Nome do Projeto
II Workshop "A Arquitetura na produção urbana latino-americana. O papel da Universidade na construção do direito à cidade"
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
19/09/2019 - 23/09/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Resumo
Em outubro de 2018 foi realizado o I Workshop "A arquitetura na produção urbana latino-americana" na cidade de Assunção, Paraguai. O evento contou com a participação de professores, pesquisadores e estudantes de graduação de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Nacional de Assunção, da Universidade de Buenos Aires e da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Pelotas. O evento tinha como ponto de partida o desejo de se explorar as possibilidades de reflexão e intervenção, a partir da arquitetura e do urbanismo, em contextos marcados pela precariedade urbana. Nesse sentido, Pelotas, Assunção e Buenos Aires se conectavam a partir de um aspecto: a relações conflituosas entre estas urbanizações e a água/meio ambiente. O evento consolidou como uma importante experiência no processo de formação dos estudantes envolvidos, na medida em que puderam ter contato com uma nova realidade urbana, novos métodos de análise e intervenção, além de possibilitar o contato frequente e aprofundado com colegas de outras instituições latino-americanas.

Objetivo Geral

Compreender os processos de urbanização na América Latina e os modos de produção e apropriação de espaço habitado em contextos marcados por relações de desigualdade e precariedade ambiental.

Justificativa

O contexto sócio espacial de Pelotas exige um outro posicionamento diante dos problemas urbanos e arquitetônicos a serem enfrentados pelo Projeto, diferente do experimentado no caso de Assunção.
Definem esse contexto, entre outras coisas: a baixa densidade populacional, a frágil mobilização das comunidades que vivem em áreas de urbanização precária e o ceticismo destas comunidades em relação ao Projeto.
Nesse universo, não é possível desprezar o papel da Universidade enquanto participante da produção do espaço urbano pelotense e como instituição que vem assumindo há alguns anos certo protagonismo na formulação e efetivação de ações voltadas à ampliação e qualificação de serviços públicos básicos.
Em relação ao contato com as comunidades, o papel das escolas públicas debe ser destacado, na medida em que se caracterizam como espaços nos quais se observa uma importante organização comunitária, podendo se afirmar como centros de referência em áreas de urbanização precária.
O ponto de partida para a definição dos objetos de estudo/projeto foi um recorte temático e geográfico.
O recorte temático se fundamenta, inicialmente, na caracterização da Universidade enquanto instituição que promove e articula uma série de ações voltadas à ampliação do acesso à serviços públicos, que por sua vez tem o espaço urbano (macro escala) como cenário para seu desenvolvimento. Em seguida, correspondendo a uma escala intermediária, na compreensão das escolas públicas como espaços de organização comunitária direta e indireta; como centros de referência em áreas de urbanização precária; como o lugar no qual se desenvolvem relações entre diferentes níveis de formação e como instituições que, em conjunto com a Universidade, poderiam ampliar a oferta a serviços públicos e potencializar a disputa pela ampliação do direito à cidade.
Os projetos, portanto, teriam como objetivo potencializar e fortalecer estas ações/relações.

Metodologia

As atividades do workshop serão desenvolvidas a partir do seguinte encaminhamento:

1. Discussão geral, envolvendo todos os participantes, na qual serão apresentados aspectos relevantes da situação sócio-espacial da cidade de Pelotas, como por exemplo, o processo de formação e consolidação da cidade, sua base geográfica e ambiental, os atores envolvidos nesse contexto e os conflitos decorrentes do contato entre os distintos interesses que se apresentam nesse cenário. Este será o momento no qual os participantes estrangeiros poderão iniciar o processo de familiarização com o contexto urbano pelotense.

2. Visita de campo. Reconhecimento in loco das problemáticas urbanas vigentes nas áreas de urbanização precária da cidade de Pelotas, enfatizando suas relações com questões sociais e ambientais.

3. Formulação de diagnósticos. Os estudantes serão divididos em grupos e desenvolverão diagnósticos dos setores visitados.

4. Construção do programa social de intervenção. Cada grupo, a partir dos diagnósticos, desenvolverá hipóteses a respeito de temas de projetos potencialmente relevantes para o enfrentamento dos conflitos observados nos contextos estudados.

5. Atelier de Projetos. Os grupos de estudantes desenvolverão projetos de arquitetura e urbanismo a partir das hipóteses construídas na etapa anterior.

6. Exposição dos projetos produzidos. Discussão geral. Encerramento do evento.

Resultados Esperados

Contribuir para o processo de formação dos alunos da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFPel, apresentado-lhes novos conteúdos, metodologias, novas realidades e novas formas de interpretar o papel do arquiteto na sociedade contemporânea brasileira.
Fortalecer a reflexão e ampliar as possibilidades de intervenção sobre os conflitos presentes no contexto urbano de Pelotas, reforçando o papel da Universidade enquanto agente da produção e compartilhamento de conhecimento socialmente relevante.
Aprofundar as relações com instituições latino-americanas, contribuindo para o processo de internacionalização da UFPel e da FAUrb.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRE DE OLIVEIRA TORRES CARRASCO2019/09/201923/09/2019
ANDRESSA FONSECA DA CUNHA519/09/201923/09/2019
BRANDON GUINALLI LACERDA519/09/201923/09/2019
FLÁVIA PAGNONCELLI GALBIATTI10
GABRIELA WREGE PARRA519/09/201923/09/2019
HELOISE NUNES SEMPER519/09/201923/09/2019
HENRIQUE GRANZOTTO DOS SANTOS519/09/201923/09/2019
JÚLIA DA ROSA COSTA519/09/201923/09/2019
LEANDRO FERREIRA FONSECA519/09/201923/09/2019
LUCAS DE SA DOS SANTOS519/09/201923/09/2019
MAURICIO COUTO POLIDORI519/09/201923/09/2019
NELSON ARAUJO CABELLEIRA519/09/201923/09/2019
PATRÍCIA GIRARDELO TRENTIN519/09/201923/09/2019
RAFAELA JORGE CECCONI519/09/201923/09/2019
RODOLFO BARBOSA RIBEIRO10
SARA SUELLEN DA ROCHA CASTRO519/09/201923/09/2019
TANISE GOUVEA DOS SANTOS519/09/201923/09/2019
YURI DA SILVA BASTOS519/09/201923/09/2019

Página gerada em 17/11/2019 20:39:10 (consulta levou 0.050040s)