Nome do Projeto
QUALIDADE FISIOLÓGICA, SANIDADE, EXPRESSÃO ENZIMÁTICA E QUANTIFICAÇÃO DE SILÍCIO APLICADO VIA SEMENTES EM ARROZ IRRIGADO
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/04/2013 - 01/04/2016
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Produção e Beneficiamento de Sementes
Resumo
O uso de nutrientes minerais e sementes de boa qualidade constituem prática expressiva para o aumento de produtividade. Logo, o uso de tecnologias para o aumento da produtividade, a nutrição das plantas, especialmente a utilização de elementos benéficos como o silício, através do tratamento de sementes, aplicação foliar ou via solo, vem contribuindo para a sustentabilidade do atual sistema de produção de arroz. O objetivo do presente projeto é avaliar o desempenho e as diferentes formas e fontes de aplicação de silício, relacionando seus efeitos na expressão da qualidade fisiológica, quantificação, aspectos sanitários, rendimento e atividade enzimática em sementes de arroz irrigado. O trabalho será conduzido no Laboratório Didático de Análise de Sementes LDAS e em casa de vegetação, na Faculdade de Agronomia “Eliseu Maciel” (FAEM), Universidade Federal de Pelotas. A fonte de silício utilizada será o Caulim (Silicato de alumínio 70% de SiO2) e casca de arroz carbonizada (95% de SiO2) a serem aplicadas, via sementes, via solo e via foliar. Para o tratamento de sementes serão utilizadas as seguintes concentrações: 0, 30, 60, 90 e 120 g por 100 Kg de sementes. Já para aplicação foliar a dose será de 500 mL.ha-1, aplicadas em três épocas: no estádio vegetativo com 4-5 folhas, no perfilhamento e na floração. Na aplicação via solo será realizada uma semana antes da semeadura as doses de 0, 500, 1000, 1500, 2000 e 2500 kg/ha de silício. As três formas de aplicação serão testadas nas três fontes de silício mencionadas acima. As cultivares de arroz utilizadas nesse trabalho serão: PUITÁ INTA CL e IRGA 424. As variáveis analisadas serão: qualidade fisiológica das sementes (primeira contagem da germinação, germinação, índice de velocidade de germinação, envelhecimento acelerado, teste de frio, comprimento de plântula e emergência a campo), expressão e atividade enzimáticas das sementes e plântulas (Esterase (EST), Fosfatase ácida (ACP), Malato Deshidrogenase (MDH), Álcool Deshidrogenase (ADH) e Glutamato Oxalacetato Transaminase (GOT)), aspectos sanitários das sementes, análise de crescimento inicial e componente de rendimento da cultura. O delineamento experimental será inteiramente casualizado com quatro repetições. As médias obtidas serão submetidas à análise de variância e de regressão. Quando não houver adequação de curva de regressão, se aplicará o teste de Tuckey. A principal repercussão esperada é que se obtenha incremento de produtividade nas lavouras de arroz irrigado, no desempenho de sementes e plântulas recobertas com silício. Além disso, outro impacto esperado nos resultados é que se consiga minimizar a utilização de produtos fitossanitários, principalmente fungicidas e, com isso, diminuir o impacto ambiental provocado por esses produtos.

Objetivo Geral

O objetivo do presente projeto é avaliar o desempenho e as diferentes formas e fontes de aplicação de silício, relacionando seus efeitos na expressão da qualidade fisiológica, quantificação, aspectos sanitários, rendimento e atividade enzimática em sementes de arroz irrigado.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
20
20
20
20
20
20
20
20
20
20
20
20
20
20
20
20
20
20
20
GABRIEL BANDEIRA DUARTE1201/08/201331/07/2014
GUSTAVO FONSECA RODRIGUES1201/08/201531/07/2016
HENRIQUE LOPES CHAGAS1201/08/201431/07/2015

Página gerada em 25/01/2021 20:28:13 (consulta levou 0.086677s)