Nome do Projeto
ETIQUETAGEM VOLUNTÁRIA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA REGIÃO SUL: ANÁLISE DA SITUAÇÃO ATUAL E PROPOSTA DE DIVULGAÇÃO PARA A COMUNIDADE PROFISSIONAL
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/05/2011 - 01/05/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo
Resumo
O foco do trabalho pode ser caracterizado, inicialmente, como a análise tipológica de edifícios comerciais, públicos e de serviços, e posteriormente, de eficiência energética, com base nas simulações computacionais de desempenho, como também da aplicação da regulamentação de etiquetagem voluntária nas tipologias observadas no sul do Brasil (Zona Bioclimática 2). Ou seja, analisam-se as tipologias comerciais, públicas e de serviços na zona central da cidade de Pelotas, RS, com base na metodologia de Waisman (1972), definem-se os edifícios emblemáticos a serem analisados e etiquetados. Posteriormente, simula-se o desempenho térmico das edificações escolhidas, utilizando-se o software DesignBuilder, e verificando-se as possibilidades de melhora do desempenho térmico com base em intervenções arquitetônicas. A pesquisa prevê também a otimização do processo de etiquetagem com base no desenvolvimento e publicação de planilhas eletrônicas de análise, as quais deverão pertencer à publicação técnica a ser desenvolvida, e apresentada mais a frente.

Objetivo Geral

Objetivo geral
- Identificar o padrão de eficiência energética das tipologias comerciais, públicas e de serviços, de cidades localizadas no RS, com base na análise tipológica e eleição de edifícios emblemáticos para a observação, com o intuito de gerar um repertório para proporcionar a instrumentalização da comunidade profissional local da região sul. Considera-se também como objetivo geral do trabalho a divulgação da Regulamentação de Etiquetagem Voluntária para Edifícios Comerciais, Públicos e de Serviços com base na utilização de ferramentas de otimização durante a fase de desenvolvimento do projeto arquitetônico, as quais configuram planilhas eletrônicas a serem publicadas. E este diferencial será um importante instrumento de divulgação da nova regulamentação. A proposta é baseada no sistema pragmático alemão de tratar a problemática da normatização de eficiência energética EnEV 2007. As planilhas otimizadas pelas universidades e publicações alemãs permitem que o tema eficiência energética não seja tratado apenas por especialistas, mas também pela comunidade que trabalha aspectos de eficiência durante as fases iniciais de desenvolvimento dos projetos.
Objetivos Específicos
Como objetivos específicos a pesquisa a ser desenvolvida apresenta as seguintes intenções:
- divulgar a Regulamentação de Etiquetagem Voluntária para Edifícios Comerciais, Públicos e de Serviços no âmbito do RS, com base na realização de seminários, como também no âmbito nacional a partir da publicação de livro técnico.
- analisar e classificar as tipologias públicas, comerciais e de serviços mais recorrentes, considerando a inserção temporal-espacial, presentes na zona central da cidade de Pelotas, RS, elencando um grupo de edifícios emblemáticos a serem definidos como amostra de análise;
- analisar a eficiência energética das tipologias comerciais, públicas e de serviços com base na Regulamentação de Etiquetagem Voluntária;
- confeccionar arquivo climático TRY para a cidade de Pelotas, RS, utilizando o software alemão Meteonorm;
- analisar o desempenho térmico das tipologias analisadas nas cidades de Passo Fundo e Pelotas, RS, com base em simulações computacionais com o software inglês DesignBuilder;
- promover a integração do grupo de pesquisa com os profissionais do sul do RS e participantes do processo, com base na confecção de seminários de integração, pelo menos um por semestre com as seguintes entidades (Associação de Engenheiros e Arquitetos e Sindicato da Construção Civil);
- confeccionar planilhas otimizadas no Excel para possibilitar que os arquitetos e engenheiros projetistas possam realizar a análise das variáveis iluminação, ar condicionado, envoltória como também a etiqueta geral da edificação, possibilitando o uso das ferramentas, ainda, em fase de projeto.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
4
4
4
4
4
4
4
4
4

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 33.731,77

Página gerada em 14/12/2018 08:31:29 (consulta levou 0.096313s)