Nome do Projeto
QUALIDADE FISIOLÓGICA DE Tachigali myrmecophila QUANTO A TOLERÂNCIA À DESSECAÇÃO E AO COMPORTAMENTO DO ARMAZENAMENTO DE SEMENTES
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/08/2019 - 30/06/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola
Resumo
Levando em consideração que uma das formas para promover a efetiva conservação das sementes de espécies florestais é através do prévio conhecimento do comportamento fisiológico das sementes durante o processo de secagem e armazenamento e que existe grande variação de tolerância a dessecação sendo muitas vezes necessário condições especiais para determinadas espécies, estudos que vise elucidar a classificação fisiológica de sementes florestais são de suma importância. Assim, os objetivos e metas desse trabalho sãoAnalisar a influência dos métodos de secagem na qualidade de sementes de Tachigali myrmecophila e classificar as sementes quanto a tolerância a dessecação e ao comportamento de armazenamento. Verificar se a espécie apresenta dormência secundária durante o processo de dessecação e armazenamento. Analisar o desempenho germinativo e viabilidade das sementes em função do dessecamento e armazenamento. Verificar a correlação entre a qualidade fisiológica, grau de dessecação e tempo de armazenamento. Comparar a eficiência da secagem das sementes entre os métodos trabalhados. Realizar testes de germinação e analisar a primeira contagem, tempo médio de germinação, índice de velocidade de germinação, plântulas normais e anormais, emergência e frequência relativa das sementes recém-colhidas e após 30, 60 e 90 dias após a colheita e ao final do monitoramento comparar o desempenho de qualidade fisiológica nos diferentes intervalos de tempo e eficiência de secagem por meio da estufa e dessecador.

Objetivo Geral

Analisar a influência dos métodos de secagem na qualidade de sementes de Tachigali myrmecophila e classificar as sementes quanto a tolerância a dessecação e ao comportamento de armazenamento.

Verificar se a espécie apresenta dormência secundária durante o processo de dessecação e armazenamento

Analisar o desempenho germinativo e viabilidade das sementes em função do dessecamento e armazenamento

Verificar a correlação entre a qualidade fisiológica, grau de dessecação e tempo de armazenamento
Comparar a eficiência da secagem das sementes entre os métodos trabalhados.

Realizar testes de germinação e analisar a primeira contagem, tempo médio de germinação, índice de velocidade de germinação, plântulas normais e anormais, emergência e frequência relativa das sementes recém-colhidas e após 30, 60 e 90 dias após a colheita e ao final do monitoramento comparar o desempenho de qualidade fisiológica nos diferentes intervalos de tempo e eficiência de secagem por meio da estufa e dessecador.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CRISTINA HAX SAALFELD115/07/201930/06/2021
Deisiane Santos da Cruz115/07/201930/06/2021
Denmora Gomes de Araujo 115/07/201930/06/2021
Denmora Gomes de Araujo 115/07/201930/06/2021
ELSON JUNIOR SOUZA DA SILVA2015/07/201930/06/2021
HENRIQUE LEITZKE PADÃO115/07/201930/06/2021
MIREGE ROBAINA VIVIAM115/07/201930/06/2021
Maria Nayana Rodrigues e Silva115/07/201930/06/2021
Matheus de Miranda Ribeiro Borges115/07/201930/06/2021
ROMÁRIO DE MESQUITA PINHEIRO115/07/201930/06/2021

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPES/PROAPR$ 505,00

Página gerada em 08/12/2019 19:30:12 (consulta levou 0.072965s)