Nome do Projeto
Uso regular de serviços odontológicos ao longo da vida e a saúde bucal de adolescentes participantes da Coorte de Nascimentos
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
11/11/2019 - 31/12/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
O uso regular/preventivo de serviço odontológico tem sido associado com melhora no quadro de saúde bucal. Além disso, visitas regulares permitem aos pais/cuidadores receberem aconselhamento em relação a higiene adequada e aos riscos de uma dieta cariogênica, e com isso resultando numa maior conscientização quanto às causas e à prevenção das doenças bucais. Não existe consenso na literatura sobre o intervalo ideal entre consultas odontológicas, variando de três meses a um ano. A maioria dos estudos sobre uso de serviços odontológico de forma regular/preventiva são transversais não possibilitando identificar como esse comportamento se relaciona na saúde bucal ao longo da vida. Já os estudos de coorte fornecem dados de maior qualidade, sendo o delineamento ideal para investigar hipóteses ao longo do curso da vida. Visitas regulares ao dentista na infância podem levar a utilização dos serviços de saúde bucal na vida idade adulta, oportunizando intervenções preventivas e educação em saúde bucal para as crianças e seus pais/cuidadores. No entanto, muitas disparidades e desigualdades de utilização dos serviços odontológicos são encontrados em países desenvolvidos e em desenvolvimento. Portanto, o objetivo deste estudo é verificar se o uso regular/preventivo de adolescentes, pertencentes a uma coorte de nascimentos, ao longo da vida está associado a melhores indicadores de saúde bucal.

Objetivo Geral

O objetivo deste estudo é verificar a associação entre a trajetória de uso de serviço odontológico regular/preventivo ao longo da vida e a saúde bucal na adolescência em participantes de uma coorte de nascimentos.

Objetivos Específicos

Associar a trajetória de utilização de serviços odontológicos de forma regular/preventiva com diversos indicadores de saúde bucal:
• Média de superfícies de dentes com cárie;
• Média de superfícies de dentes restaurados;
• Média de dentes perdidos;
• Média de sítios com sangramento gengival;
• Média de sítios com placa dental.
Além das médias serão consideradas todas as prevalências dos desfechos acima.
Associar a trajetória de utilização de serviços odontológicos de forma regular/preventiva com diversos indicadores de saúde bucal e utilizar como controle uma série de variáveis demográficas e de comportamento, de higiene bucal e de consumo de açúcar tanto dos adolescentes e como de suas mães.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREIA MORALES CASCAES111/11/201931/12/2020
CLARISSA NACHTIGALL FÔLHA811/11/201931/12/2020

Página gerada em 07/08/2022 22:43:09 (consulta levou 0.040254s)