Nome do Projeto
Seleção de matrizes para produção de mudas florestais com potencial madeireiro
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
04/11/2019 - 28/02/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Tecnologia e Utilização de Produtos Florestais
Resumo
A região sul possui grande potencial de exploração florestal, sendo que, atualmente, grande parte das áreas plantadas se concentram em três gêneros de espécies arbóreas. Porém, a região poderia explorar outras espécies com qualidades tecnológicas superiores, tanto para produção de madeira serrada, quanto para produtos de biomassa florestal. Para tanto, é necessário que se estabeleçam áreas de produção para avaliação de matrizes quanto às suas propriedades tecnológicas da madeira bem como técnicas adequadas de resgate destas para fins de propagação vegetativa. Diante disto, o objetivo geral deste projeto é selecionar material genético superior de espécies florestais, especialmente para fins madeireiros, para compor minijardins clonais para produção de mudas das espécies florestais com potencial de produção no Rio Grande do Sul. Serão iniciados estudos com duas espécies para as quais já existe uma pequena área de plantio na Estação Experimental Agronômica da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (EEA- UFRGS). As espécies que iniciarão o projeto serão: Toona ciliata M. Roem e Mimosa scabrella Benth. Das matrizes nos plantios já instalados, serão avaliadas propriedades tecnológicas, tais como: densidade, ensaio de dureza, ensaio de compressão paralela, Espectroscopia no Infravermelho com Transformada de Fourier (FTIR) e Análise Termogravimétrica (TGA). Serão realizadas coletas sementes para avaliação do potencial germinativo para que as mesmas possam servir de matrizes para coleta de sementes. Após, matrizes superiores fenotipicamente serão abatidas para posterior resgate das mesmas através de brotações. O protocolo de resgate de matrizes através da técnica de estaquia será desenvolvido e otimizado para produção de mudas e posterior formação das minicepas para formação de um minijardim clonal. A formação do minijardim clonal será uma forma de conservação ex situ e também a garantia de manutenção de material para propagação das espécies. Ao final do projeto, espera-se selecionar materiais superiores de ambas as espécies e formação de minijardim clonal que poderá ser a fonte inicial para propagação de material genético superior de espécies com potencial para plantio e produção de produtos florestais madeiráveis na região sul do Brasil.

Objetivo Geral

Selecionar material genético superior de espécies florestais, especialmente para fins madeireiros, para compor minijardins clonais para produção de mudas das espécies florestais com potencial de produção no Rio Grande do Sul.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREY PEREIRA ACOSTA204/11/201928/02/2022
DARCI ALBERTO GATTO104/11/201928/02/2022
DÉBORA DUARTE RIBES204/11/201928/02/2022
FAILI TOMSEN204/11/201928/02/2022
HENRIQUE VAHL RIBEIRO204/11/201928/02/2022
MARIO ANTONIO PINTO DA SILVA JUNIOR204/11/201928/02/2022
MIRELLA MARTINS FERRAO204/11/201928/02/2022
PAULA ZANATTA204/11/201928/02/2022
RICARDO RIPOLL DE MEDEIROS204/11/201928/02/2022
THALES CASTILHOS DE FREITAS204/11/201928/02/2022

Página gerada em 22/01/2020 15:45:00 (consulta levou 0.427716s)