Nome do Projeto
MONITORAMENTO DE RISCO NO AGRONEGÓCIO PELO DESENVOLVIMENTO DE UM SISTEMA OPERACIONAL PARA MONITORAR A FRAÇÃO DA UMIDADE DISPONÍVEL A CULTURAS A PARTIR DE DADOS DE SATELITE
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/05/2011 - 15/05/2016
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Sensoriamento Remoto
Resumo
Assumindo-se que uma substancial parcela do risco no agronegócio pode ser mapeada com base no monitoramento da Umidade disponível (Ud) à cultura em fases específicas do ciclo agrícola, como primeiro objetivo propõe-se o desenvolvimento de uma metodologia para gerar o Índice de Diferença de Temperatura Normalizado (IDTN) pela integração de dados de dados de SR (em múltiplas escalas) e variáveis meteorológicas. O índice deve descrever uma relação de resposta em que a variação da temperatura da superfície (obtida por SR termal) entre dois limites de temperatura (limites inferior e superior - obtidos pela inversão de um modelo de balanço de energia alimentado por variáveis meteorológicas medidas na posição de estações de superfície) é utilizada para estimar a resistência (rs, em s m-1) do fluxo de calor latente como função da Ud da superfície. Para o monitoramento de Ud por meio do NDTI, medições simultâneas da radiação refletida e emitida da superfície são obtidas por Sensoriamento (SR) no mesmo instante em que variáveis meteorológicas estão sendo medidas nas posições de estações contidas na área imageada. Do espectro refletido serão obtidas covariáveis espaciais para interpolação espacial do índice (e.g., fração de vegetacão), enquanto o espectro emitido será utilizado para obtenção da temperatura da superfície (sensoriamento remoto termal). Entre muitas aplicações que a metodologia pode ter, destaca-se a modelagem hidrológica, e a gestão de risco agrícola como ferramenta para estimar perda de rendimento de culturas agrícolas e detecção de sinistro. Para a utilização prática do IDTN como ferramenta para monitorar risco no agronegócio, propõe-se o segundo objetivo que consistirá no desenvolvimento de um sistema operacional de monitoramento da superfície para perda de rendimento. Para isso, as variações espaço-temporais do IDTN serão introduzidas e analisadas em um Sistema de Informação Geográfica para desagregação espacial do risco e monitoramento do rendimento de culturas agrícolas.

Objetivo Geral

Como primeiro objetivo propõe-se o desenvolvimento de uma metodologia para gerar o Índice de Diferença de Temperatura Normalizado (IDTN) pela integração de dados de sensoriamento remoto (em múltiplas escalas) e variáveis meteorológicas. O índice deve descrever uma relação de resposta em que a variação da temperatura da superfície (obtida por sensoriamento remoto termal) entre dois limites de temperatura (limites inferior e superior - obtidos pela inversão de um modelo de balanço de energia alimentado (MRBE) por variáveis meteorológicas medidas na posição de estações de superfície) é utilizada para estimar a resistência (rs, em s m-1) do fluxo de calor latente como função da Ud da superfície.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
2
6
6
6
6

Página gerada em 25/02/2020 18:27:07 (consulta levou 0.106528s)