Nome do Projeto
SILICATO DE ALUMÍNIO NA QUALIDADE FISIOLÓGICA E SANITÁRIA DE SEMENTES E COMPONENTES DO RENDIMENTO DE ARROZ, ALGODÃO, SOJA E TRIGO
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/04/2011 - 01/04/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Produção e Beneficiamento de Sementes
Resumo
O uso de sementes de qualidade é fundamental para a agricultura. Estratégias alternativas de manejo e controle de doenças e a utilização de novos insumos no manejo nutricional do solo têm despertado bastante interesse de agricultores e pesquisadores, principalmente pelo potencial de uso comercial e baixo impacto ambiental. A tecnologia baseada no uso do silicato de alumínio é limpa e sustentável, com enorme potencial para diminuir o uso de agroquímicos e aumentar a produtividade por meio de uma nutrição mais equilibrada e, fisiologicamente, mais eficiente. O estado nutricional da planta interfere no rendimento, germinação e vigor das sementes. A adubação com silício proporciona a deposição de sílica amorfa em paredes celulares, aumentando a sua rigidez e elasticidade. Plantas que acumulam altas quantidades de silício apresentam maior crescimento e resistência às doenças. Diante desse quadro, o presente trabalho será realizado com os objetivos de: a) Avaliar os efeitos do silicato de alumínio , como fonte de silício na nutrição mineral e desenvolvimento de plantas; b) Definir a dose de silicato de alumínio que apresente máxima eficiência econômica; c) determinar os intervalos de aplicação desse nutriente; d) Testar os diferentes métodos de aplicação; e) Estudar os efeitos do silicato de alumínio, na sanidade de plantas; f) Associar os efeitos desse, na qualidade da semente. Para tanto, serão instalados campos experimentais de sementes em três regiões fisiográficas do Rio Grande do Sul, nos municípios de São Borja e Pelotas. As espécies avaliadas serão: Arroz (Oryza sativa L.), Algodão (Gossypium hirsutum L.), Soja (Glycine max L.) e Trigo (Triticum aestivum L.), As características físicas, fisiológicas e sanitárias das sementes oriundas dessas plantas tratadas com Silicato de alumínio serão analisadas no Laboratório Didático de Sementes da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel da Universidade Federal de Pelotas.

Objetivo Geral

 Avaliar os efeitos do silicato de alumínio como fonte de silício na nutrição mineral e desenvolvimento de plantas;
 Definir a dose de silicato de alumínio que apresente máxima eficiência econômica;
 Testar os diferentes métodos de aplicação do silicato de alumínio e determinar os intervalos de aplicação;
 Avaliar os atributos da qualidade de sementes produzidas com adição de silício, em relação à germinação e vigor;
 Estudar os efeitos do silicato de alumínio na sanidade de plantas, e;
 Avaliar o efeito da aplicação de silicato de alumínio na expressão de enzimas;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
2
2
2
2
2
2
2

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 0,00
CNPqR$ 0,00

Página gerada em 19/12/2018 12:31:15 (consulta levou 0.085837s)