Nome do Projeto
COORTE DE IDOSOS EM CINCO UBS DA CIDADE DE PELOTAS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/12/2009 - 15/12/2013
Unidade de Origem
Resumo
Será realizada uma Coorte dos Idosos dos cinco bairros onde os alunos do PET-Saúde estão inseridos, com objetivo de acompanhar a exposição dos idosos a variáveis sociodemográficas, biológicas, comportamentais, morbidade, utilização de serviços de saúde e relação com autonomia para atividades básicas e instrumentais da vida diária. O delineamento é longitudinal (coorte dinâmica prospectiva). A população alvo indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos, residentes nas áreas das UBS onde o PET-Saúde está inserido. O desfecho estudado é autonomia medida através de Atividades Básicas da Vida Diária (ABVD) e Atividades Instrumentais da Vida Diária (AIVD). Será considerado sem autonomia para as ABVD quando o idoso necessitar algum tipo de ajuda ou incapacidade para a realização de, pelo menos, uma ABVD; e sem autonomia para as AIVD, pela necessidade de algum tipo de ajuda ou incapacidade para a realização de, pelo menos, uma AIVD. A captação dos idosos acontecerá de forma dinâmica durante o estudo a partir da procura espontânea pela UBS; cadastros do HIPERDIA; visitas domiciliares e dos idosos já conhecidos e em acompanhamento domiciliar pelas equipes. O instrumento é um questionário, padronizado, aplicado no domicilio. A digitação será no Epi-Info e a análise dos dados, no programa Stata – versão 9.0. Os entrevistadores serão os alunos do PET-Saúde, das seis equipes das UBS estudadas. Os acompanhamentos acontecerão em paralelo ao ELB a partir do sexto mês de andamento do estudo e repetidos a cada seis meses durante dois anos. A observação desta coorte deverá ser institucionalizada nas UBS, passando a integrar o programa de idosos como ferramenta metodológica de produção do conhecimento, integrando o cuidado de idosos no serviço com a atividade de ensino multiprofissional e interdisciplinar.

Objetivo Geral

OBJETIVO GERAL
• Acompanhar a exposição dos idosos de cinco Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Pelotas, Rio Grande do Sul a um conjunto de variáveis sócio-demográficas, biológicas, comportamentais, morbidade, utilização de serviços de saúde e sua relação com autonomia para atividades básicas e instrumentais da vida diária.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
• Descrever a prevalência de sedentarismo, tabagismo, alcoolismo, obesidade, desnutrição, quedas, fraturas, depressão, hipertensão arterial, diabetes em idosos.
• Descrever a prevalência de problemas odontológicos referidos.
• Identificar a necessidade e o padrão de utilização de serviços de saúde.
• Identificar a associação entre as variáveis de exposição e autonomia dos idosos.
• Identificar a perda de autonomia em intervalos de acompanhamento semestrais.
• Identificar a associação entre as variáveis de exposição e perda de autonomia dos idosos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
2
2
2
2
4
4
6
8
8
8
8
8
8
8

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Recursos própriosR$ 0,00

Página gerada em 11/12/2018 05:51:35 (consulta levou 0.097195s)