Nome do Projeto
Distúrbios musculoesqueléticos em policiais rodoviários federais: prevalência e fatores de risco
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
31/05/2019 - 31/05/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Educação Física
Resumo
Introdução: Os distúrbios musculoesqueléticos (DME) são os principais problemas acometidos em trabalhadores e as causas mais frequentes de doenças relacionadas ao trabalho em muitos países, bem como de pagamentos de auxílios-doença e aposentadorias no Brasil. Dentre as profissões, a atividade policial expõe seus trabalhadores a diversos riscos ocupacionais (por exemplo, físicos, ergonômicos e ambientais), que podem aumentar o risco de desenvolver DME. Porém, ainda existem limitados dados sobre os DME e seus fatores associados com a profissão policial. Assim, o objetivo principal deste estudo será determinar as prevalências agudas e crônicas dos DME e suas intensidades, bem como identificar os fatores associados com os DME em policiais rodoviários federais, em atividade, de todo o Brasil. Materiais e Métodos: Será realizado um estudo epidemiológico de base-populacional, observacional, de delineamento transversal, com abordagem descritivo analítica. A população alvo serão os policiais rodoviários federais em efetivo exercício no Departamento de Polícia Rodoviária Federal distribuídos em todo o Brasil. Os dados serão coletados por meio de um questionário on-line auto-administrado que incluirá perguntas sobre condições sociodemográficas, condições de trabalho, uso dos equipamentos de proteção pessoal obrigatórios, prevalência e intensidade dos sintomas musculoesqueléticos. O desfecho do estudo serão os DME, sendo avaliados pela utilização do Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares modificado. Para análise estatística serão utilizadas análises descritivas e de regressão multivariada para documentar a prevalência de dores musculoesqueléticas e os efeitos das variáveis de exposição.

Objetivo Geral

Objetivo geral:

Descrever a prevalência aguda e crônica dos distúrbios musculoesqueléticos (DME), sua intensidade e os fatores associados em policiais rodoviários federais (PRFs) brasileiros.

Objetivos específicos:

- Descrever as características demográficas, socioeconômicas, comportamentais, nutricionais e ocupacionais dos PRFs distribuídos em todo o Brasil;

- Documentar a prevalência dos sintomas musculoesqueléticos de forma aguda (sete dias) e crônica (três meses ou mais) e a sua intensidade nos PRFs distribuídos em diferentes regiões do Brasil;

- Verificar a associação entre os DME e variáveis sociodemográficas (idade, gênero, escolaridade, estado conjugal), ocupacionais (tempo de atividade policial, regime de escala, quantidade, tempo de utilização e distribuição dos EPP e o desconforto gerado pelo uso dos EPP) e comportamentais (hábito de tabagismo, uso de bebida alcoólica, doenças e prática de atividade e exercício físico).

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AIRTON JOSE ROMBALDI131/05/201931/05/2020
EDUARDO FRIO MARINS1031/05/201931/05/2020
Flávio Castagna de Freitas1031/05/201931/05/2020
MARCELO COZZENSA DA SILVA131/05/201931/05/2020

Página gerada em 12/12/2019 04:14:39 (consulta levou 0.101417s)