Nome do Projeto
Análise e prognóstico da qualidade do ar no estado do Rio Grande do Sul - segunda fase
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
03/02/2020 - 03/02/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia Aplicada
Resumo
As emissões de gases traço tóxicos para a troposfera e os produtos de sua oxidação representam um risco direto a saúde. Portanto, o estudo da qualidade do ar no Brasil é de extrema relevância, principalmente considerando o potencial de sua contribuição relativa no continente Sul-Americano. No entanto, devido a sua extensão territorial, torna-se notória a necessidade de estudos mais regionalizados, principalmente em setores economicamente importantes, como é o caso do estado do Rio Grande do Sul, onde essa tendência até então incipiente exige a utilização de ferramentas numéricas com alto grau de complexidade e detalhadas informações observacionais, as quais nem sempre estão disponíveis e/ou organizadas. Nesse contexto, propõem-se o estudo e prognóstico da qualidade do ar no estado do Rio Grande do Sul, com a integração das informações dos inventários de emissões existentes no estado e elaborados no âmbito desse projeto, dados disponíveis de superfície, dados de sensoriamento remoto e modelagem numérica. Essa é a segunda fase de projeto já iniciado em 2013.

Objetivo Geral

O projeto contemplará a integração das informações dos inventários de emissões existentes no estado e elaborados no âmbito desse projeto, dados disponíveis de superfície, dados de sensoriamento remoto e modelagem numérica, objetivando a caracterização regional da qualidade do ar no estado do Rio Grande do Sul.

Os objetivos específicos que atendem à meta proposta podem ser divididos em:

1) Inventário de emissões pelo transporte público para Pelotas e região;

2) Caracterização regional do Material Particulado no estado do Rio Grande do Sul;
2.1) Caracterização da variabilidade temporal e espacial das concentrações na superfície de MP [MPobs] dos sítios experimentais de referência: RMPA (rede de monitoramento da FEPAM) e interior do estado (campanha de monitoramento e dados de estudos anteriores);
2.2) Caracterização da variabilidade temporal e espacial do MP utilizando dados de Profundidade óptica de sensoriamento remoto sobre o estado [AODsat];
2.3) Atualização das emissões de MP inventariadas no estado do Rio Grande do Sul e adequação das propriedades ópticas intensivas do MP às características regionais no sistema de modelagem numérica CCATT-BRAMS;
2.4) Simulação da concentração de MP [MPsim] e da profundidade óptica [AODsim] no estado com o sistema de modelagem numérica CCATT-BRAMS;
2.5) Calibração das emissões do modelo com base nos resultados de comparação entre AODsim e AODsat e posterior validação do modelo [MPsim] com os dados observados de superfície de MPt;

3) Estudo da dispersão de Poluentes em Esteio e demais regiões.

4) Estudo numérico da formação de ozônio em áreas rural e urbana do município de Pelotas.
5) Estudo da confiabilidade dos inventários locais e globais na estimativa da emissão em cidades de médio e grande porte nas regiões sul e sudeste do Brasil.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDERSON SPOHR NEDEL201/02/201701/02/2019
CALEB SCHMITT FARIAS402/02/201902/02/2020
JONAS DA COSTA CARVALHO201/02/201701/02/2019
LUCIJACY PEREIRA JAVARINI401/02/201701/02/2019
ROSE ANE PEREIRA DE FREITAS403/02/202003/02/2021
THAMIRES RAQUEL MARINHO E SILVA2001/08/201931/07/2020
THAMIRES RAQUEL MARINHO E SILVA401/02/201701/02/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 25.000,00

Página gerada em 26/11/2020 06:59:25 (consulta levou 0.072796s)