Nome do Projeto
Sociologia e história em Henri Lefebvre
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/08/2012 - 03/08/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - Sociologia
Resumo
Esta pesquisa pretende situar histórica e intelectualmente o pensamento de Henri Lefebvre, este autor faz uma leitura crítica de Marx, recuperando o método dialético e propondo uma teoria dos resíduos, e principalmente estabelecendo uma relação entre sociologia e história. Segundo Lefebvre o processo de humanização está bloqueado pelo poder que domina na superfície, por isso, é necessário dar sentido ao residual, descobrir as possibilidades nele contidas. Todos os sistemas de poder (a religião, a filosofia, o político, a estrutura, etc) produzem resíduos que lhes resistem e escapam – disse Lefebvre (1967, p 68-69). É a partir destes resíduos que Lefebvre enxerga a possibilidade de resistência. O estruturalismo, considerado um sistema, deixa em evidência um resíduo: o tempo, a história, o movimento dialético. Porém, “a diversidade dos resíduos e seu caráter residual só tem sentido nos e pelos sistemas que tentam absorve-los” (Lefebvre, 1967, p. 374). O método dos resíduos consiste em detectá-los, mostrar neles a essência, reuní-los e totalizá-los. “Cada resíduo é um irredutível a apreender novamente” (Lefebvre, 1967, p. 375, 376). Assim também, na perspectiva lefebvreana o cotidiano e o lúdico são resíduos do sistema filosófico, o irracional é um resíduo do racional e a racionalidade; o indizível e o não dito são resíduos da linguagem e do discurso, etc. A teoria e o método dos resíduos são chaves para compreender a concepção da história de Lefebvre e a relação que ele estabelece entre sociologia e história, um método que influencia certa vertente da sociologia brasileira. A pesquisa busca explorar criticamente o projeto intelectual lefebvreano, considerando este, ao mesmo tempo, ruptura e crítica, mas também prolongamento do pensamento de Marx a partir das mudanças acontecidas nos últimos cem anos. Porém a pesquisa dará atenção para a análise crítica das relações entre sociologia e história na obra de Lefebvre estabelecendo uma comparação com os usos da história nos clássicos da sociologia, principalmente em Marx e Weber, e em alguns autores contemporâneos como William Sewell Jr, George Steinmetz e Roger Chartier.

Objetivo Geral

Objetivo Geral: analisar as relações entre sociologia e história na obra de Lefebvre estabelecendo uma comparação com os usos da história nos clássicos da sociologia, principalmente em Marx e Weber, e em alguns autores contemporâneos como William Sewell Jr, George Steinmetz e Roger Chartier.


Objetivos específicos:
a) Analisar a relação entre sociologia e história na obra de Lefebvre em comparação a Marx, Weber e alguns autores contemporâneos
b) Analisar a influência do pensamento lefebvreano nas ciências sociais brasileiras;
c) Reconstruir criticamente o projeto intelectual de Henri Lefebvre destacando seus temas e conceitos, ideias e perspectivas, rupturas e contradições com a obra de Marx
d) Situar histórica e intelectualmente o pensamento lefebvreano no debate com os “marxistas” e o “marxismo”

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final

Página gerada em 13/12/2018 11:23:03 (consulta levou 0.072842s)