Nome do Projeto
Da Certeza: a possibilidade de um ‘terceiro’ Wittgenstein e as implicações filosóficas daí decorrentes às observações do autor sobre seguir regras
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
16/09/2012 - 17/09/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - Filosofia - Epistemologia
Resumo
A pesquisa pretende investigar a plausibilidade da tese de um terceiro Wittgenstein, fundamentalmente analisando as observações deste autor no Da Certeza. Pretende-se verificar se, naquela obra, Wittgenstein pode estar sustentando um Pragmatismo Lógico, como sustenta Danielle Moyal-Sharrock, e que repercussões essa tomada de posição pode vir a contribuir sobre o tópico 'seguir regras', discussão polêmica relativa à segunda fase do pensamento de Wittgenstein.

Objetivo Geral

Objetivos:


Geral:

- Realizar uma investigação sobre as características específicas da obra Da Certeza em comparação com alguns escritos anteriores de L. Wittgenstein, principalmente as Investigações Filosóficas, identificando, no Da Certeza, aspectos que evidenciem a maturidade do pensamento do autor em relação à anterior;

Específicos:

- Investigar o artigo "Wittgenstein on Rules and Meaning", de Asa Wikforss e Katrin Grüer, no qual as autoras sustentam que muitas interpretações do chamado ‘segundo’ Wittgenstein no que se refere ao tema ‘seguir regras’ estão equivocadas e, ao invés de sustentar a proposição de que a linguagem seria uma atividade guiada por regras, Wittgenstein estaria rejeitando essa posição;

- Apontar algumas dificuldades da posição (antinaturalista) das autoras acima referidas, mostrando que as críticas por elas levantadas contrariam observações de Wittgenstein contidas no Da Certeza, e, por hipótese aqui neste projeto, enfraquecendo a assunção de que propriamente Wittgenstein estaria rejeitando que a linguagem seria uma atividade guiada por regras, estando, o que pretendemos investigar com profundidade, recolocando a discussão sobre seguir regras com base no pano de fundo de nossas crenças básicas - fulcrais;

- Caracterizar o que Wittgenstein compreende por certeza objetiva, crenças e conhecimento, conceitos destacados na obra Da Certeza;

- Investigar a natureza das crenças fulcrais, e, indiretamente, a não-proposicionalidade de algumas proposições;

- Investigar os tipos e as origens das crenças fulcrais, destacando seu papel no funcionamento dos jogos de linguagem;

- Desenvolver a perspectiva de que a certeza – forjada nas crenças fulcrais – favorece a interpretação de que certas crenças se constituem, ao contrário do que sustenta a tradição, atitudes não-proposicionais;

- Investigar, com o cenário do Da Certeza exposto, qual a posição tardia de Wittgenstein sobre regras gramaticais (profundas);

- Investigar a possibilidade de um ‘terceiro’ Wittgenstein, constituindo um ‘Pragmatismo Lógico’, como proposto por D. Moyal-Sharrock;

- Perceber os impactos da pesquisa não apenas à epistemologia e à filosofia da linguagem, mas, também, à filosofia moral.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
MATHEUS DE LIMA RUI1201/08/201431/07/2015
MATHEUS DE LIMA RUI1201/08/201331/07/2014

Página gerada em 17/12/2018 18:30:55 (consulta levou 0.073027s)