Nome do Projeto
Levantamento de artrópodes-praga em diferentes sistemas de cultivos de soja, com caracterização morfológica dos genótipos e avaliação da resistência
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/05/2019 - 31/03/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Resumo
O Estado do Rio Grande do Sul é um dos maiores produtores de soja do Brasil. No entanto, as condições, principalmente de irrigação e drenagem, são limitantes para o desempenho da cultura. A necessidade de ampliar os limites do uso das terras no sul do RS, evoluíram através de pesquisas com variedades tolerantes as limitações desses solos a fim de se obter cultivares que expressem o seu maior potencial produtivo sob condições ótimas, as quais, dificilmente são encontradas nos ambientes de lavouras. Durante todo seu ciclo, a cultura da soja fica sujeita ao ataque de artrópodes-praga, desde a germinação até a colheita, destacando-se a lagarta-da-soja, Anticarsia gemmatalis (Hüebner, 1818) (Lepidoptera: Noctuidae) e a lagarta-falsa-medideira, Chrysodeixis includens (Walker, 1857). O monitoramento das populações de insetos-praga é importante para o conhecimento do momento inicial da adoção de medidas de controle. A intervenção por meio do uso de inseticidas sintéticos continua sendo a forma de regulação mais empregada para o controle das pragas, no entanto, esta acarreta em contaminação ambiental química, mortalidade de inimigos naturais e evolução de insetos para a resistência. A utilização de estratégias de controle que integrem o manejo de pragas visando reduzir a dependência do controle químico são fundamentais. Dessa forma, a resistência de plantas a artrópodes surge como uma alternativa a essa redução, além disso, uma vantagem é sua utilização simultaneamente com outras estratégias de controle sem acarretar no aumento do custo de produção. No entanto, para que a resistência de plantas seja eficiente, deve-se levar em consideração, as condições dos ensaios e assegurar a expressão de genes sob as condições empregadas.

Objetivo Geral

GERAL
Integrar diferentes práticas de manejo visando o controle dos principais artrópodes-praga na cultura da soja na região de terras baixas do sul do Rio Grande do Sul.

ESPECÍFICOS

• Realizar o levantamento e o impacto de artrópodes-praga na cultura da soja nos diferentes genótipos e sobre as diferentes práticas de manejo;
• Avaliar genótipos em uso pelo programa de melhoramento da Embrapa de acordo com a sua reação aos principais lepidópteros-praga;
• Estudar em laboratório os aspectos biológicos e avaliar os parâmetros referentes às durações e viabilidade de cada fase e a tabela de vida de fertilidade de lepidopteros-praga alimentados com os diferentes genótipos;
• Caracterizar morfologicamente os genótipos de soja associados a resistência física.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
GUILHERME CORREA RIBEIRO2001/05/201931/03/2022
JOÃO PEDRO ROBE FAGUNDES101/05/201931/03/2022
LETICIA DUMMER DE OLIVEIRA501/05/201931/03/2022
LUCAS RAPHAEL DA SILVA501/08/202031/03/2022
LUCAS RAPHAEL DA SILVA2001/08/201931/07/2020
PRISCILLA COSTA GOBBI3001/05/201931/03/2022

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 105.600,00

Página gerada em 23/01/2021 21:23:58 (consulta levou 0.073374s)