Nome do Projeto
ATENÇÃO FARMACÊUTICA EM PACIENTES TRATADOS POR HEMODIÁLISE – RESULTADOS DE ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/01/2013 - 10/12/2014
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Clínica
Resumo
Estima-se que existam atualmente no Brasil em torno de 90 mil indivíduos em programa crônico de diálise e mais de 20 mil transplantados renais com enxerto funcionante. Mais de 80% destes pacientes tem seu tratamento subsidiado pelo SUS. Apenas para o tratamento desta parcela de doentes, estima-se que 10% de todo o orçamento do Ministério da Saúde seja gasto, com a manutenção dos programas de diálise crônica (diálise peritoneal e hemodiálise) e fornecimento de drogas imunossupressoras para os transplantados renais. Ou seja, a despeito da necessidade imprescindível do tratamento para a manutenção da vida destes pacientes, é uma terapia cara e extremamente onerosa para nosso sistema de saúde. A doença renal é considerada um grande problema de saúde pública, porque causa elevadas taxas de morbidade e mortalidade e, além disso, tem impacto negativo sobre a qualidade de vida relacionada à saúde (QVRS).O tratamento hemodialítico é responsável por um cotidiano monótono e restrito, e as atividades desses indivíduos são limitadas após o início do tratamento, favorecendo o sedentarismo e a deficiência funcional, fatores que refletem na Qualidade de vida (QV). Atenção Farmacêutica (AF) é um modelo de prática farmacêutica, desenvolvida no contexto da Assistência Farmacêutica. É a interação direta do farmacêutico com o usuário, visando a uma farmacoterapia racional e à obtenção de resultados definidos e mensuráveis, voltados para a melhoria da qualidade de vida. Esta interação também deve envolver as concepções dos seus sujeitos, respeitadas as suas especificidades bio-psico-sociais, sob a ótica da integralidade das ações de saúde”. A AF envolve o acompanhamento do paciente com dois objetivos principais, que são responsabilizar-se junto com ele para que o medicamento prescrito seja seguro e eficaz, na posologia correta, e resulte no efeito terapêutico desejado; também, atentar para que, ao longo do tratamento, as reações adversas aos medicamentos sejam as mínimas possíveis e, quando ocorram, possam ser resolvidas imediatamente. A implantação de AF entre às práticas de atenção à saúde pode contribuir para a resolução de problemas de saúde pública. Serão colhidos os seguintes dados: sócio-econômicos: idade, sexo, educação (anos completos de estudo), renda familiar mensal, com quem vive, se trabalhou no último mês e se recebe algum benefício, coletados no momento da inclusão do paciente no estudo. As seguintes informações serão obtidas dos prontuários para criar as variáveis: Quantidade de medicamentos prescritos;Número de comprimidos ao dia; Comorbidades, variáveis clínicas e tempo de tratamento por hemodiálise.

Objetivo Geral

Avaliar os efeitos da atenção farmacêutica em parâmetro clínicos, laboratoriais, qualidade de vida e morbi-mortalidade de pacientes portadores de doença renal crônica tratados por hemodiálise.
O produto final a ser obtido é a melhora dos parâmetros clínicos e o aumento da qualidade de vida relacionada à saúde destes pacientes atraves da atenção farmacêutica.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
4
4
4
10
10
10
10
10
10
10
10
MICHELE ZSCHORNACK STRELOW1201/08/201331/07/2014

Página gerada em 18/11/2019 12:01:02 (consulta levou 0.073628s)