Nome do Projeto
AVALIAÇÃO SAZONAL ATMOSFÉRICA DOS NÍVEIS DE OZÔNIO, DIÓXIDO DE NITROGÊNIO E MATERIAL PARTICULADO NA CIDADE DE PELOTAS-RS E ENVOLVIMENTO COM ALTERAÇÕES BIOQUÍMICAS E COMPORTAMENTAIS DE RATOS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2010 - 02/04/2014
Unidade de Origem
Resumo
Vários estudos têm demonstrado a influência de fatores ambientais nas concentrações de poluentes atmosféricos bem como sua dispersão e sua relação com o aumento na mortalidade causada por complicações cardiopulmonárias A presença de partículas finas e ultrafinas nos ambientes urbanos são fatores que contribuem para o aumento de substâncias orgânicas cíclicas que participam de reações de REDOX podendo ser liberadas dentro dos pulmões e na circulação sistêmica. Estas partículas atuam como pro inflamatórias em células alvo como as endoteliais, epiteliais e macrófagos por meio da produção de espécies reativas de oxigênio (EROS) e estresse oxidativo. Dados da literatura têm demonstrado que a exposição aguda ou crônica ao MP gera um aumento de biomarcadores de estresse oxidativo cérebro. Baseado na recente evidência que o sistema nervoso central (SNC) é afetado pela exposição a partículas presentes na atmosfera é importante verificar a possível influência dessa exposição sobre alterações neurocomportamentais. O comportamento alimentar é modulado por estímulos ambientais, mecanismos neuroquímicos hipotalâmicos e interações entre os órgãos periféricos. A exposição ao MP e ao ozônio causam alterações nos níveis de catecolaminas, importantes neurotransmissores, envolvidos na regulação do comportamento alimentar. Atualmente poucos trabalhos relacionam a exposição ao MP com comportamento alimentar em mamíferos. Desta forma é importante estudar os possíveis efeitos da exposição ao MP em relação a este parâmetro

Objetivo Geral

Objetivo Geral: Monitorar, no verão e no inverno, os níveis ambientais ozônio, dióxido de nitrogênio e material particulado na cidade de Pelotas em 4 pontos da cidade, bem como estudar as alterações bioquímicas e comportamentais em ratos expostos ao MP.

Objetivos Específicos:

a) Realizar monitoramento ambiental dos níveis de ozônio, dióxido de nitrogênio e material particulado na cidade de Pelotas;
b) Verificar se a exposição ao MP, a nível ambiental, influencia o consumo de alimento doce e se o mesmo varia sazonalmente (inverno e verão);
c) Verificar se a exposição ao MP, a nível ambiental, causa estresse oxidativo (medido através da determinação da concentração de malondialdeído, catalase, superóxido dismutase e glutationa peroxidase) do SNC nas diferentes estruturas cerebrais: córtex, hipocampo, hipotálamo e estriado e se o mesmo varia sazonalmente;
d) Mensurar os níveis de leptina e NPY nos animais expostos ao MP no verão e no inverno;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
4
4
04
04
04
04
6
08
12

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00
CNPqR$ 0,00

Página gerada em 12/12/2018 13:05:16 (consulta levou 0.086746s)