Nome do Projeto
Liga acadêmica das populações em vulnerabilidade social
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
11/05/2018 - 03/04/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
A Liga Acadêmica de Saúde das Populações Vulneráveis - LASPOVUS consistirá em um espaço acadêmico de contato com a temática da vulnerabilidade social e seu impacto na saúde. Terá o objetivo de aprofundar a compreensão sobre processo saúde-doença nas populações vulneráveis, produzir conhecimento nesta temática e construir propostas de intervenção, passíveis de execução e avaliação no cenário de Pelotas e região.

Objetivo Geral

Aprofundar a compreensão sobre processo saúde-doença nas populações vulneráveis, produzir conhecimento nesta temática e construir propostas de intervenção, passíveis de execução e avaliação no cenário de Pelotas e região.

Justificativa

A oferta de serviços de saúde e de produção de conhecimento em saúde tem obedecido a critérios distantes da busca da equidade prevista no texto constitucional brasileiro. Prova disso, são as doenças negligenciadas como a Tuberculose, a malária, a doença de Chagas que atingem mais as populações mais pobres e para as quais a produção de conhecimento é reduzida. Ricardo Valverde, em texto disponível no site da FIOCRZ descreve que: “As doenças negligenciadas são aquelas causadas por agentes infecciosos ou parasitas e são consideradas endêmicas em populações de baixa renda. Essas enfermidades também apresentam indicadores inaceitáveis e investimentos reduzidos em pesquisas, produção de medicamentos e em seu controle. As doenças tropicais, como a malária, a doença de Chagas, a doença do sono (tripanossomíase humana africana,

Metodologia

A metodologia da LASPOVUS será basicamente realizada em 3 passos e momentos diferentes. Primeiro será realizado um diagnostico de saúde comunitário de algum grupo populacional classificado como vulnerável. Após esse passo, será planejada e executada uma intervenção médico-sanitária. E por fim, será avaliado o impacto que a intervenção produziu na população que recebeu a intervenção

Resultados Esperados

É esperado que a intervenção melhore os indicadores de saúde da população alvo, impactando assim sua qualidade de vida.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA CAROLINA OLIVEIRA RUIVO411/05/201803/04/2019
ANDERSON LUCIANO NEGREIROS DA SILVA411/05/201803/04/2019
BARBARA MARIA BRAGA ANTONIO411/05/201803/04/2019
BEATRIZ ANTUNES DA SILVA411/05/201803/04/2019
GABRIEL DANIELLI QUINTANA411/05/201803/04/2019
GABRIELLE DE JESUS GRANDINI411/05/201803/04/2019
INGRID MIRIAM OLIVEIRA411/05/201803/04/2019
ISABELA BARREIRO AGOSTINI411/05/201803/04/2019
JOAO PEDRO ANDRADE MANTOVANI E SILVA411/05/201803/04/2019
JONAS FELIPE BONATO411/05/201803/04/2019
LEONARDO CHRISTIAN DA SILVA MAIA411/05/201803/04/2019
LUCAS OLIVEIRA ANDRE MAGALHAES411/05/201803/04/2019
MARINA TREMPER411/05/201803/04/2019
MARLON DELEON DIAS DE OLIVEIRA411/05/201803/04/2019
MATHEUS AUGUSTO SCHULZ411/05/201803/04/2019
RENICE EISFELD MACHADO411/05/201803/04/2019
SHIRAWANA ALVES DO NASCIMENTO411/05/201803/04/2019
TATIANE DA SILVA ARAUJO BRAGA411/05/201803/04/2019
TULIO LOYOLA CORREA411/05/201803/04/2019
UELQUER GUEDES DE SOUZA411/05/201803/04/2019

Página gerada em 05/12/2020 13:05:13 (consulta levou 0.060782s)