Nome do Projeto
Medicina de Felinos e Terapias Naturais: Complementação do Ensino aos discentes de Medicina Veterinária
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
02/04/2019 - 20/12/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Farmacologia e Terapéutica Animal
Resumo
O desenvolvimento educacional integral, visando à reflexão e à melhoria dos processos nas diversas áreas dos cursos de graduação, tem nos impulsionado a desenvolver atividades semanais com os discentes de graduação em medicina veterinária. Desta forma, desde as primeiras propostas de projeto de ensino, observa-se que o desenvolvimento de atividades complementares e de aprofundamento do currículo do curso, tem contribuído de forma essencial para preparar o aluno para as mudanças na sociedade e para o mercado de trabalho. Assim, apresentamos a proposta de manutenção da discussão e aprofundamento acerca de formas terapêuticas naturais, além da manutenção do estudo da terapêutica dos felinos, espécie que apresenta inúmeras peculiaridades em relação ao terapêutica. O ensino das práticas terapêuticas não convencionais já vinha sendo realizado através do projeto de ensino “Terapias não convencionais: Complemento necessário a formação acadêmica integral”. Por interesse dos alunos de graduação em veterinária que participavam do projeto das práticas terapêuticas, nos 2 últimos anos, aprofundamos o ensino em relação a espécie felina, o qual foi realizado através do “Grupo de Estudos em Medicina Interna de Felinos” (FelVet). Desta forma, nesta proposta será mantida a unificação e ampliação dos projetos, propondo a discussão das formas terapêuticas naturais e a manutenção do estudo na espécie felina.

Objetivo Geral

Fornecer aos alunos e participantes a oportunidade de manter o estudo e atualização referente as terapias não-convencionais como homeopatia, fitoterapia, acupuntura, florais, ozonioterapia, etc., bem como entender e compreender a terapêutica diferenciada dos felinos, e as enfermidades liagadas a espécie, além de inserir e difundir estes temas no âmbito da Faculdade de Veterinária e da UFPel.

Justificativa

A sociedade a qual estamos inseridos, está cada vez mais voltada para as práticas terapêuticas naturais, havendo um estímulo a inclusão da Homeopatia, Acupuntura e Fitoterapia no currículo do ensino da graduação de diversos cursos da área da saúde, a fim de possibilitar a reflexão sobre alguns problemas importantes enfrentados na atualidade, como: a fragmentação do ato médico, a perda de qualidade na relação médico-paciente, a elevação dos custos da Saúde animal, além da introdução precoce da especialização levando à fragmentação de conteúdos. Sendo estes temas de relevância para a medicina veterinaria. Quanto a medicina de felinos, o projeto iniciou através da formação de um grupo de estudo , que se organizou em função das atividades com felinos em 2016, sendo o interesse oriundo de solicitação de alunos de graduação e pós-graduação. O principal objetivo do projeto foi de fornecer aos alunos a oportunidade de estudar e aprofundar os conhecimentos sobre a medicina de felinos, bem como entender e compreender a terapêutica diferenciada da espécie, além de inserir e difundir a medicina felina no âmbito da Faculdade de Veterinária da UFPel. Inicialmente foram desenvolvidos conceitos teóricos, assim como trabalhou-se com artigos ligados aos temas e apresentação de palestras por profissionais com experiência na área de felinos. O mercado Veterinário está cada vez mais exigente e busca por profissionais qualificados, sendo que apesar dos felinos se destacarem como animais de estimação, percebe-se uma lacuna na formação do profissional Médico Veterinário, devido a necessidade de atualização e de conhecimentos mínimos na área. E com relação as terapias naturais, estas estão sendo procuradas pela sociedade e há necessidade de habilitar minimamente os alunos para que sejam profissionais preparados para um mercado de trabalho competitivo e extremamente seletivo.

Metodologia

Os conceitos teóricos, das diferentes práticas terapêuticas e da espécie felina, serão abordados nas reuniões com o grupo de ensino, através de discussões semanais e exposição dos temas, utilizando recursos áudio-visuais, artigos e outros trabalhos científicos, troca de experiências, etc.
Acompanhamento de Consultas veterinárias e tratamentos realizados nos diversos casos clínicos, será realizado nos pacientes atendidos no ambulatório e Hospital Veterinário, da Faculdade de Veterinária - UFPel. Á partir do acompanhamento da prática clínica em felinos, serão promovidas discussões e revisões bibliográficas sobre os temas.
Pretende-se, colocar o aluno em contato com médicos veterinários atuantes no atendimento clínico aos felinos, e no uso de terapias como homeopatia, acupuntura e fitoterapia. Medicos veterinários, serão convidados a participar dos encontros do grupo, á fim de proporcionar o contato dos discentes com médicos veterinários, pesquisadores, extensionistas, etc. que estejam desenvolvendo atividades na área do projeto, a fim de gerar a troca de experiências, além da observação dos resultados e dificuldades enfrentados pelos profissionais destas áreas. O aluno terá acesso a informações acerca da indicação de plantas medicinais e outras formas terapêuticas para uso nas diversas enfermidades de animais domésticos, com destaque para o uso de extratos e produtos naturais na medicina felina.
A manutenção e atualização de página na rede social Faceboock e Site sobre Comportamento felino, será feita pelos participantes do grupo ou por bolsistas, sendo que esta interação deverá ser feita com frequência semanal.
Para a execução do Simpósio sobre Medicina Felina serão contactados profissionais atuantes na área e que tenham disponibilidade de participar do encontro, ainda deverá ser reservado um local após definição de datas, onde os alunos ficarão responsáveis por toda a organização do evento, sob coordenação dos docentes da Favet.

Resultados Esperados

Com o projeto os participantes deverão conhecer as particularidades da espécie felina, bem como entender e vislumbrar a possibilidade de utilização das informações adquiridas em prol do melhor atendimento a espécie felina. O aluno deverá entender, discutir e traçar um paralelo entre as diferentes formas terapêuticas.
- A troca de experiências entre docentes e discentes e profissionais deverá ser mantida, com interesse na terapêutica da espécie felina e formas terapêuticas não-convencionais;
- Conhecimento dos princípios básicos que regem formas terapêuticas não-convencionais, além de possibilidade de utilização destas como formas curativas além de complementares.
- Ampliação do conhecimento sobre o uso da terapêutica na clínica de felinos, bem como a aplicação de terapias não convencionais, nos processos patológicos dos animais, sendo que a manutenção das discussões relacionadas a medicina de felinos e a terapêutica, deverá contribuir para o crescimento pessoal e profissional dos discentes;
- Promoção do conhecimento , além do desenvolvimento de pensamento diferenciado a respeito do conceito de doença e doente, envolvendo energia e força vital. Traçando o panorama do ensino destas práticas terapêuticas, esperamos estimular a discussão da importância da Faculdade de Veterinária se adequar às crescentes iniciativas mundiais nesta área, pois o ensino e a pesquisa Universitária devem vir ao encontro das necessidades da sociedade;
- Espera-se a ampliação do conhecimento dos participantes acerca da medicina felina e de diversas práticas terapêuticas, dando continuidade na produção científica e encaminhamento de trabalhos para Congressos e Encontros da área;
- Proporcionar um ambiente dinâmico para troca de informações e experiências com base no acompanhamento e discussão de casos clínicos em felinos e da terapêutica.
- Organizar e Fomentar o I Simposio de Medicina Felina em 2019.

Indicadores, Metas e Resultados

Pretende-se dar continuidade de estimulo aos participantes do grupo com relação a descrever as experiências acompanhadas, levando ao conhecimento da sociedade as experiencias e as observações feitas no decorrer do projeto. Ainda, o grupo vem organizando desde o final do ano de 2018, o I Simpósio de Medicina Felina, que está previsto para ocorrer entre os dias 12 e 14 de abril de 2019, sendo que o evento deverá contar com a participação de profissionais de diferentes Instituições do Brasil e ocorrerá com o envolvimento de alunos de graduação, pós-graduação e professores e funcionários da Favet – UFPel.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALESSANDRA AGUIAR DE ANDRADE202/04/201919/12/2019
ALICE SILVEIRA BECKER202/04/201920/12/2019
ANA CAROLINA DE ASSIS SCARIOT102/04/201905/07/2019
ANA CRISTINA KALB102/04/201905/07/2019
ANA PAULA STEMPCZYNSKI202/04/201905/07/2019
ANA RAQUEL MANO MEINERZ102/04/201920/12/2019
ANDRÉ PORTELLA DE OLIVEIRA AMARAL102/04/201904/07/2019
BRUNA DIAS FAGUNDES102/04/201905/07/2019
CAROLINA WICKBOLDT FONSECA208/08/201919/12/2019
CAROLINE CASTAGNARA ALVES102/04/201920/12/2019
CERES CRISTINA TEMPEL NAKASU202/04/201920/12/2019
CHARLES SILVA DE LIMA102/04/201920/12/2019
CRISTIANO SILVA DA ROSA102/04/201920/12/2019
DÉBORA DE CAMPOS AÑAÑA102/04/201920/12/2019
EDUARDA ALÉXIA NUNES LOUZADA DIAS CAVALCANTI102/04/201905/07/2019
ELVIS BALTAZAR PUGA102/04/201920/12/2019
HELENA PIÚMA GONÇALVES102/04/201920/12/2019
ISABELE MAURER AMORIM202/04/201920/12/2019
JOSE RAPHAEL BATISTA XAVIER202/04/201920/12/2019
KATIELLEN RIBEIRO DAS NEVES102/04/201920/12/2019
LAURA DIAS PETRICIONE DE SOUZA102/04/201918/07/2019
MARIANA CRISTINA HOEPPNER RONDELLI102/04/201920/12/2019
MARLETE BRUM CLEFF202/04/201920/12/2019
MARTA FERNANDA FEHLBERG102/04/201920/12/2019
MATHEUS JOSE GONCALVES DE OLIVEIRA102/04/201919/12/2019
MAURICIO ANDRADE BILHALVA102/04/201920/12/2019
MILENA MENDES TRUQUIJO102/04/201920/12/2019
REBIS BORGES DE ARAUJO115/05/201915/12/2019
ROSARIA HELENA MACHADO AZAMBUJA102/04/201920/12/2019
SOFIA DAVILA FERNANDEZ102/04/201920/12/2019
SOLIANE CARRA PERERA102/04/201920/12/2019
THAMES CAMARGO IGNÁCIO102/04/201905/07/2019

Página gerada em 20/10/2019 19:24:52 (consulta levou 0.055853s)