Nome do Projeto
Genotipagem de porta-enxertos de Prunus spp. e transferabilidade de marcadores moleculares associados à resistência a Meloidogyne spp.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2006 - 01/03/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia
Resumo
O Rio Grande do Sul (RS) é o maior produtor nacional de frutas de caroço e o cultivo dessas espécies (pessegueiro, nectarineira e ameixeira) tem grande importância econômica e social, devido serem culturas típicas de pequenas e médias propriedades. Entretanto, a produtividade dos pomares no RS é considerada baixa. A ocorrência de fitonematóides causadores de galhas (Meloidogyne spp.), em áreas aptas para instalação de viveiros e pomares, e o uso de porta-enxertos suscetíveis a esta praga são fatores associados à baixa qualidade das mudas e a produtividade dos pomares. A adequada caracterização dos porta-enxertos e a avaliação da reação destes frente a diferentes populações de Meloidogyne ssp. é fundamental para identificar os melhores genótipos. Em nível molecular já foi identificado um grande número de marcadores associados à resistência a Meloidogyne spp. em Prunus. O uso destas informações permite predizer em quais plantas estará presente a característica deseja, já em estágio de plântula. Marcadores de microssatélites são altamente informativos e possuem alta transferabilidade, permitindo a análise comparativa entre genomas de espécies relacionadas e agilizando significativamente o processo de seleção. Este projeto objetiva verificar a transferabilidade de marcadores de microssatélites e RAPDs associados à resistência a Meloidogyne spp. em Prunus spp., verificar a reação de diferentes porta-enxertos frente a inoculação com Meloidogyne spp., a fim de disponibilizar dados para programas de melhoramento genético de Prunus spp., genótipos adaptados as condições edafoclimáticas da região Sul do Brasil e resistentes a Meloidogyne spp. para viveiristas e produtores de frutas de caroço.

Objetivo Geral

Caracterizar porta-enxertos de Prunus spp., potencialmente importantes para a persicultura brasileira, quanto à resistência a Meloidogyne spp., através de técnicas moleculares e da reação à inoculação. Testar a transferabilidade de marcadores moleculares disponíveis para Prunus spp., ligados à resistência a nematóides. Identificar, nos genótipos analisados, novas marcas moleculares do tipo RAPD e SSR associadas à resistência a Meloidogyne spp., úteis para uso na seleção assistida por marcadores moleculares (MAS).

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
1
1
1
1
1
1
2
3
LUÍSA FANCELLI COELHO1201/08/201331/07/2014
VAGNER SCOUTO DA COSTA1201/02/201431/07/2014
ÂNDERSON DA ROSA FEIJÓ1201/08/201331/01/2014

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00

Página gerada em 14/11/2019 09:35:44 (consulta levou 0.073669s)