Nome do Projeto
AUTONOMIA E INDEPENDÊNCIA DOS IDOSOS APÓS ACIDENTE
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/05/2009 - 02/11/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Obstétrica
Resumo
Os acidentes podem contribuir para o declínio da capacidade funcional nos idosos, interferindo no envelhecimento, de modo a gerar incapacidades significativas que podem influenciar na qualidade de vida. Este estudo multicêntrico tem como objetivo avaliar a qualidade de vida dos idosos que sofreram acidentes, em relação à autonomia e independência, medida através da capacidade funcional, em dois municípios do Sul do país. Trata-se de um estudo de Coorte ambispectivo com pessoas de 60 anos ou mais de idade, de ambos os sexos que residem na região urbana de Pelotas e Rio Grande – RS. A população de referência serão os idosos que procurarem atendimento nos serviços de Urgência e Emergência das referidas cidades, por acidentes de causa externa. Estes serão identificados a partir da Ficha de Atendimento (FA) dos serviços citados. Os idosos serão acompanhados no primeiro mês após a ocorrência do acidente, quando serão aplicadas as escalas de Kartz e Lawton, e um questionário, sendo que os idosos que apresentarem déficits da capacidade funcional serão acompanhados no sexto e décimo segundo mês com a aplicação dos mesmos instrumentos. Para a análise dos dados, será construído um banco de dados no software Epi Info (versão 6.04). Os dados coletados serão digitados sob a forma de dupla entrada para a análise da consistência interna. Os dados serão analisados empregando-se o programa computacional Statistical Package of Sciences (SPSS). Com estes resultados esperamos demonstrar a importância de manter a habilidade da autonomia e independência para a qualidade de vida do idoso. Por este motivo, os acidentes devem ser questões de preocupação de profissionais de saúde, governantes, sociedade, família e do próprio idoso, tendo em vista à preservação da capacidade funcional do idoso.

Objetivo Geral

Objetivo geral
Avaliar o impacto causado pelo acidente na saúde global do idoso no que se refere à morbi-mortalidade, durante o primeiro ano após o evento;

Objetivos específicos
Identificar os acidentes e o tipo de trauma mais comuns entre os idosos.
Caracterizar o perfil demográfico e socioeconômico dos idosos;
Conhecer a prevalência e os determinantes de acidentes em idosos
Avaliar o grau de dependência do idoso utilizando escalas que medem a capacidade funcional durante o primeiro ano após o acidente;
Conhecer as morbidades relatadas pelos idosos e/ou cuidadores no pré e pós evento
Identificar a mortalidade de idosos ocorrida no primeiro ano após acidente

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
2
2
4
5
20
20
LETÍCIA PILOTTO CASAGRANDA1201/08/201231/07/2013

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00

Página gerada em 13/12/2018 11:24:47 (consulta levou 0.086198s)