Nome do Projeto
Avaliação do efeito do tipo antidepressivo do 3-(4-clrofenilselanil)-1-metil-1H-indol em camundongos submetidos ao estresse de nado forçado repetido
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2019 - 01/09/2020
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Farmacologia
Resumo
Evidências tem demostrado que o estresse aumenta significativamente o risco de desenvolvimento de doenças emocionais. Dentre elas se destaca a depressão, uma doença em que diferentes vias estão envolvidas, por exemplo, alterações na homeostase do sistema monoaminérgico, principalmente serotoninérgico e o envolvimento do desequilíbrio no estado oxidativo. Os atuais antidepressivos têm significantes limitações, incluindo, um longo prazo para a resposta terapêutica e uma baixa resposta dos pacientes. Devido a essas limitações, pesquisas vêm sendo desenvolvidas para a busca de novas moléculas. Em particular, os compostos orgânicos de selênio demonstram atividade do tipo antidepressivo em diferentes modelos animais. Além disso, recentemente foi reportado que uma classe de compostos indóis apresentou atividade antioxidante in vitro e um composto em especial, o 3-(4- clorofenilselanil)-1-metil-1H-indol (CMI) demonstrou efeito do tipo antidepressivo com o envolvimento do estresse oxidativo e neuroinflamação. Desta forma, o desenvolvimento e validação de um modelo de depressão induzida por estresse de nado forçado repetido em camundongos, bem como investigar o efeito do tipo antidepressivo do composto CMI nesse modelo demostra-se ser de extrema importância. Para a realização deste estudo, será avaliado o efeito do tipo antidepressivo do CMI e da fluoxetina em camundongos expostos ao estresse de nado forçado repetido em diferentes testes comportamentais. Para determinação dos possíveis mecanismos, serão investigados os níveis de peroxidação lipídica, níveis de espécies reativas de oxigênios, bem como as defesas antioxidantes, catalase e superóxido dismutase. Além disso, a via de sinalização das neurotrofinas também será explorada através das análises por western blot. Através desse estudo pretende-se expandir o conhecimento sobre o efeito do CMI em um novo modelo de depressão induzida por estresse em camundongos e seus possíveis mecanismos da ação. Além disso, validar um novo modelo de depressão que possa ser útil na busca e investigação do mecanismo de ação de novos compostos com ação do tipo antidepressiva.

Objetivo Geral

Considerando os aspectos anteriormente mencionados, o objetivo desse trabalho é avaliar a ação do tipo
antidepressiva do composto CMI, frente ao modelo de estresse de nado forçado repetido em
camundongos, o qual induz comportamento de depressão a curto e longo prazo, bem como investigar os
mecanismos pelos quais o CMI age. Os objetivos específicos deste projeto compreendem avaliar: Validar
um modelo de estresse de nado forçado repetido que induza um comportamento do tipo depressivo a
curto e longo prazo; O efeito do tipo antidepressivo do tratamento agudo e crônico com CMI em
camundongos submetidos ao estresse de nado forçado repetido no teste da suspensão da cauda e splash
teste; O possível envolvimento dos níveis de espécies reativas de ácido tiobarbitúrico e espécies reativas
de oxigênio, atividade da catalase e superóxido dismutase, na ação antidepressiva do CMI em
camundongos submetidos ao estresse de restrição; O efeito do CMI agudo e crônico na via de sinalização
do BDNF no córtex pré-frontal em camundongos submetidos ao estresse de restrição;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AIRTON SINOTT CARVALHO501/08/201901/09/2020
ANA PAULA PESARICO2001/08/201901/09/2020
KETHLIN DE QUADROS FERREIRA501/08/201901/09/2020
MARIANA GÁLLIO FRONZA501/08/201901/09/2020
PALOMA TABORDA BIRMANN501/08/201901/09/2020

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 35.000,00

Página gerada em 22/07/2019 00:43:47 (consulta levou 0.071924s)