Nome do Projeto
Monitoramento da qualidade da água em Portos e Hidrovias utilizando imagens de Drones e satélites.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/10/2019 - 03/01/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Sensoriamento Remoto
Resumo
Este projeto explorará algoritmos de recuperação de última geração aplicados a imagens VANT de alta resolução, melhorando significativamente os desafios metodológicos impostos por esse campo de conhecimento. Esse projeto inicia uma parceria entre a Naval Research Lab (NRL) do EUA que fornecerá o apoio técnico e financeiro, a UFPel, que executará o projeto, e a UFRJ, parceira na execução. O projeto contará com o apoio logístico da Agência da Lagoa Mirim (ALM) para que as metodologias desenvolvidas sejam aplicáveis aos objetivos da ALM no sentido de aperfeiçoar o monitoramento da qualidade da água (https://wp.ufpel.edu.br/alm), e consequentemente, a gestão dos recursos hídricos da Lagoa.

Objetivo Geral

Os veículos aéreos não tripulados (VANTs) fornecem um meio eficiente e econômico de monitorar a qualidade da água costeira, além de responder a pequenos e grandes eventos de perturbação. Avanços recentes no processamento de imagens com o uso de câmeras multiespectrais ou hiperespectrais indicam o uso de VANTs para avaliar fenômenos específicos, como efeitos de movimentos de navios ou re-suspensão causadas por dragagens (Zeng, Richardson, and King 2017).

Este ainda é um campo de conhecimento em desenvolvimento, portanto, mesmo pequenos progressos podem causar avanços significativos na tecnologia de monitoramento de TSS (Sólidos em suspensão Totais) em portos e hidrovias. O estabelecimento de algoritmos, o processamento de imagens e a definição de uma abordagem metodológica são as principais lacunas nesse campo. Principalmente, a discriminação dos processos de sedimentação natural e artificial causados ​​por atividades antrópicas exige metodologias robustas (Kageyama et al. 2016).

Particularmente, o algoritmo de sensoriamento remoto que leva em consideração características específicas de sedimentos, como propriedades ópticas inerentes, pode ser uma vantagem para uma poderosa detecção de sedimentos. Além disso, o sensoriamento remoto de corpos d'água usando imagens VANT de alta resolução exige técnicas de processamento de imagem adequadas, que podem lidar com efeitos como remoção de brilho ou problemas de correção atmosférica.

O principal objetivo é desenvolver uma abordagem metodológica que use imagens de VANT para estimar a qualidade da água nos portos e vias de água do Brasil em pequena escala visando o aperfeiçoamento do monitoramento de qualidade da água já operado pela ALM.

Por fim, este projeto tem como objetivo responder a perguntas específicas em relação à re-suspensão devido a ações de movimento e dragas de navios, além de apoiar a aplicação de imagens de satélite em áreas de lagos.

Espera-se avanços tecnológicos na aplicação da tecnologia VANT para detectar a qualidade da água em uma hidrovia brasileira, a Bacia Hidrográfica da Lagoa Mirim e Canal São Gonçalo (RS, Brasil) e o desenvolvimento de metodologia também aplicável a áreas semelhantes em todo o país.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
EDGAR RAMALHO SANTOS1621/07/202003/01/2022
EDGAR RAMALHO SANTOS2001/08/202031/07/2021
GILBERTO LOGUERCIO COLLARES201/10/201901/10/2021
JANICE FERREIRA DA SILVEIRA401/10/201901/10/2021
JULIANO VASCONCELLOS SINOTTI1621/07/202003/01/2022
JULIANO VASCONCELLOS SINOTTI2001/08/202031/07/2021
LEONARDO CONTREIRA PEREIRA421/07/202003/01/2022

Página gerada em 27/06/2022 17:16:52 (consulta levou 0.041504s)