Nome do Projeto
BIOINDICADORES AMBIENTAIS PARA AVALIAÇÃO DE ÁREAS CONTAMINADAS COM AGROTÓXICOS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2019 - 31/12/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Sanitária
Resumo
O aumento populacional e consequentemente da demanda por alimentos tornou o sistema de cultivo agrícola atual baseado na intensa aplicação de produtos químicos visando a máxima produtividade. Dentre os produtos químicos mais utilizados para controle de pragas, doenças e plantas daninhas destaca-se o herbicida Glifosato. Cerca de 90% dos agrotóxicos aplicados por pulverização não atingem seu alvo e muitos desses produtos demonstram persistência no ambiente e se acumulam ao longo das cadeias alimentares, alcançando concentrações altas e tóxicas. O solo é um compartimento susceptível a este tipo de contaminação e o emprego de métodos rápidos, simples e de baixo custo de detecção e avaliação do grau de toxicidade destas substâncias no ambiente se faz de extrema importância. Assim, o presente projeto de pesquisa tem como objetivo avaliar a toxicidade ambiental do herbicida Glifosato no solo, utilizando como bioindicadores as minhocas da espécie Eisenia andrei e sementes de alface, cebola e pepino. A partir desta pesquisa, espera-se determinar qual o melhor bioindicador ambiental para a avaliação e monitoramento de áreas contaminadas com agrotóxico glifosato.

Objetivo Geral

O presente projeto tem como objetivo geral avaliar a toxicidade de herbicidas em solos utilizando como bioindicadores ambientais.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANA GONCALVES DA SILVA MANETTI201/07/201730/06/2019
Anita Ribas Avancini1219/09/201931/03/2020
CLAUDIA FERNANDA LEMONS E SILVA201/07/201730/06/2019
DANIELA VELLAR HEPP1201/07/201931/12/2021
DARCI ALBERTO GATTO101/07/201730/06/2019
GUILHERME MAIA URCULINO1201/07/201931/12/2021

Página gerada em 22/01/2020 15:38:26 (consulta levou 0.071592s)