Nome do Projeto
Avaliação Psicológica de crianças e adolescentes
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
22/07/2019 - 20/12/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - Psicologia
Resumo
A formação em Psicologia tem por objetivos gerais dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício de diversas competências e habilidades gerais, conforme Resolução CNE/CES Nº 8, de 7 de maio de 2004. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Psicologia. Brasília, 2004: Identificar, definir e formular questões de investigação científica no campo da Psicologia, vinculando-as a decisões metodológicas quanto à escolha, coleta, e análise de dados em projetos de pesquisa; Escolher e utilizar instrumentos e procedimentos de coleta de dados em Psicologia, tendo em vista a sua pertinência;Avaliar fenômenos humanos de ordem cognitiva, comportamental e afetiva, em diferentes contextos; Realizar diagnóstico e avaliação de processos psicológicos de indivíduos, de grupos e de organizações;Coordenar e manejar processos grupais, considerando as diferenças individuais e sócio-culturais dos seus membros;Atuar inter e multiprofissionalmente, sempre que a compreensão dos processos e fenômenos envolvidos assim o recomendar;) Atuar profissionalmente, em diferentes níveis de ação, de caráter preventivo ou terapêutico, considerando as características das situações e dos problemas específicos com os quais se depara;Realizar orientação, aconselhamento psicológico e psicoterapia;Elaborar relatos científicos, pareceres técnicos, laudos e outras comunicações profissionais, inclusive materiais de divulgação; Apresentar trabalhos e discutir idéias em público;Saber buscar e usar o conhecimento científico necessário à atuação profissional, assim como gerar conhecimento a partir da prática profissional.

Objetivo Geral

Desenvolver o raciocínio clínico, articulando elementos teórico-conceituais da Psicologia ao longo do processo Psicodiagnóstico. Discriminar teorias divergentes que tangem o Psicodiagnóstico: modelo psicodinâmico, modelo cognitivo-neuropsicológico e fenomenológico-existencial interventivo.

Justificativa

Justifica-se que as as competências, básicas, devem se apoiar nas habilidades de: planejar e realizar várias formas de entrevistas com diferentes finalidades e em diferentes contextos;analisar, descrever e interpretar relações entre contextos e processos psicológicos e comportamentais;

Metodologia

O grupo terá reuniões se,manais com 2 horas de duração, onde serão aestudados a origem, função e substrato conceitual do processo de avaliação psicológica;. Ética profissional e
procedimentos legais. Os passos do processo de avaliação. Diferentes finalidades e aplicações da avaliação. Técnicas específicas de avaliação da história de vida, de processos cognitiva e da personalidade: entrevista clínica, entrevista motivacional, entrevista diagnóstica, técnicas projetivas, psicométricas e de Aplicação da Bateria de Testes; Recursos Complementares; Integração dos Dados;
Entrevista Devolutiva; Laudo Psicológico.
• O contrato do processo de avaliação psicológica: com adultos, adolescentes e crianças.
• A Entrevista Inicial: entrevistas como instrumento diagnóstico; A Relação psicólogo-paciente ; A entrevista inicial com pais na avaliação psicológica infantil e de adolescentes.
• Entrevista de Anamnese: entrevista diagnóstica familiar.
• A Entrevista Inicial com a Criança e com o Adolescente: técnica ludodiagnóstica e recursos com o adolescente.
• Planejamento da Bateria de Testes. Discussão a respeito da utilização de testes neste contexto (Resolução 002/2003)
• Integração dos Dados: O pensamento clínico na integração dos dados e na demanda dos
objetivos do diagnóstico; aplicações do pensamento clínico diagnóstico a diversos contextos.
• Entrevista Devolutiva: adulto, pais, criança e adolescente.
• O Fechamento do Processo da avaliação psicológica. O Encaminhamento: ao solicitante e/ou cliente. Relatório ou Laudo Psicológico: informes e pareceres (Resolução 007/2003).
rastreamento psiquiátrico. Devolução e encaminhamentos clínicos.

Resultados Esperados

• Planejamento da Bateria de Testes. Discussão a respeito da utilização de testes neste contexto
(Resolução 002/2003)
• Integração dos Dados: O pensamento clínico na integração dos dados e na demanda dos
objetivos do diagnóstico; aplicações do pensamento clínico diagnóstico a diversos contextos.
• Entrevista Devolutiva: adulto, pais, criança e adolescente.
• O Fechamento do Processo do diagnóstico psicológico. O Encaminhamento: ao solicitante e/ou
cliente. Relatório ou Laudo Psicológico: informes e pareceres (Resolução 007/2003).

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRÉ REINHARDT RÖSLER422/07/201920/12/2019
ANNE SANTOS STONE822/07/201920/12/2019
CAROLINA LIMA DA SILVA822/07/201920/12/2019
CÍNTIA WEBER CARDOSO822/07/201920/12/2019
DARA PEREIRA RODRIGUES1022/07/201920/12/2019
FERNANDA FONTANA422/07/201920/12/2019
FRANCIELLY TAVARES DA CUNHA201/10/201920/12/2019
GEISSE ABEL POPPING401/10/201920/12/2019
JAINI DA PORCIUNCULA822/07/201920/12/2019
KAISSES COSTA SEDRES801/10/201920/12/2019
LARISSA MENEZES LOPES QUINTANA822/07/201920/12/2019
MAIARA SCHEILA FREITAS SANTOS422/07/201920/12/2019
MAINA BAEZ MARQUES VIEIRA401/10/201920/12/2019
MARIA MANUELA SOUSA ALBUQUERQUE VALENTE822/07/201920/12/2019
MARIA TERESA DUARTE NOGUEIRA222/07/201920/12/2019
MARIANA BARBOZA LOPES822/07/201920/12/2019
NICOLLY DOMINGUES FERNANDES401/10/201920/12/2019
PAOLA LEAL DE OLIVEIRA401/10/201920/12/2019
RAFAELA SOARES VILLAR801/08/201920/12/2019
SHEILA BANEIRO HECK422/07/201920/12/2019
TALITA DOS SANTOS MASTRANTONIO822/07/201920/12/2019
TATIÉLE SCHNEIDER822/07/201920/12/2019
VALERIA ORTIZ DE SOUZA401/10/201920/12/2019
VALTER ANDRE MACHADO MINHO JUNIOR422/07/201920/12/2019

Página gerada em 22/10/2021 14:01:19 (consulta levou 0.042318s)