Nome do Projeto
Taxonomia e bioacústica de algumas espécies de Anurogryllus Saussure, 1877 do extremo sul do Brasil (Orthoptera, Gryllidae)
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
03/03/2013 - 04/03/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Zoologia - Taxonomia dos Grupos Recentes
Resumo
O gênero Anurogryllus apresenta 26 espécies descritas distribuídas por todo o continente americano, com duas espécies válidas com registros para o Brasil, Anurogryllus brevicaudatus (Bahia) e Anurogryllus toledopizai (São Paulo). Trabalhos preliminares realizados por nosso grupo de pesquisa (Biota de Orthopera do Brasil), incluindo coleta e análise sonora de algumas espécies de Anurogryllus que ocorrem nos campos e no perímetro urbano do município de Pelota, RS e regiões adjacentes, indicaram a presença de pelos três espécies, as quais precisam ser determinadas ou classificadas de acordo com parâmetros taxonômicos bem definidos. O objetivo desse trabalho será descrever ou redescrever essas espécies de Anurogryllus com base no plano corporal, morfologia dos escleritos fálicos e características do som de chamado. Os espécimes serão coletados no município de Pelotas, RS e cidades adjacentes, desde áreas urbanas, bem como campos e pastagens. O som de chamado será registrado com gravador Sony PCM-D50 e microfone Sennheiser ME66/K6, e digitalizados através do software Avisoft SasLab Light. A tégmina direita será retirada e disposta entre lâmina e lamínula para a análise morfométrica, com destaque à fileira estrudulatória. A genitália será tratada com solução aquosa e hidróxido de potássio para retirar as membranas e os escleritos serão descritos e fotografados. Pretendemos produzir ao menos dois artigos em revista científica de impacto internacional, quatro apresentações de trabalhos em congressos científicos, e respectivos resumos publicados, além de uma orientação em Mestrado e duas orientações de Iniciação Científica.

Objetivo Geral

Objetivo geral
Descrever ou redescrever as espécies de Anurogryllus que ocorrem no sul do Rio Grande do Sul, com base no plano corporal, morfologia dos escleritos fálicos e características do som de chamado.

Objetivos específicos

a) Caracterizar a morfologia externa, com destaque à morfometria dos tágmas corporais e seus apêndices;

b) Caracterizar a morfologia do complexo fálico dos machos;

c) Descrever a morfologia das tégminas, bem como a ultramorfologia e morfometria da fileira estridulatória;

d) Analisar o ritmo de emissão das notas, suas freqüências e os padrões temporais do som de chamado;

e) Estabelecer relações entre o número de dentes da fileira estridulatória e o número de ciclos sonoros das notas do som de chamado;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
4
4
4
4
20

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 103,00

Página gerada em 19/12/2018 11:51:58 (consulta levou 0.077866s)