Nome do Projeto
Oficina de Escrita Científica
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
14/08/2018 - 27/11/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - Psicologia - Metodologia, Instrumentação e Equipamento em Psicologia
Resumo
A habilidade de escrever corretamente, de maneira fluida e objetiva, é uma ferramenta essencial para o exercício acadêmico (DeSousa & Cavalcanti, 2014). O mundo moderno, com todos os seus avanços tecnológicos, multiplicou as possibilidades de comunicação. Ao mesmo tempo, contudo, a rapidez nas interações fez com que o exercício da escrita formal fosse relegado a um segundo plano. Textos de quatro ou cinco parágrafos são considerados "textões". À medida em que lê cada vez menos, a população mais jovem também escreve cada vez menos. Na área de ciências humanas, tanto a leitura quanto a escrita são habilidades consideradas fundamentais para a formação de bons profissionais. A psicologia insere-se nesse contexto e, para que recebam uma formação completa, é fundamental que as(os) futuras(os) psicólogas(os) dominem as ferramentas para se comunicar de maneira adequada, tanto no âmbito acadêmico quanto profissional. A escrita científica difere daquela utilizada informalmente e tem como característica ser clara, direta e precisa (Bem, 2003; Trzesniak & Koller, 2009). Em virtude disso, requer estudo e muito treino. A importância dessa questão pode ser ilustrada por dois itens que constam entre as competências e habilidades esperadas para a formação de psicólogas(os), e que estão especificadas no Projeto Pedagógico do Curso de Psicologia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel): "m) elaborar relatos científicos, pareceres técnicos, laudos e outras comunicações profissionais, inclusive materiais de divulgação; n) apresentar trabalhos e discutir ideias em público" (pág. 8). Com base nisso, este projeto de ensino, de caráter temporário, visa a preencher uma lacuna existente no currículo do curso, bem como contribuir para um melhor desempenho acadêmico dos discentes da psicologia.

Objetivo Geral

O principal objetivo desta oficina é ensinar as(os) alunos(as) participantes a escrever textos científicos.

Justificativa

De maneira geral, os jovens que hoje chegam à universidade apresentam dificuldades para se comunicar através da escrita. No Curso de Psicologia da Universidade Federal de Pelotas, especificamente, essa é uma realidade com a qual o corpo docente se depara frequentemente. Nesse contexto, o ensino da escrita científica adquire uma relevância ainda maior do que normalmente tem. Além de serem instruídos em relação à psicologia propriamente dita, as(os) alunas(os) também precisam aprender a comunicar suas ideias, de modo a contribuir para o avanço científico e para a divulgação do conhecimento, práticas essenciais no âmbito de uma universidade pública.

Metodologia

Esta oficina será constituída por leituras de textos teóricos e artigos científicos, aliadas a debates e atividades práticas de escrita.

Resultados Esperados

Após concluir a oficina, espera-se que as(os) alunas(os) participantes estejam aptas(os) a redigir textos científicos, tais como resumos, pôsteres e artigos. Além disso, devem estar preparadas(os) para evitar os erros mais comuns na escrita científica, para não incorrer em plágio, para utilizar corretamente as normas técnicas e também para submeter seus trabalhos a periódicos científicos. Idealmente, o principal impacto desse projeto será a formação de profissionais mais competentes e capazes de contribuir para o desenvolvimento e para a divulgação da ciência psicológica.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AIRI MACIAS SACCO614/08/201827/11/2018
MATHEUS MAGALHÃES GUIMARÃES314/08/201827/11/2018

Página gerada em 28/06/2022 14:51:34 (atualização a cada 5 minutos)