Nome do Projeto
Estudo da produção de anticorpos em éguas tratadas com doses repetidas de gonadotrofina coriônica humana (hCG)
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/04/2013 - 02/04/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica Veterinária
Resumo
A indução da ovulação é um passo fundamental na gestão em um programa de inseminação artificial e transferência de embriões, permitindo otimizar a utilização do garanhão, reduzindo o número de inseminações e de coberturas por estro, reduzindo os gastos com o transporte de sêmen refrigerado e otimizando tanto as doses de sêmen congelado, bem como o garanhão.Embora a dose convencional de hCG usada para promover a ovulação em éguas seja de 1500 a 3000 UI, existem estudos comparando a eficácia de diferentes doses, especialmente baixas doses. Durante a época de reprodução, o hCG é muitas vezes utilizado na mesma égua em mais de um ciclo estral, trabalhos relataram que repetidas aplicações estimulariam a formação de anticorpos, podendo reduzir a eficácia do hCG. Com base no exposto o presente projeto tem como objetivos: Avaliar a resposta ovulatória das éguas por até 48h;Avaliar a utilização de duas doses: 1.000 e 2.000 UI de hCG;Realizar a dosagem de anticorpos contra hCG, sequencialmente, após cada administração de hCG ;Avaliar o perfil hormonal LH, P4, E2, prolactina e cortisol após a utilização das diferentes doses de hCG. Com resultados obtidos pretendemos minimizar as perdas econômicas nos rebanhos equinos, assim como gerar esclarecimentos com impactos práticos na reprodução assistida equina.

Objetivo Geral

O objetivo deste estudo é identificar o efeito da utilização do hCG na presença ou ausência de anticorpos contra hCG na resposta ovulatória em éguas tratadas com este hormônio.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
02
02
02
04
04
04
04
04
12
12
12
12
12
LETÍCIA DA SILVA SOUZA1201/08/201331/07/2014

Página gerada em 15/12/2018 09:35:20 (consulta levou 0.073173s)