Nome do Projeto
Literatura Brasileira Contemporânea: fluxos e influxos transtextuais
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2007 - 31/07/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Comparada
Resumo
O estudo crítico dos diversos entrecruzamentos do literário com o social, do texto com o contexto, bem como da literatura com outros códigos estéticos, já adquiriu cidadania na tradição investigativa brasileira do século vinte. Numa linhagem que vai dos primeiros modernistas às contribuições de Candido, Schwarz e Bosi, ou até Perrone-Moisés, o campo dos estudos literários vem sendo ampliado − no que diz respeito à articulação com os preceitos do comparatismo −, pelo emprego das teorias da transtextualidade e da interdisciplinaridade. Se a História não é mais o meio exclusivo para o estudo da literatura, e, ainda, se a época presente não pertence, por definição, à História, e suas expressões literárias, portanto, não podem ser objeto do modelo historiográfico literário, como instrumentalizar a reflexão sobre o atual estado da literatura de ficção contemporânea? Sem fixar datas arbitrárias, é possível reconhecer, em corpus expandido do último quartel do século vinte aos dias atuais, linhas que evidenciariam não a natureza da literatura contemporânea, mas, considerando-a como parte (e não conseqüência) do social, as condições de sua fatura. Nessa direção, metodologia rentável pode ser a aplicação das teorias sobre as relações intertextuais (KRISTEVA, 1969; BARTHES, 1970; GENETTE, 1982). Articular quadro descritivo-analítico da Literatura Brasileira contemporânea, valendo-se dos métodos comparatistas de investigação interdisciplinar, superando a busca de semelhanças e diferenças para formular questionamentos que mobilizem, de forma ampla, o literário, privilegiando os fluxos e os influxos transtextuais de um quadro recortado da atual literatura produzida no Brasil, é o objetivo desta investigação.

Objetivo Geral

1. Analisar corpus expandido da Literatura brasileira contemporânea de ficção do último quartel do século vinte aos dias atuais; 2. Articular quadro descritivo-analítico recortado do conjunto de textos analisados, tendo como parâmetro o corpus determinado para a pesquisa; 3. Dimensionar o conjunto de obras analisadas enquanto constituinte de um corpo que se deixasse ler como o resultado da experimentação de possíveis tendências literárias na contemporaneidade; 4. Qualificar a natureza dos textos analisados – quanto ao conteúdo e à forma −, privilegiando a qualidade dos fluxos e influxos transtextuais que tal produção narrativa teria operado; 5. Estabelecer cânone provisório para a literatura de ficção contemporânea produzida no Brasil, a partir da investigação das condições de sua fatura, considerando-a como parte e não como conseqüência do social.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
20
20
20
20
LUA GILL DA CRUZ2001/07/201031/07/2015
LUA GILL DA CRUZ1201/08/201231/07/2013
PATRICK TEDESCO2001/07/201131/07/2015
RAFAEL DIAS FERREIRA2001/07/200831/07/2015
TIAGO RADATZ KICKHÖFEL2001/08/201331/07/2015
TIAGO RADATZ KICKHÖFEL1201/08/201331/07/2014

Página gerada em 14/12/2018 08:15:14 (consulta levou 0.097446s)