Nome do Projeto
Determinação da epidemiologia, patologia e importância dos defeitos congênitos e doenças hereditárias observados em ruminantes na região Sul do Rio Grande do Sul
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2009 - 02/03/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Resumo
Animais com defeitos congênitos têm provocado grande curiosidade através dos tempos e o diagnóstico é um desafio na moderna prática veterinária. Individualmente, a maioria dos defeitos ocorre raramente e alguns são tão raros que são observados em poucas oportunidades. Anomalias congênitas têm distribuição mundial e podem causar aborto ou morte neonatal levando a perdas reprodutivas consideráveis. Defeitos congênitos caracterizam-se por anormalidade na estrutura ou função de órgãos ou sistemas ou parte destes estando presentes ao nascimento. Os defeitos congênitos afetam todas as espécies animais e ocorrem em consequência de fatores ambientais, genéticos ou pelas suas interações A ocorrência de defeitos congênitos em bovinos e ovinos está estimada entre 0,2% e 3% e 0,2% e 2%, respectivamente, em todo o mundo e seu conhecimento depende da freqüência com que esses defeitos são estudados e descritos. Somente em condições incomuns, quando um determinado defeito ocorre repetidamente em um mesmo rebanho ou área geográfica torna-se alvo de investigação e por essa razão a maioria desses defeitos não é descrita e poucos são os registros de sua ocorrência. No Brasil a informação sobre ocorrência de defeitos congênitos é escassa a não ser por um ou outro relato de casos individuais, geralmente apresentados em congressos científicos. Na área de influência do LRD algumas enfermidades hereditárias têm sido observadas e descritas em bovinos (hipoplasia linfática na raça Hereford, hipermetria hereditária na raça Shorthorn) e em bubalinos (dermatose mecânico-bolhosa e artrogripose) entretanto, os defeitos congênitos esporádicos ou de causas ambientais têm sido pouco estudados apesar de ocorrerem com relativa frequência. Os objetivos desse projeto são determinar a frequência e descrever os aspectos epidemiológicos e a patologia dos defeitos congênitos observados em ruminantes entre 1978 e 2010 na área de influência do Laboratório Regional de Diagnóstico (LRD) da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), bem como classificar estes defeitos com base no sistema afetado avaliando sua importância econômica e quando possível identificar a suas causas visando medidas de manejo que possam controlar a sua ocorrência.

Objetivo Geral

Os objetivos desse projeto são determinar a frequência e descrever os aspectos epidemiológicos e a patologia dos defeitos congênitos observados em ruminantes entre 1978 e 2010 na área de influência do Laboratório Regional de Diagnóstico (LRD) da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), bem como classificar estes defeitos com base no sistema afetado avaliando sua importância econômica e quando possível identificar a suas causas visando medidas de manejo que possam controlar a sua ocorrência.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
8
10
10
10
12
12
12
20
FABIANE LUÍSA HINNAH1201/08/201231/07/2013

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 3.220,00

Página gerada em 19/12/2018 12:24:19 (consulta levou 0.079404s)