Nome do Projeto
Saúde e sociedade: investigando os determinantes da atividade física da população idosa de Porto Alegre/RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
21/09/2010 - 20/12/2013
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Educação Física
Resumo
Este projeto destina-se ao estudo do contexto da prática de atividade física da população idosa residente em Porto Alegre/RS. Trata-se de um projeto não-experimental, definido metodologicamente como sendo transversal exploratório, com base populacional para os eventos mais freqüentes na amostra populacional idosa. O estudo aqui proposto tem como objetivo geral prover um melhor entendimento da situação do idoso em termos de atividade física. Considerando que a inatividade é um dos fatores de risco primário para o desenvolvimento de diversas doenças crônico-degenerativas, a identificação do perfil da atividade física do idoso torna-se primordial para que seja possível definir, planejar, elaborar, estruturar e implantar propostas de intervenção visando à promoção de hábitos saudáveis, manutenção da atividade física e adoção de estilos de vida ativos. Além dos aspectos e argumentos sociais e científicos acima descritos, esta proposta visa também à consolidação acadêmica do Grupo de Pesquisa e Estudos Sociológicos em Educação Física e Esporte (GPES), da Escola Superior de Educação Física (ESEF) da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

Objetivo Geral

GERAL

Em consonância com a necessidade de compreensão dos interesses, valores, necessidades e objetivos da população idosa de Porto Alegre/RS, este projeto de pesquisa tem como objetivo geral prover um melhor entendimento da situação do idoso em termos de atividade física.

ESPECÍFICOS

1. Determinar o perfil da atividade física do idoso;
2. Determinar o perfil do idoso praticante e do não praticante de atividade física;
3. Evidenciar a prescrição e a orientação profissional dos programas desenvolvidos;
4. Determinar os objetivos das práticas desenvolvidas;
5. Determinar o histórico esportivo e/ou envolvimento atlético do idoso e sua relação com a prática desenvolvida ou não na atualidade;
6. Evidenciar o conhecimento referente às práticas/atividades voltadas ao lazer do idoso;
7. Debater a importância do desenvolvimento e manutenção de hábitos saudáveis para a prática efetiva de atividade física;
8. Verificar a atuação de profissionais diretamente envolvidos na prescrição de programas de AFR para o idoso.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
1
4
4
4
4

Página gerada em 17/12/2018 03:09:47 (consulta levou 0.067790s)