conteúdos de química ao cotidiano do aluno, busca-se uma facilitação na assimilação de novos conhecimentos e o estímulo ao estudo da disciplina de química. Busca-se, também, aprimorar o aprendizado do conteúdo acadêmico, pelo incentivo à qualificação e à formação dos graduandos e pós-graduandos, além de contribuir com a fixação destes na Universidade, tentando diminuir o índice de evasão nos cursos de Química. Já para os alunos da escola, objetiva-se a união da química ao cotidiano, tentando estimular o estudo destes temas e ao mesmo tempo, tentando estimulá-los aos estudo futuro de Química na Universidade, através do ingresso em cursos de Química.
Além isso, o aperfeiçoamento na formação de alunos críticos e pensantes, seja do ensino médio e fundamental ou de graduação e pós-graduação em química será proporcionado, principalmente em relação à análise entre a prática de hoje e de ontem, no sentido de melhorar a próxima prática, de acordo com Freire (2013).
Com este projeto, espera-se o estímulo à tríade ensino, pesquisa e extensão, oportunizando a formação dos graduandos e pós-graduandos, em vários níveis, dentro de uma universidade democrática. Todos os resultados obtidos serão amplamente divulgados em mídia eletrônica, em apresentações em eventos na área, bem como publicações de resumos, trabalhos e artigos.

Indicadores, Metas e Resultados

As respostas obtidas na avaliação, bem como os relatos da equipe executora quanto à experiência adquirida serão analisados baseando-se na análise de conteúdo (MORAES, 1999) e servirá, também, como auto-avaliação. Todos os resultados educacionais obtidos neste projeto serão divulgados através de publicações e apresentações de trabalhos em eventos e no site do Projeto Transfere, sendo que estes resultados podem possibilitar a abertura de novas linhas de extensão, ensino e pesquisa sobre o tema. Além disso, deve ser salientado que o presente projeto “Estratégias de ensino e de aprendizagem na Química do Cotidiano” será chamado de Projeto QuiCo e tem seu início oficial em 2018, apesar de ele já estar sendo desenvolvido desde 2013 atrelado a ações de extensão desenvolvidas no Projeto Transfere. Assim, este projeto surge para dar um cunho de ensino a ações que já vem sendo desenvolvidas, com o intuito de engajar maior número de graduandos e pós-graduandos a ações de ensino e aprendizado e estimular a sua formação acadêmica e, ao mesmo tempo, tentar diminuir o alto índice de reprovação e evasão da Universidade.
As ações de ensino que vinham sendo desenvolvidas pelo Projeto Transfere e que agora ficarão centralizadas no Projeto QuiCo já geraram produtos como: o site http://projetotransfere.wixsite.com/projetotransfere onde estão contidos os livretos didáticos e oficinas temáticas preparados pelo grupo Transfere, bem como todos os trabalhos publicados entre 2012 e 2017. O grupo já foi contemplado com duas premiações: “A oficina ‘gases no cotidiano’ em aulas de química da educação básica” foi destaque na Sessão de Educação no XXIII CIC, em 2014; e “O Projeto de extensão Transfere e a busca por novas práticas para serem desenvolvidas no Ensino Médio” foi pôster destaque na área de Educação em Química, no XXIII SBQ-Sul, promovido pela UFSM, em 2016. Assim, o Projeto QuiCo inicia suas atividades em 2018, no entanto já vem com alguma experiência na área.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANE MEDEIROS NUNES116/04/201821/12/2019
ADRIANE ROEDEL HIRDES116/04/201821/12/2018
ALINE JOANA ROLINA WOHLMUTH ALVES DOS SANTOS416/04/201821/12/2019
CHARLENE BARBOSA DE PAULA204/03/201921/12/2019
CLAUDIO MEDEIROS DO NASCIMENTO1
Christiele Lopes da luz1
Francine Gabriele Silva Acosta1
GABRIELA XAVIER GIACOMINI116/04/201821/12/2018
ISADORA ATRIB GARCIA116/04/201821/12/2018
JUAN LOPES BAARTZ2
LEANDRO LAMPE2016/04/201831/07/2019
LETICIA LEAL MOREIRA204/03/201921/12/2019
MARCELO COELHO DENIS2
RODRIGO LEMOS HARTER2
VITÓRIA SCHIAVON DA SILVA2001/08/201915/12/2019

Página gerada em 20/11/2019 22:55:49 (consulta levou 0.066596s)