Nome do Projeto
Associação entre defeitos de esmalte e cárie dentária entre escolares de Pelotas, RS, Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2010 - 01/03/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Resumo
A cárie dentária é considerada um problema de Saúde Pública na área de Saúde Bucal, acometendo aproximadamente 90% dos indivíduos de todas as idades, embora se tenha percebido que nas últimas décadas, houve uma melhora efetiva nos quadros de saúde bucal, refletindo-se na diminuição da prevalência do desfecho tanto em países desenvolvidos quanto no Brasil. Entretanto, a doença apresenta etiologia multifatorial, é cumulativa, causa impacto negativo na qualidade de vida das crianças e suas famílias, e ainda é comum, principalmente em populações de maior vulnerabilidade social, fenômeno conhecido como polarização. Entre os fatores associados ao desfecho, destacam-se os defeitos de desenvolvimento não fluoróticos (DDE), no entanto, a literatura apresenta contradições em relação à associação entre DDE e a presença de cárie dentária. Sabe-se que os primeiros anos de vida são importantes para o crescimento e desenvolvimento da criança, por isso, sugere-se que o processo de formação dentária seja equivalente ao registro biológico de saúde e de doença do indivíduo, sendo que tal idéia tem sido testada através de estudos antropológicos, clínicos e epidemiológicos. A literatura tem demonstrado que os DDEs apresentam igualmente etiologia multifatorial, destacando-se, a influência da condição de saúde materna (morbidades), aspectos relativos à criança (neo e pós-natais), fatores genéticos e ambientais. Na literatura internacional e brasileira, há escassos estudos enfocando a associação entre DDE e cárie dentária. As prevalências desses defeitos e da cárie são variáveis e os fatores etiológicos associados a ambos apresentam-se contraditórios. No Brasil, há apenas um estudo com amostra populacional e representativa na dentição permanente que avaliou somente características biológicas e demográficas associados à DDE e sua associação com cárie dentária. O conhecimento dos DDE apresenta implicações clínicas e epidemiológicas, uma vez que a avaliação dos DDE como principal fator expositor para a presença da cárie dentária é importante para que se compreenda a etiopatogenia dessa condição (DDE), bem como uma avaliação mais completa do processo cárie dentária seria útil para pesquisa, política e alocação de serviços de saúde e recursos para melhorar a saúde bucal infantil, principalmente dentre àqueles de maior vulnerabilidade social

Objetivo Geral

Objetivo Geral

- Estimar a prevalência de cárie dentária e defeitos de esmalte não fluoróticos em escolares de 8 a 12 anos de idade da cidade de Pelotas, RS, Brasil e sua associação com alguns fatores de predisposição (demográficos, socioeconômicos e materno-infantis).

Objetivos específicos

- Estimar a prevalência de cárie e DDE em escolares de 8 a 12 anos de idade da cidade de Pelotas, RS, Brasil.

- Avaliar a associação entre CÁRIE e os seguintes fatores:

-Demográficos (Sexo, idade, cor da pele observada);

-Condições socioeconômicas (renda familiar, escolaridade materna e ocupação materna);

- Presença de DDE.

- Avaliar a associação entre DDE e os seguintes fatores:

-Demográficos (Sexo, idade, cor da pele observada);

-Condições socioeconômicas (renda familiar, escolaridade materna e ocupação materna);

-Condições maternas durante a gestação (pré-natais);

-Condições relativas às crianças nos primeiros três anos de vida (neo e pós-natais, experiência prévia de trauma dentário);

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
04
12
FABIANA VARGAS FERREIRA801/03/201001/03/2014

Página gerada em 14/12/2018 12:59:57 (consulta levou 0.078862s)