Nome do Projeto
NIETZSCHE E A TAREFA DE TRANSVALORAÇÃO: Agosto de 1888 – Janeiro de 1889.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
13/03/2012 - 14/03/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - Filosofia - Ética
Resumo
No final de agosto de 1888 Nietzsche abandona o projeto de construir uma obra nomeada como “A vontade de potência” para dedicar-se à tarefa que estaria no núcleo de seu pensamento: a transvaloração de todos os valores. Visando primeiramente a destruição de todos os valores até então estabelecidos, a tarefa é desdobrada em três livros críticos e arrematada por um quarto volume no qual estaria concentrada a nova “medida de valor” para todos os valores (medida esta que serviria para o recomeço do próprio pensamento filosófico). Quatro, então, seriam os livros a serem executados: “O anticristo – tentativa de uma crítica do cristianismo”, “O espírito livre – crítica da filosofia como movimento niilista”, “O imoralista – crítica da mais fatal espécie de ignorância, a moral” e “Dioniso: filosofia do eterno retorno”. O presente projeto de pesquisa, que parte das conclusões de nosso trabalho de doutorado intitulado “Nietzsche: do eterno retorno do mesmo à transvaloração de todos os valores”, busca rearticular os dois movimentos que estariam no núcleo da tarefa, ou seja, mostrar que a destruição dos valores é conduzida não por um pensamento niilista mas por uma filosofia afirmativa, marcada pelo amor fati.

Objetivo Geral

Aprofundar a investigação do período derradeiro da obra de Nietzsche, compreendido entre agosto de 1888 e os primeiros dias de janeiro de 1889, levando em consideração os livros publicados pelo filósofo, aqueles preparados para publicação, os fragmentos póstumos e a correspondência. Valendo-nos do método genético-estrutural, o foco da pesquisa buscará pensar porque as três críticas aos valores são desferidas contra a religião, a filosofia e a moral, bem como de onde parte e porque é necessária esta crítica destrutiva para que seja estabelecido o novo ponto de partida para todos os valores, algo que significaria um novo recomeço do universo axiológico mas também do próprio pensamento filosófico.

Compreender porque Nietzsche elege o livro “O anticristo” como a totalidade da transvaloração de todos os valores, bem como o motivo que o leva a elaborar a obra “Ditirambos de Dioniso”. Para tanto serão analisada a obra Ecce home e O caso Wagner, bem como os póstumos e a correspondência do filósofo, referentes ao segundo semestre de 1888 e os primeiros dias de janeiro de 1889.

Analisar a crítica da filosofia, da religião e da moral e aprofundar as reflexões sobre a crítica da cultura e a ação política do pensamento de Nietzsche, que estaria articulada, de algum modo, com o seu projeto de transvaloração de todos os valores, sobretudo na noção de Grande Política.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
4
4
4
4

Página gerada em 19/12/2018 11:51:42 (consulta levou 0.070616s)