Nome do Projeto
Dor lombar em fumicultores do município de São Lourenço do Sul, RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/03/2011 - 01/03/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Resumo
A importância econômica da fumicultura para o município de São Lourenço do Sul, assim como para o estado e a União é evidenciada pelo aumento da produtividade e da arrecadação de impostos advindos, sobretudo, da crescente exportação do tabaco brasileiro. Tal conjuntura tem ampliado o número de unidades agrícolas familiares que passam a cultivar o tabaco e a tê-lo como a principal, senão a única fonte de renda. São quase 224 mil famílias distribuídas em mais de 700 municípios dos três estados da região sul, o que gera mais de 1 milhão de empregos diretamente ligados ao tabaco (Vencato et al., 2011).Apesar do seu desempenho econômico e importância para a agricultura familiar da região sul, a fumicultura é descrita como uma atividade que envolve diversos riscos à saúde dos agricultores. Na revisão de literatura, foram encontrados poucos estudos sobre as condições de saúde dos fumicultores. Embora algumas atividades envolvidas na produção do fumo ofereçam risco à coluna lombar (Heemann, 2009), relatos de estudos sobre a prevalência de dor lombar e seus fatores associados neste grupo de trabalhadores são inexistentes.A grande variabilidade nas prevalências de dor lombar entre os estudos realizados com agricultores indica que é importante conhecer a realidade dos trabalhadores de diferentes tipos de cultivo. Além disso, sugere a necessidade de utilização de metodologias precisas avaliando diferentes períodos de recordatório de dor e utilizando estratégias que permitam definição clara da região anatômica afetada de modo a facilitar a comparabilidade dos achados.As informações provenientes deste estudo podem ser úteis aos serviços de saúde de São Lourenço do Sul, uma vez que a amostra obtida é representativa dos fumicultores do município. A descrição do processo de trabalho, das características da amostra, bem como da dor lombar e de alguns de seus impactos a essa população podem ser ferramentas importantes no planejamento das ações da atenção básica. Os profissionais poderão adotar/adequar condutas de prevenção e tratamento da dor lombar, tendo em vista o perfil ocupacional de sua clientela. Os achados têm também validade externa, uma vez que as características do processo produtivo, da contratualização, e das estruturas familiar e de propriedade são semelhantes para as diferentes regiões produtoras de fumo. Assim, o estudo poderá contribuir para a definição de estratégias que minimizem os riscos à coluna lombar, em especial nas etapas consideradas de maior risco para esta articulação desencadeando melhorias das condições de trabalho dos fumicultores.

Objetivo Geral

Objetivos Gerais
Determinar a prevalência e os fatores associados à dor lombar em fumicultores de São Lourenço do Sul; Determinar a prevalência e os fatores associados à dor lombar crônica. Verificar se há diferenças entre os fatores associados à dor lombar no último mês e a dor lombar crônica. Descrever as principais limitações ao trabalho no último ano ocasionadas pela dor lombar.
6.2 Objetivos Específicos
Dor lombar Determinar a prevalência de dor lombar de acordo com os seguintes períodos: no último ano, no último mês, e no último dia. Avaliar a intensidade da dor lombar referida no último mês de acordo com a escala visual analógica de dor; Verificar a associação da dor lombar no último mês com:
o Variáveis demográficas: sexo e idade;
o Variáveis socioeconômicas: escolaridade, indicador de renda familiar, nível de mecanização da propriedade;
o Variáveis comportamentais: tabagismo e consumo de álcool;
o Atividades: subir em andaimes; trabalhar na semeadura, fazer camalhões; transplantar as mudas; cortar árvores; trabalhar na semeadura e no desbrote; colher o baixeiro; carregar as folhas de fumo; controlar a temperatura da estufa à noite; classificar o fumo; fazer manocas; enfardar;
o Jornada de trabalho agrícola e doméstico nos períodos da safra e fora da safra;
o Cargas de trabalho: carregamento de peso, peso médio que costuma carregar, fazer muita força; trabalhar curvado; trabalhar em outras posições forçadas; trabalhar sentado no chão; entrar na estufa quente; trabalhar exposto à fumaça; trabalhar exposto à poeira de agrotóxicos e gases tóxicos; idade de início da aplicação dos agrotóxicos; número de dias de trabalho com agrotóxicos no último mês;
43
o Co-Morbidades: transtornos psiquiátricos menores, sintomas respiratórios crônicos; sintomas da doença do tabaco verde no último mês.
Dor lombar crônica Determinar a prevalência de dor lombar crônica; Verificar a associação de dor lombar crônica com:
o Variáveis demográficas: sexo e idade;
o Variáveis socioeconômicas: escolaridade, indicador de renda familiar, nível de mecanização da propriedade;
o Variáveis comportamentais: tabagismo e consumo de álcool;
o Atividades: subir em andaimes; trabalhar na semeadura, e feitura de camalhões; cortar árvores; trabalhar no desbrote; carregar as folhas de fumo; controlar a temperatura da estufa à noite; classificar o fumo; enfardar;
o Jornada de trabalho agrícola, e doméstica nos períodos da safra e fora da safra;
o Cargas de trabalho: fazer força, trabalhar curvado, trabalhar em posições forçadas, trabalhar sentado no chão, entrar na estufa quente; Idade de início da aplicação dos agrotóxicos; trabalho exposto à fumaça e à poeira de agrotóxicos; número de dias de trabalho com agrotóxicos no último mês;
o Co-morbidades: transtornos psiquiátricos menores e sintomas da doença do tabaco verde no último mês.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
04
12
RODRIGO DALKE MEUCCI1201/03/201101/03/2014

Página gerada em 09/12/2018 18:14:14 (consulta levou 0.079631s)