Nome do Projeto
Avaliação comparativa de semeadoras de precisão
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/09/2019 - 02/03/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola - Máquinas e Implementos Agrícolas
Resumo
O Brasil ocupa colocação destacada no ranking dos maiores produtores mundiais de grãos, sendo o segundo maior produtor de soja atrás dos Estados Unidos e o terceiro maior produtor de milho, também atrás dos Estados Unidos e da China (FAOSTAT, 2019). Denardin et al. (2008) conceituam historicamente o SPD, a partir de 1980, como um complexo de processos tecnológicos destinado à exploração agropecuária, considerando: mobilização de solo, apenas na linha ou cova de semeadura; manutenção permanente da cobertura do solo; e diversificação de espécies, via rotação de culturas. Para as culturas de verão, a distribuição de sementes é um fator importante, sendo que as máquinas responsáveis por esta função, são denominadas de semeadoras de precisão. Nestas máquinas, o mecanismo dosador de sementes ganha destaque, pois são responsáveis por individualizar as sementes contidas no reservatório, sem danificá-las e distribuí-las uniformemente, garantindo a precisão do sistema. A pesquisa brasileira tem mostrado que a produtividade final é diretamente afetada pela velocidade de semeadura, pois este fator está associado à distribuição das sementes na linha. A reduzida janela de semeadura em alguns estados do Brasil exige um aproveitamento ao máximo o desempenho operacional das semeadoras, sendo fundamental para aproveitar o potencial das cultivares e a condição climática mais adequada para as plantas. Então, a velocidade de semeadura deve ser a maior possível para não ocasionar atrasos, sem prejudicar a distribuição das sementes na linha de semeadura. A melhor distribuição, é aquela em que as plantas ficam a mesma distância uma da outra, proporcionando menor grau de competição entre as plantas, maior rendimento por planta e consequentemente aumento na produtividade de grãos. Dessa forma, neste projeto busca-se identificar e correlacionar os principais parâmetros operacionais de algumas semeadoras presentes no mercado brasileiro, com as métricas de qualidade de semeadura, para que seja possível conhecer as limitações de operação das máquinas. Especificamente serão comparadas semeadoras da John Deere, CNH e Case operando na semeadura de milho, em três velocidades diferentes de trabalho, avaliando-se o efeito da velocidade de semeadura sobre a qualidade da implantação da lavoura para cada uma das máquinas proporcionando à indústria informações sobre seu produto.

Objetivo Geral

Objetivo geral:
Determinar os principais parâmetros de desempenho dinâmicos da semeadora John Deere 2115 em comparação com semeadoras de outras empresas e de número de linhas similar, operando na semeadura de milho, em três velocidades diferentes de trabalho, avaliando o efeito da velocidade de semeadura sobre a qualidade da implantação da lavoura para cada uma das máquinas proporcionando à indústria informações sobre seu produto.
Objetivos específicos:
• Verificar o desempenho da semeadora no que se refere à qualidade de semeadura e desempenho da linha de semeadura e adubação.
• Verificar autonomia de trabalho das máquinas e demais aspectos relacionados à capacidade de campo operacional das semeadoras.
• Verificar o nível tecnológico das máquinas ensaiadas assim como as suas características ponderais e dimensionais.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANGELO VIEIRA DOS REIS402/09/201902/03/2020
BRUNA REGINA SOUZA ALVES102/09/201902/03/2020
FABRICIO ARDAIS MEDEIROS402/09/201902/03/2020
MAURO FERNANDO FERREIRA202/09/201902/03/2020
NIXON DA ROSA WESTENDORFF102/09/201902/03/2020
ROBERTO LILLES TAVARES MACHADO202/09/201902/03/2020
TIAGO VEGA CUSTODIO102/09/201902/03/2020
WISAN JHONNYS ARCE LEIVAS102/09/201902/03/2020

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
John Deere Brasil LtdaR$ 67.794,38

Página gerada em 19/06/2021 15:47:04 (consulta levou 0.045201s)