Nome do Projeto
Desordem, Vidros de Spin e Transições Inversas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
06/05/2013 - 06/05/2016
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Física - Equação de Estado, Equilib. de Fases e Transições de Fases
Resumo
O presente projeto visa estudar teoricamente os problemas de Vidros de Spin, desordem e transições inversas. Particularmente este projeto tem como objetivo analisar em detalhes a relação entre estes problemas distintos. Primeiramente, é estudado do modelo vidro de spin Ising fermiônico na presença dos campos aleatório longitudinal e transverso dentro de uma teoria de campo médio (conectividade infinita), o que pode ajudar a clarificar a relação entre desordem não-trivial, campo aleatório e o campo transverso. Na etapa seguinte do projeto, são propostas abordagens que buscam melhoramentos na aproximação de campo médio utilizada para o tratamento dos problemas de vidros de spin e transições inversas. Em um primeiro momento, objetiva-se o estudo do modelo Hopfield cluster de vidro de spin em uma formulação fermiônica que considera interações aleatórias de troca entre momentos magnéticos de clusters distintos. Nesse caso, o modelo proposto considera clusters correlacionados como entidades básicas no lugar de spins individuais. Como consequência, dentro de um mesmo cluster, a aproximação de campo médio não é assumida. Outro problema, mais geral, tem o objetivo de simular os efeitos de conectividade finita em diversos modelos magnéticos desordenados já estudados por meio de teoria de campo médio com conectividade infinita. A implementação de tal abordagem será primeiramente realizada no modelo Ghatak-Sherrington com campo aleatório seguindo distribuições gaussiana e bimodal. Com isso, os efeitos ocasionados pelo campo aleatório sobre o congelamento inverso serão checados em um modelo que leva em conta efeitos de uma conectividade finita.

Objetivo Geral

Este projeto tem por objetivo o desenvolvimento de pesquisa básica, de natureza teórica, com intuito de entender as características gerais relacionadas ao problema de transições inversas, vidros de spin e desordem. Primeiramente, é
estudado do modelo vidro de spin Ising fermiônico na presença dos campos
aleatório longitudinal e transverso dentro de uma teoria de campo médio
(conectividade infinita), o que pode ajudar a clarificar a relação entre
desordem não-trivial, campo aleatório e o campo transverso. Na etapa seguinte do
projeto, são propostas abordagens que são melhoramentos de aproximação de campo
médio. Em um primeiro momento, objetiva-se o estudo do modelo cluster de vidro
de spin em uma formulação fermiônica que considera interações aleatórias de
troca entre momentos magnéticos de clusters distintos. Nesse caso, o modelo
proposto considera clusters correlacionados como entidades básicas no lugar de
spins individuais. Como consequência, dentro de um mesmo cluster, a aproximação
de campo médio não é assumida.

Outro problema, mais geral, tem o objetivo de simular os efeitos de
conectividade finita em diversos modelos magnéticos desordenados estudados por
meio de teoria de campo médio. Dentro desta abordagem, é proposto
primeiramente o estudo do modelo GS com campo aleatório seguindo distribuições
gaussiana e bimodal com conectividade finita. Com
isso, os efeitos ocasionados pelo campo aleatório
sobre o congelamento inverso serão checados em um modelo que leva em conta
efeitos de uma conectividade finita. A partir dos resultados gerados pela
pesquisa, o projeto deve gerar publicações em revistas científicas indexadas de
circulação internacional, comunicações em congresso científicos nacionais e
internacionais. Outro resultado esperado, e que tem grande relevância, é a
formação de recursos humanos em nível de mestrado.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALEXSANDRA PEREIRA DOS SANTOS1201/08/201431/07/2016
GERSON DANTAS ROCHA1201/08/201331/07/2014
IULLI PITONE CARDOSO1201/08/201331/01/2014
WILLIAM INSAURRIAGA DA SILVA1201/02/201431/07/2014
WILLIAN MACEDO SOARES1201/08/201331/07/2014

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 7.730,00

Página gerada em 14/11/2019 19:53:24 (consulta levou 0.076913s)